A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ficha 1. Apesar do estatuído no artigo 13º da Constituição da Republica Portuguesa, não existe uma isenção e separação do poder religioso, em prejuízo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ficha 1. Apesar do estatuído no artigo 13º da Constituição da Republica Portuguesa, não existe uma isenção e separação do poder religioso, em prejuízo."— Transcrição da apresentação:

1 Ficha 1

2 Apesar do estatuído no artigo 13º da Constituição da Republica Portuguesa, não existe uma isenção e separação do poder religioso, em prejuízo de uma clara falta de igualdade, existe UMA INCOSTITUCIONAL FALTA DE LAICIZAÇÃO DO ESTADO PORTUGUÊS. Claras manifestações dessa falta de laicização são a existência de Aulas de religião e Moral, nos planos curriculares, nunca aí foram incluídas aulas de qualquer outra religião com maior ou menor representatividade e a existência das prorrogativas dos padres nos hospitais, prisões e afins, que não são concedidos aos seus equivalentes, noutras religiões. Este favorecimento da religião católica, é manifesto de um estado mais católico que laico, e por essa razão inconstitucional, por violar o disposto no artigo 13º. Os costumes enraizados têm sido suficientes para justificar e travar a falta de coragem política em dar o grito do ipiranga, libertando o estado das prerrogativas que ao longo dos anos concedeu à religião católica.

3 Falta uma conclusão clara. Falta uma linha de raciocínio. UMA INCOSTITUCIONAL FALTA DE LAICIZAÇÃO DO ESTADO PORTUGUÊS...

4 Sendo um feriado de certo modo um privilégio, visto que o cidadão beneficia de uma folga, os feriados religiosos vão contra o artigo 13º da constituição. Mas por outro lado, feriados como a Páscoa ou o Natal já estão de tal modo inseridos na nossa cultura que são celebrados até por pessoas que não são religiosas, devido a esses feriados terem adquirido também um cariz cultural, além do religioso. Como são celebrados por religiosos, mas também por não religiosos, devia-se declará-los feriados não religiosos, e cada um lhe daria o valor conforme a sua crença.

5 Conclusão clara: «devia-se declará-los feriados não religiosos, e cada um lhe daria o valor conforme a sua crença.» Raciocínio fácil de seguir: Feriados religiosos são contrários à constituição mas toda a gente os celebra, mesmo que não é religioso. Texto conciso, sem material desnecessário

6 Sendo Portugal um estado, pela sua tradição, de matriz predominantemente católica é natural que persistam estes tais "privilégios" relativamente à religião católica. Porém, a meu ver, "privilégio" não será a melhor palavra para descrever o que se passa realmente. Devido à estreita relação entre Estado e Igreja ao longo dos tempos, o primeiro acaba por basear alguns dos seus valores mais importantes nos valores da segunda. Portanto, em certa medida, o Estado dos dias de hoje acaba por ser um pouco produto da doutrina católica. Assim sendo, quanto a mim, não se tratará propriamente de um favorecimento da religião católica, mas antes de uma questão de coerência com o passado. Nessa perspectiva não creio que as outras religiões sejam discriminadas, uma vez que nada as impede de celebrar as suas datas importantes, antes pelo contrário. A religião de cada indivíduo só a ele diz respeito e não precisa de qualquer aval do Estado!

7 Conclusão clara: «não creio que as outras religiões sejam discriminadas.» Raciocínio fácil de seguir: Feriados religiosos não são um privilégio, são consequência da tradição e história, e a religião de cada indivíduo não precisa do aval do estado. (não é preciso concordar para ver que o argumento foi bem estruturado...)

8 Ficha 2

9 «De qualquer forma o fenómeno referido como "milagre do sol" não é falsificável, pois se foi um eclipse, o que se supostamente observou está correcto (o que foi descrito são acontecimentos normais na presença de um eclipse solar), se foi um milagre do sol, o que se observou está também correcto.»

10 De qualquer forma o fenómeno referido como "milagre do sol" não é falsificável, pois se foi um eclipse, o que se supostamente observou está correcto (o que foi descrito são acontecimentos normais na presença de um eclipse solar), se foi um milagre do sol, o que se observou está também correcto. O fenómeno não é falsificável, nem o que se observou está correcto ou incorrecto. Isso é propriedade das hipóteses...

