A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMMODITIES Tiago Agrizzi Luciano Canal Pablo Souto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMMODITIES Tiago Agrizzi Luciano Canal Pablo Souto."— Transcrição da apresentação:

1 COMMODITIES Tiago Agrizzi Luciano Canal Pablo Souto

2 Commodities Palavra inglesa que significa mercadoria.
Mercadoria em estado bruto - “In natura” – ou primário, cultivados ou de extração mineral, podendo ser estocados por um período de tempo, não perdendo sensibilidade de sua qualidade.

3 Atualmente as commodities são uma das principais fontes de renda pertencentes à maioria dos Países em desenvolvimento, e também para seus produtores, que representam mais da metade da população mundial. Café, algodão, soja, cobre, petróleo, são alguns exemplos de commodities.

4 Quatro tipos de commodities:
Commodities minerais: minério de ferro, alumínio, petróleo etc. Commodities financeiras: moedas negociadas em vários mercados, títulos públicos de governos federais etc. Commodities ambientais: créditos de carbono Commodities agrícolas: soja, suco de laranja congelado, trigo, algodão, borracha, café etc.

5 O Brasil é um grande produtor e exportador de commodities
O Brasil é um grande produtor e exportador de commodities. As principais commodities produzidas e exportadas por nosso país são: petróleo, café, suco de laranja, minério de ferro, soja e alumínio. Por um lado o país se beneficia do comércio destas mercadorias, por outro torna dependente dos preços estabelecidos internacionalmente.

6 Commodities agrícolas:
Títulos correspondentes a negociações com produtos agropecuários, e outros produtos primários nas bolsas de mercadorias. Negócios referentes à entrega futura de mercadorias, não significando necessariamente que há movimento físico de produtos nas bolsas. O que negocia são contratos.

7 As commodities agrícolas vêm apresentando desempenho positivo nos últimos anos, alterando período de crescimento e redução de preços. Commodities brutas Exemplos de commodities brutas de origem agropecuária, algodão, amendoim e cereais (arroz- milho- trigo- cevada), borracha, madeira cortada.

8 Commodities processadas
Exemplos de commodities processada: farelo em geral, óleo de soja, fios de algodão, carnes em geral, madeira, celulose, suco de laranja concentrado e congelado e produtos do refino do petróleo.

9 Principais commodities agrícolas do Brasil

10 Soja

11 “ouro-verde” O processo de mecanização e a introdução de técnicas modernizantes de plantio, colheita e processamento de grãos têm a soja como grande indutor. Estruturas de armazenagem, processamento, transporte e exportação foram bastante ampliadas a partir do significativo aumento da produção

12 A expansão da cultura da soja foi a principal responsável pela introdução do conceito de agronegócio no país. A competição acirrada no comércio internacional é uma razão pela qual a pesquisa tecnológica desenvolveu-se.

13

14 Evolução e distribuição espacial da área plantada de Soja (1
Evolução e distribuição espacial da área plantada de Soja (1.000 ha) - Brasil                                                                                              

15 – Produção de Soja – 1996 – Brasil – Produção de Soja - 2006
                                                                                                                     

16                                                                                                                       

17                                                                                                                        Fonte:http://www.abiove.com.br/exporta_br.html

18 A safra brasileira 2007/08 teve um aumento de 3,0% na área plantada, atingindo ,0 mil hectares, contra os ,8 mil hectares cultivados na safra 2006/07. O balanço de oferta e demanda, publicado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos em agosto/08, indica a produção mundial de 237,4 milhões de toneladas em 2008/09, 8,5% superior as 218,8 milhões de toneladas produzidas na safra 2007/08.

19 Fonte:www.agronegocio.com.br

20                                                                                                                                                                            FONTE: IBGE

21 Milho

22 Elemento básico para a ração animal, além de um papel importante na alimentação humana.
Com o avanço da avicultura, o milho passou a ser uma opção para os produtores de soja no inverno. Com o uso intenso do milho para a produção de etanol nos EUA, as cotações do produto subiram como um foguete no mercado internacional.

