A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pacto de Indicadores da Atenção Básica Fundamentação Teórica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pacto de Indicadores da Atenção Básica Fundamentação Teórica."— Transcrição da apresentação:

1

2 Pacto de Indicadores da Atenção Básica Fundamentação Teórica

3 Evolução da Sociedade e da maneira de utilizar a informação

4 DADO INFORMAÇÃO DADO INFORMAÇÃO análise; análise; divulgação divulgação recomendação para ação recomendação para ação Considerações Conceituais: processo que organiza a ação transporta recortes da realidade para escalas apropriadas à visão humana, permitindo que se pense e aja à distância. A compreensão de uma informação, produzida e disseminada, depende da compreensão do contexto no qual ela se encontra, e do contexto em que se encontra aquele que a está interpretando e analisando.

5 A informação só adquire valor se utilizada para diminuir o grau de incerteza na tomada de decisão. Ciclo de tarefas para a tomada de decisão

6 Tomada de decisão planejamentoplanejamento controle e avaliaçãocontrole e avaliação auditoriaauditoria vigilância epidemiológicavigilância epidemiológica vigilância sanitáriavigilância sanitária etcetc

7 Sistema de Informações em Saúde Instrumental que facilite a construção do conhecimento da realidade, mais eficiente para o processo de planejamento, gestão e avaliação das ações de saúde, norteado pelos princípios e diretrizes do SUS. Definição da OMS: mecanismo de coleta, processamento, análise e transmissão da informação coleta, processamento, análise e transmissão da informação necessária para se planejar, organizar, operar e avaliar os serviços de saúde. Suporte gerencial + Mecanismo de participação popular

8 A informação e as funções gestoras

9 Medicina Clínica Saúde Comunitária Objetivo Curar o pacienteMelhorar o nível de saúde da população Informação Necessária História clínica, exame físico, exames Dados sobre a população Diagnóstico Diagnóstico diferencial Diagnóstico da comunidade e seleção de prioridades Plano de Ação Tratamento e reabilitação Planejamento em Saúde Avaliação Acompanhamento clínico Monitoramento de indicadores

10 PLANEJAMENTO Situação Atual Situação Futura Planejar Executar Avaliar

11 Momentos do Planejamento em Saúde Momento EXPLICATIVO priorizar Identificar, priorizar e analisar os problemas. Momento NORMATIVO: Identificar a "imagem-objetivo" que se quer alcançar, definir os cenários prováveis e formular os objetivos. Momento TÁTICO OPERACIONAL: Programação detalhada das ações e estabelecimento dos mecanismos de acompanhamento e avaliação periódica dos resultados. Momento ESTRATÉGICO Definir linhas de ação, análise de viabilidade das ações propostas e elaboração de projetos dinamizadores.

12 Reduzir mortalidade infantil Visitas Consultas domiciliares Vacinas aplicadas Processo de Trabalho em Saúde Situação de Saúde Ações Resultados Recursos Objetivos Efetividade Eficácia Eficiência Humanos Financeiros Físicos Equipamentos Cobertura pré- natal Concentração de consultas Condições de vida Problemas de saúde

13 Análise da Sistemática de Indicadores Demográficos,Sócio-econômicosMortalidade Morbidade e Fatores de Risco RecursosCobertura

14 Condições para que as informações sejam úteis no processo de decisão QUALIDADE PREENCHIMENTO PROCESSAMENTO COBERTURA

15 SISTEMASEVENTOINSTRUMENTO DE COLETA USOS (ALGUNS) SIMÓbito Declaração de Óbito. Estudos de mortalidade, Vigilância de Óbitos SINASC Nascido VivoDeclaração de Nascido Vivo Monitoramento da Saúde da Criança e da Mulher SINAN Agravos Sob Notificação FINotificação E FIInvestigação Acompanhamento dos agravos sob notificação, surtos, epidemias, etc. SIH Informação Hospitalar Autorização de Internação Hospitalar – Morbidade hospitalar, Gestão hospitalar, Custeio da Atenção Hospitalar SIA Produção Ambulatorial Boletim de Produção Ambulatorial Acompanhamento da produção ambulatorial, Gestão e Custeio da Atenção Ambulatorial SISCOLO Ca de colo de Útero Boletim de Produção Ambulatorial Avaliar o programa de prevenção do Ca de colo uterino. ( exames realizados, freqüência do câncer e qualidade das coletas e leituras) SIAB Situação de Saúde Produção/Marcador Cadast.Familiar e Saneamento Formulários do SIAB Acompanhamento da Atenção Básica

16 Avaliação x Indicadores é o que indica reflete o fenômeno de interesse e auxilia no seu entendimento. Indicador

17 Atributos dos Indicadores Especificidade Sensibilidade Poder discriminatório Poder discriminatório Facilidade de cálculo e interpretação Homogeneidade de parâmetros e difusão Facilidade de obtenção de dados. Facilidade de obtenção de dados.

18 Indicadores de Saúde Estrutura Resultados ProcessoAvaliam a utilização dos recursos empregados. satisfação do usuário mortalidade e morbidade.

19 Números absolutos – representam o que se obtém ao contar diretamente uma série de eventos da mesma natureza. Têm limitações pois não se apoia em pontos de referência que permitem conhecer melhor a situação. Números relativos – são valores absolutos expressos em relação a outros valores absolutos que guardam entre si uma relação coerente. Relaciona-se dois dados diferentes. Permitem comparações. São as proporções, taxas ou coeficientes e razões. Expressão dos Resultados

20 Coeficientes ou Taxas É a relação (quociente) entre dois valores numéricos que estima uma probabilidade ou risco. N P N N nº vezes ocorre um evento P nº pessoas expostas ao risco de um evento K base do coeficiente (múltiplo de 10) x k

21 Coeficientes ou Taxas Exemplo: Taxa de Internação por IRA em < 5 anos Nº de internações por IRA em < 5 anos População < 5 anos X N N nº vezes ocorre o evento P nº pessoas expostas ao risco do evento K base do coeficiente ( por 1000 < de 5 anos)

22 Proporções Relação entre o nº de indivíduos com certo atributo e o total de indivíduos considerados. O numerador está contido no denominador. Mostra a importância relativa do evento. Mortalidade proporcional por causas mal definidas em < 1 ano: Total óbitos < 1 ano por causas mal definidas x 100 Total de óbitos < 1 ano N x 100 P

23 Razões É a relação entre dois eventos distintos, ou características diferentes do mesmo evento. Exemplo: Razão de exames citopatológicos/população feminina em determinada faixa etária exames citopatológicos na faixa etária população feminina na faixa etária N P Só pode variar entre 0 |---| 1

24

25

26

27 Acesso aos Bancos de Dados (TabNet)

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39 Vamos conhecer os Cadernos de Informação do Pacto dos Indicadores da Atenção Básica? Série Histórica – Estado ( ) Série Histórica – Municípios ( ) Referências – Macrorregiões, SDR e Municípios (2004) Avaliação do Desempenho – Pacto 2004 Alcançando as Metas

40

41

42

43


Carregar ppt "Pacto de Indicadores da Atenção Básica Fundamentação Teórica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google