11 «Algo de diferente aconteceu no dia 13 de Outubro de 1917,algo que a própria ciência não pode explicar.Já que em relação a este tipo de questões nada se pode provar, a minha opinião é que devemos procurar respostas certas, factos..mas que devemos ter sempre humildade perante aquilo que desconhecemos.»

12 Atenção aos objectivos do trabalho: Deverá focar um ou mais aspectos do erro, aquisição de conhecimentos, abdução de explicações, falsificabilidade e princípios do raciocínio científico.

13 Epistemologia Como sabemos o que sabemos?

14 Epistemologia Como sabemos o que sabemos? Para pensamento crítico interessa-nos especialmente o conhecimento teórico (saber que) e não o conhecimento prático (saber fazer).

15 Epistemologia Como sabemos o que sabemos?

16 Observações e Inferências Porta arrombada Falta TV Mobília partida Assaltaram-me a casa.

17 Observações e Inferências Tentativa: Observação: apreendemos imediatamente Explicação: abduzida por raciocínio

18 Observações e Inferências Aviso O Elevador está Avariado Observação: Inferência:

19 Observações e Inferências Aviso O Elevador está Avariado E alguém que não fala Português?

20 Observações e Inferências Aviso O Elevador está Avariado E alguém que não fala Português? Observação ou Inferência?

21 Observações e Inferências

22 (cuidado, piso escorregadio)

23 Observações e Inferências Nossa observação é sempre mediada por premissas, raciocínio, experiência prévia, etc.

24 Conhecimento O que é saber?

25 Conhecimento O que é saber? Crença verdadeira.

26 Conhecimento Acredito que está aqui uma vaca.

27 Conhecimento Acredito que está aqui uma vaca. (de cartão)

28 Conhecimento (de cartão) (verdadeira) Acredito que está aqui uma vaca.

29 Conhecimento O que é saber? Crença verdadeira, pelas razões certas. Daí a importância de examinar criticamente o método...

30 Ciência e Pseudociência Detectar Tretas Michael Shermer

31 Ciência e Pseudociência 1- A fonte é fiável?

32 Ciência e Pseudociência 1- A fonte é fiável? Answers in Genesis Mission Statement Goal: To support the Church in fulfilling its commission. Mission: We proclaim the absolute truth and authority of the Bible with boldness.

33 Ciência e Pseudociência 1- A fonte é fiável? Pode ter um interesse especial numa alternativa (Ver Cap. 7)

34 Ciência e Pseudociência 2- Há um padrão de afirmações infundadas?

35 Ciência e Pseudociência 2- Há um padrão de afirmações infundadas? I thought it rather obvious that a mutation that destroys the functionality of a gene (such as a repressor gene) is a loss of information. I also thought it rather obvious that a mutation that reduces the specificity of an enzyme is also a loss of information.

36 Ciência e Pseudociência 2- Há um padrão de afirmações infundadas? And the mutations do not add any information, they just cause existing information to be mis- directed to produce a fruit-fly leg on the fruit-fly head instead of on the correct body segment, for example.

37 Ciência e Pseudociência 2- Há um padrão de afirmações infundadas? All observed biological changes involve only conservation or decay of the underlying genetic information.

38 Mutações Mutação pontual: ACTTGACT ACTCGACT Duplicação: ACTTGACT ACTTGATTGACT Exemplo de aumento de informação: duplicação seguida de mutação pontual.

39 Ciência e Pseudociência 2- Há um padrão de afirmações infundadas? Pode estar relacionado com 1, e indicar que a fonte é tendenciosa. Também sugere relutância em alterar opiniões.

40 Ciência e Pseudociência 3- Há verificação independente?

41 Ciência e Pseudociência 3- Há verificação independente? Deus existe porque a Bíblia diz que existe, e a Bíblia não se engana porque é a palavra de Deus. (Caricatura?)

42 Ciência e Pseudociência 3- Há verificação independente? By definition, an infinite, eternal being has always existedno one created God. He is the self-existing onethe great I am of the Bible. He is outside of timein fact, He created time.

43 Ciência e Pseudociência 3- Há verificação independente? You might say, But that means I have to accept this by faith, as I cant understand it. We read in the book of Hebrews, But without faith it is impossible to please him: for he that cometh to God must believe that he is, and that he is a rewarder of them that diligently seek him (Hebrews 11:6).