23 No acumulado de abril, o Indicador do milho ESALQ/BM&FBovespa (região de Campinas – SP) registrou alta de 5%, fechando o mês a R$ 22,04/sc de 60 kg. O Indicador registrou média mensal de R$ 21,29/sc, com alta de 3,3% em relação a março. Quanto às exportações, houve redução de 10% no volume embarcado de março para abril de Segundo agentes colaboradores do Cepea, a comercialização em Paranaguá esteve bem lenta.

24 Para vendedores, os preços foram considerados pouco atraentes, principalmente com a valorização do Real em abril, havendo maior interesse por comercializar com compradores domésticos. Acredita-se que a forte quebra da safra Argentina possa estimular a procura pelo grão brasileiro a partir do final de maio.

25                                                                               Fonte: IBGE

26                                                                                                                                                                      Fonte:IBGE

27                                                                                                                                                                          Fonte: IBGE

28 Trigo

29 O trigo (Triticum aestivum) é uma planta de ciclo anual, cultivada durante o inverno e a primavera.
Consumo humano e animal. Junto com o trigo, e umas das primeiras commodities em volume de produção mundial. No Brasil, a produção anual oscila entre cinco e seis milhões de toneladas.

30 É cultivado nas regiões Sul (RS, SC e PR), Sudeste (MG e SP) e Centro-oeste (MS, GO e DF). O consumo anual no país tem se mantido em torno de dez milhões de toneladas. Cerca de 90% da produção brasileira de trigo encontra-se na região Sul do Brasil. A produção brasileira de trigo em 2007, de 4,0 milhões de toneladas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi 62% superior à do ano anterior.

31 No Paraná, Estado maior produtor, houve expansão de 14% na área cultivada com trigo, conforme projeção do Departamento de Economia Rural. A produção mundial de trigo em 2007/08, segundo projeção do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), foi cerca 604,96 milhões de toneladas, 2,0% acima do resultado do ano anterior e 3% inferior à demanda projetada.

32 médio.                                                                                                                                                                                  Fonte : IBGE

33 ALGODÃO

34 O algodão, que é considerado a mais importante das fibras têxteis, naturais ou artificiais, é também a planta de aproveitamento mais completo e que oferece os mais variados produtos de utilidade. No Brasil, embora não seja cultivado de modo generalizado em todo o território, o algodão, até 1980, estava classificado entre as sete primeiras culturas no tocante ao valor de produção.

35 No Brasil o balanço apresentado mostrou um aumento de 27% no volume e de 37% no valor exportado no ano passado na comparação com 2007, consolidando o país como o quarto maior exportador mundial de algodão. Além do aumento de 419,4 mil para 532,9 mil toneladas exportadas, a indústria brasileira também importou 55,6% menos algodão, reduzindo as compras vindas do exterior de 96,8 mil para 54,8 mil toneladas.

36                                                                                                                                                                        Fonte: IBGE

37 Açúcar

38 Os preços do açúcar registraram o maior avanço desde julho de 2006 diante das especulações de que a produção anual global do produto não deverá atender novamente a demanda. Atualmente, o açúcar é produzido a partir da beterraba ou da cana-de-açúcar. o açúcar surgiu na Nova Guiné, contudo o açúcar ganhou destaque quando os portugueses descobriram que o Brasil apresentava um solo fértil e um clima próprio.

39 Atualmente, de acordo com a União da Indústria de Cana de Açúcar – UNICA (2008), a produção brasileira de cana-de-açúcar supera a marca de 426 milhões de toneladas na safra 2006/2007. São Paulo é entre os principais produtores o responsável por aproximadamente 62% dessa produção.

40 O açúcar destinado ao mercado exterior é produzido seguindo algumas características físicas definidas por esse mercado a fim de estabelecer um padrão ou homogeneidade entre os produtos.

