A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Rede Interagencial de Informação para a Saúde (RIPSA) Oficina de Trabalho RIPSA no Estado Brasília, 10 dezembro 2007 A iniciativa RIPSA Nacional RIPSA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Rede Interagencial de Informação para a Saúde (RIPSA) Oficina de Trabalho RIPSA no Estado Brasília, 10 dezembro 2007 A iniciativa RIPSA Nacional RIPSA."— Transcrição da apresentação:

1 Rede Interagencial de Informação para a Saúde (RIPSA) Oficina de Trabalho RIPSA no Estado Brasília, 10 dezembro 2007 A iniciativa RIPSA Nacional RIPSA Nacional

2 Sistematizar informação e gerar conhecimento sobre a situação de saúde e suas tendências, para subsidiar políticas públicas, em um processo de construção coletiva e consensual. RIPSA: cooperação MS-OPAS

3 A gestão de um setor tão complexo como o de saúde exige informação estratégica, tratada apropriadamente. As informações necessárias à gestão do sistema de saúde transcendem a produção gerada no âmbito do próprio setor. O uso regular da informação no processo decisório requer um processo contínuo de sistematização e análise de dados. Alguns pressupostos

4 GESTÃO DO SISTEMA DE SAÚDE Informação aplicada à gestão da saúde demandas eixos de informação COOPERAÇÃO TÉCNICA PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL DIVULGAÇÃO TÉCNICA PLANOS DE INVESTIMENTO INFORMES DE SITUAÇÃO E TENDÊNCIAS INDICADORES E DADOS BÁSICOS ESTUDOS E ANÁLISES TEMÁTICAS BASES BIBLIOGRÁ- FICAS instrumentos Adaptado de OPS/OMS: Programa de Análise de Situação de Saúde, 1995

5 Dados e informações gerados pelo SUS, nas três esferas de gestão (sistemas e bases de dados, inquéritos, estudos, políticas) Dados e informações gerados pelo SUS, nas três esferas de gestão (sistemas e bases de dados, inquéritos, estudos, políticas) Dados e informações sobre determinantes da saúde, gerados por outros setores de governo (IBGE, IPEA, Previdência, Educação, Ambiente etc.) Dados e informações sobre determinantes da saúde, gerados por outros setores de governo (IBGE, IPEA, Previdência, Educação, Ambiente etc.) Documentação técnico-científica em saúde (BIREME, ABRASCO, CAPES, Ministério da Saúde) Documentação técnico-científica em saúde (BIREME, ABRASCO, CAPES, Ministério da Saúde) Fontes de informação para o SUS

6 Sistemas e bases complexas e independentes, criadas para fins específicos ) Sistemas e bases complexas e independentes, criadas para fins específicos (dados dissociados, prejudicando a análise) Gerenciamento fragmentado, nos três níveis de gestão Gerenciamento fragmentado, nos três níveis de gestão (esforços não convergem para o fim comum) Registros e fluxos sobrepostos na produção de serviços Registros e fluxos sobrepostos na produção de serviços (qualidade e cobertura comprometidas) Carência de estruturas de análise estratégica Carência de estruturas de análise estratégica (baixo aproveitamento na formulação, gestão e avaliação de políticas de saúde) Dificuldades para utilização integrada das fontes de informação disponíveis

7 Promove interações institucionais para o desenvolvimento harmonioso da área de informação para a saúde no Brasil. Promove interações institucionais para o desenvolvimento harmonioso da área de informação para a saúde no Brasil. Oferece espaços de convergência para a construção coletiva de produtos de interesse comum. Oferece espaços de convergência para a construção coletiva de produtos de interesse comum. Contribui propositivamente, sem interferir na dinâmica gerencial das instituições. Contribui propositivamente, sem interferir na dinâmica gerencial das instituições. RIPSA: um esforço de mediação

8 Concepção estratégica da Rede Foco na articulação interinstitucional e intersetorial, previamente negociada com parceiros chaves. Ênfase na gestão nacional do SUS liderança do Ministério da Saúde. Definição de produtos de interesse comum pauta de um processo de construção coletiva. Planejamento participativo e deliberações por consenso, sem interferência na dinâmica gerencial das instituições. Mecanismos interinstitucionais de operação : instâncias colegiadas e comitês técnicos. Uso de recursos próprios das instituições parceiras. Formalização da Rede. Administração estável dos recursos vinculados: MS-OPS

9 Composição institucional Órgãos produtores de informação em saúde e gestores do SUS Órgãos extra-setoriais gestores de informação aplicada à saúde Instituições de ensino e pesquisa em saúde pública Entidades promotoras do uso e disseminação de informação na saúde