44 Ciência e Pseudociência 4- Adequa-se ao que sabemos?

45 Ciência e Pseudociência 4- Adequa-se ao que sabemos? If the whole world was once covered with water during Noahs Flood, where has it all gone? Even if the glaciers and ice caps melted the oceans would only rise some 70 meters, yet Mt Everest rises 8848 meters above sea level.

46 Ciência e Pseudociência 4- Adequa-se ao que sabemos? But we dont need any more water to cover the earth. There is already enough. […] If the ocean basins were pushed up 5 km and the mountains shaved off, water from the oceans would cover all the earth.

47 Ciência e Pseudociência 4- Adequa-se ao que sabemos? This suggests that, during the Flood, the ocean floor moved vertically relative to the continents. (Hã?)

48 Revisão de Crenças H: Dilúvio Bíblico O: Não há água suficiente para cobrir toda a superficie

49 Revisão de Crenças Dilúvio e água insuficiente: Contradição Rejeitar dilúvio? Não, o fundo do mar levanta-se, as montanhas baixam, e problema resolvido.

50 Ciência e Pseudociência 5- Procurou-se testar a afirmação? Ou só obter confirmação? (Confirmation Bias)

51 Ciência e Pseudociência 5- Procurou-se testar a afirmação? Ex: Malefícios do pão: Hitler comia pão. Muitos ladrões e assassinos comiam pão. A maioria das pessoas com cancro ou infecções comia pão regularmente. Quase todos os acidentes ocorrem menos de 24h após comer pão…

52 Ciência e Pseudociência 6- O conjunto das evidências suporta a afirmação?

53 Ciência e Pseudociência 6- O conjunto das evidências suporta a afirmação? Ex: Evolução -Anatomia -Biologia molecular -Geologia -Paleontologia -Astronomia

54 Ciência e Pseudociência 7- Usam ferramentas adequadas?

55 Ciência e Pseudociência 7- Usam ferramentas adequadas? Ex: OVNIS -Regressão hipnótica -Teorias de conspiração -Fotos de má qualidade

56 Ciência e Pseudociência 7- Usam ferramentas adequadas? Ex: Criacionismo e datação radiométrica Tempo de meia vida de alguns elementos: Potassium 40 Argon billion yrs Rubidium 87Strontium billion yrs Thorium 232Lead billion years Uranium 235Lead million years Uranium 238Lead billion years Carbon 14Nitrogen years

57 Ciência e Pseudociência 7- Usam ferramentas adequadas? Ex: Criacionismo e datação radiométrica Isótopos podem ser medidos medindo a radiação ou por espectrometria de massa.

58 Ciência e Pseudociência 8- É uma explicação?

59 Ciência e Pseudociência 8- É uma explicação? Seres extradimensionais incompreensíveis. Milagres. Deuses. Etc..

60 Ciência e Pseudociência 8- É uma explicação? O que é uma explicação?

61 Ciência e Pseudociência 8- É uma explicação? O que é uma explicação? O explicado tem que ser consequência da explicação: Morreu porque levou uma facada Morreu porque era o destino

62 Ciência e Pseudociência 9- Se é uma explicação, é melhor? O que é uma explicação melhor?

63 Ciência e Pseudociência 9- Se é uma explicação, é melhor? O que é uma explicação melhor? Ex: Não havia àgua suficiente para o Dilúvio Como explicar a contradição: -Não houve Dilúvio -Montanhas baixaram e o fundo do mar elevou-se

64 Ciência e Pseudociência 10- Crenças dependentes ou determinantes?

65 Ciência e Pseudociência 10- Crenças dependentes ou determinantes? Usa a crença para seleccionar evidências. Usa evidências para seleccionar crenças.

66 Ciência e Pseudociência Confirmação independente Debate (quem?) Argumentos de autoridade Várias hipóteses, não ficar agarrado a uma Quantifcar sempre que possivel Cadeia de inferência sólida Simplicidade Falsificabilidade

67 Ciência Conclusão: Esforço colectivo, crítica aberta, verificação independente, dúvida, diálogo…


Carregar ppt "Ficha 1. Apesar do estatuído no artigo 13º da Constituição da Republica Portuguesa, não existe uma isenção e separação do poder religioso, em prejuízo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google