41 Área plantada de grãos, cana-de-açúcar e cana destinada à produção de etanol no Brasil na safra 2007/08, e respectiva variação entre as safras 1997/98 a 2007/08 (em mil hectares).                                                                            

42 Variação regional da área plantada de Cana-de-açúcar – Brasil - 1990-2006
                                                                                                                                         

43 Fonte: IBGE .                                                        Fonte: IBGE – Pesquisa Agrícola Municipal.

44 Suco de laranja

45 O mercado internacional de suco de laranja não é mais o mesmo
O mercado internacional de suco de laranja não é mais o mesmo. A tradicional commodity exportada pelo Brasil, que há décadas domina o mercado mundial, não atrai mais tanto os consumidores e perde espaço progressivamente. Refrescos, néctares, refrigerantes e águas com sabor se multiplicam, reduzindo o suco de laranja ao papel de ingrediente. A oferta hoje ainda é de 2,5 milhões de toneladas.

46 Enquanto a maior parte das commodities agrícolas disparou nas bolsas internacionais em 2007, alcançando máximas históricas em meados de 2008 e provocando uma "agroinflação" global preocupante, o suco de laranja derrapava. Quando a crise financeira tragou as commodities no quarto trimestre de 2008, o suco, que sequer havia subido, despencou. Flórida e São Paulo grandes produtores.

47 Em 2008, os embarques brasileiros do suco não congelado renderam US$ 852,2 milhões no total, 20,1% mais que em 2007, conforme a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Já as exportações do suco congelado recuaram 25,8% na mesma comparação, para US$ 1,145 bilhão - pouco acima do resultado de 2000, quando as vendas atingiram US$ 1 bilhão. Na soma dos dois produtos, US$ 2 bilhões em 2008, queda de 11,2% em relação ao ano anterior.

48 pesquisa.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            FONTE: IEA

49 ).                                                                                                                                                                                                                                                                                               

50 Café

51 O mercado brasileiro de café é o mais desenvolvido entre os produtos agrícolas nacionais, apresentando o maior volume de negociações entre os contratos negociados na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F). Os indicadores econômicos positivos de oferta e consumo devem fazer de 2009 o melhor ano da história para os produtores de café.

52 Países produtores da commodity como Brasil, Colômbia, Vietnã e Equador podem presenciar o maior crescimento em renda já registrado. Avaliações de algumas consultorias vão um pouco mais além e projetam para o café o maior potencial de valorização entre todas as commodities agrícolas. A Organização Internacional do café (OIC) estima que o consumo mundial seria de 128 milhões de sacas em 2008 e a produção mundial atingiria 130 milhões de sacas para o ano safra 2008/09.

53 Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra de café no Brasil irá recuar para algo entre 36,9 milhões e 38,8 milhões de toneladas, recuo que varia entre 15% e 20% em relação à safra anterior, que já erra considerada pequena pelo mercado.

54                                                                                                                                                               Fonte: IBGE

55 Consumo Mundial x Produção Mundial Total (1000 sacas 60kg)
                                                                                  

56 Produção dos Países (1000 sacas 60kg)
                                                                                  

57 Boi, carne:

58 A crise financeira mundial ainda não afetou o mercado do boi gordo.
Na última pesquisa do Índice de Preços ao Consumidor, a carne teve uma alta de 1,47%. Produtores afirmam que o problema é a redução da oferta de bois no mercado interno.

59 O valor médio da tonelada da carne no Exterior passou de US$ 2,6 mil em 2008 para US$ 3,8 mil este ano, um aumento de 44%. A exportação está aumentando e a oferta interna de determinados cortes, diminuindo, o que facilita a manutenção do preço atual.

60 Evolução e distribuição espacial do rebanho bovino (1
Evolução e distribuição espacial do rebanho bovino (1.000 cabeças) Brasil –                                                                 Fonte: IBGE

61

62

63 Tiago Agrizzi Pablo Souto Luciano Canal
Obrigado!! Tiago Agrizzi Pablo Souto Luciano Canal


Carregar ppt "COMMODITIES Tiago Agrizzi Luciano Canal Pablo Souto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google