10 RIPSA: instâncias operativas Oficina de Trabalho Interagencial (OTI): condução técnica e estratégica da Rede. Oficina de Trabalho Interagencial (OTI): condução técnica e estratégica da Rede. Secretaria Técnica: instrumentação e viabilização das recomendações da OTI. Secretaria Técnica: instrumentação e viabilização das recomendações da OTI. Comitês de Indicadores (CGI): revisão e atualização da base de indicadores. Comitês de Indicadores (CGI): revisão e atualização da base de indicadores. Comitês Temáticos (CTI): análise metodológica e funcional de temas técnicos, demandada pelo colegiado. Comitês Temáticos (CTI): análise metodológica e funcional de temas técnicos, demandada pelo colegiado.

11 Instituições participantes (OTI) Ministério da Saúde (Secretarias, Fundações e Agências) CONASS CONASEMS IBGE IPEA ABRASCO Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP) Faculdade de Saúde Pública / USP Instituto de Medicina Social / UERJ Instituto de Saúde Coletiva / UFBA Universidade de Brasília Núcleo de Estudos de População / UNICAMP Fundação SEADE OPAS (Representação no Brasil e BIREME)

12 Indicadores e Dados Básicos (IDB) : produto estratégico da Rede Unidade do processo de trabalho: matriz de indicadores Unidade do processo de trabalho: matriz de indicadores Responsabilidades institucionais definidas na produção dos indicadores Responsabilidades institucionais definidas na produção dos indicadores Base de dados oficializada : Datasus Base de dados oficializada : Datasus Metodologia de qualificação dos indicadores Metodologia de qualificação dos indicadores Atualização e revisão de séries históricas Atualização e revisão de séries históricas Convergência internacional : iniciativa Opas Convergência internacional : iniciativa Opas

13 Produtos: dados e indicadores

14 IDB: folhetos anuais,

15 RIPSA: temas trabalhados (CTI) 1. Padronização de atributos comuns dos sistemas 2. Mortalidade infantil, perinatal e materna 3. Capacitação do profissional de informações 4. Análise de dados espaciais em saúde 5. Sala de situação de saúde 6. Saúde, seguridade social e trabalho 7. Alimentação e nutrição 8. Saúde do idoso 9. Monitoramento do plano nacional de saúde 10. Acidentes e violência 11. Informação de base populacional 12. Ripsa no Estado 13. Análise de situação e tendências 14. Saúde sexual e reprodutiva

16 Evolução da RIPSA: fatores de sustentabilidade Parcerias institucionais estáveis e qualificadas: áreas técnicas do MS, órgãos extra-setoriais, academia. Parcerias institucionais estáveis e qualificadas: áreas técnicas do MS, órgãos extra-setoriais, academia. Ambiente de cooperação legitimado: processos definidos e abertos a contribuições. Ambiente de cooperação legitimado: processos definidos e abertos a contribuições. Produtos qualificados e reconhecidos. Produtos qualificados e reconhecidos. Respeito à individualidade institucional e a decisões colegiadas: aprovação e revisão de plano conjunto. Respeito à individualidade institucional e a decisões colegiadas: aprovação e revisão de plano conjunto. Processos documentados e disponíveis. Processos documentados e disponíveis. Cooperação com a OPAS: estabilidade e interlocução com novos dirigentes; legitimidade e neutralidade. Cooperação com a OPAS: estabilidade e interlocução com novos dirigentes; legitimidade e neutralidade. Instrumentos legais reajustados a novos cenários. Instrumentos legais reajustados a novos cenários.

17 RIPSA: Perspectivas Plano de trabalho apoiado até Plano de trabalho apoiado até Projetos estratégicos para o SUS: Projetos estratégicos para o SUS: Informes de situação e tendências Informes de situação e tendências Padrões para interoperabilidade de sistemas Padrões para interoperabilidade de sistemas PlanejaSUS PlanejaSUS Ripsa estadual: projetos-piloto Ripsa estadual: projetos-piloto BVS-Ripsa : Portal, bases técnico-científicas BVS-Ripsa : Portal, bases técnico-científicas Cooperação internacional: Cooperação internacional: Produtos (IDB, publicações, vídeos) Produtos (IDB, publicações, vídeos) Processos de trabalho (metodologia Ripsa) Processos de trabalho (metodologia Ripsa)


Carregar ppt "Rede Interagencial de Informação para a Saúde (RIPSA) Oficina de Trabalho RIPSA no Estado Brasília, 10 dezembro 2007 A iniciativa RIPSA Nacional RIPSA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google