A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Citoplasma e organelas citoplasmáticas Prof. Debora de Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Citoplasma e organelas citoplasmáticas Prof. Debora de Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 Citoplasma e organelas citoplasmáticas Prof. Debora de Oliveira

2 Celula Eucarionte Animal

3 Citoplasma/Citosol/Hialoplasma É um espaço intra-celular preenchido por uma matriz semi-fluida (com consistência de gel), denominada hialoplasma. É composto principalmente por água (80%), mas também contem íons, sais e moléculas grandes, como proteínas, carboidratos e o RNA.proteínas

4 Ribossomos Orgânulos responsáveis pela síntese de proteínas na célula. Podem ser encontrados livres no citosol ou adridos a membrana do RER (retículo endoplasmático rugoso).

5 Retículo Endoplasmático RER – Retículo endoplasmático rugoso REL – Retículo endoplasmático liso

6 Retículo Endoplasmático Existem dois tipos de retículo endoplasmático. Tipos: a) liso ou agranular – não possui ribossomos aderidos às suas superfícies; b) rugoso ou granular ou ergatoplasma – possui ribossomos aderidos às suas superfícies. Ergatoplasma- região do citoplasma onde encontra –se o retículo endoplassdmático rugoso.

7 Retículo Endoplasmático Funções: Rede de distribuição de substâncias – Algumas substâncias se deslocam dentro dos "túneis" do RE, dos seus locais de produção até seus locais de utilização, de foma que não se misturam com o hialoplasma.

8 Retículo Endoplasmático Liso

9 Produção de lipídios – A produção de alguns lipídeos, como o colesterol e os fosfolipídeos é feita pelo retículo endolpasmático liso (REL).lipídios

10 Retículo Endoplasmático Liso O REL, que é muito abundante no fígado, também participa da degração (destruição) de substâncias tóxicas para a célula, como o álcool e certos medicamentos, principalmente antibióticos e substâncias anestésicas.fígado O aumento do consumo do álcool, e também de outras drogas, leva a uma maior proliferação do REL e isso provoca uma "adaptação" do organismo quanto a administração destas substâncias. Isso explica o porque dos consumidores de bebidas alcoólicas ficarem "acostumados" e necessitar de doses cada vez maiores para obter o efeito desejado desta droga. Um dos problemas provocados por esta proliferação exagerada do REL é que além de aumentar a tolerância ao ácool, se aumenta também a resistência à administração de antibióticos importantes no combate das doenças.

11 Retículo Endoplasmático Rugoso

12 Produção de proteínas – Essa é uma das principais funções do retículo endoplasmático rugoso (RER), o qual recebeu este nome por apresentar uma grande quantidade de ribossomos aderidos a sua superfície. Os ribossomos são moléculas grandes que tem um papel muito importante na síntese de proteínas.

13 Complexo Golgiense

14

15 Formado por uma pilha de vesículas grandes e achatadas e outras menores e esféricas, que brotam a partir da primeira. Funções Armazenamento e secreção de substâncias, tais como os hormônios; - síntese da lamela média nas células vegetais; - origem dos lisossomos; formação do acrossomo do espermatozóide;lisossomos - centro de distribuição de moléculas para diversas partes da célula. Outros nomes do complexo de Golgi: dicitiossomo, golgiossomo, aparelho de Golgi, complexo golgiense.

16 Formação dos lisossomos

17 Complexo Golgiense Secreção celular

18 Complexo Golgiense Células secretoras

19 Complexo Golgiense Formação do acrossomo: bolsa que contém enzimas digestivas que são liberadas para digerir a membrana do óvulo.

20 Lisossomos São organelas citoplasmáticas membranosas presentes em praticamente todas as células eucariontes. Em seu interior existem enzimas que realizam normalmente a digestão intracelular. A vesícula lisossômica, esta possui um pH por volta de 5, um potencial hidrogeniônico ácido em virtude do conteúdo, visto que as enzimas são chamadas de hidrolases ácidas. Exemplo de ezimas encontradas dentro dos lisossomos: proteases (degradam proteínas), nucleases (degradam ácidos nucléicos: DNA e RNA), glicosidases (degradam açúcares) e lipases (degradam lipídeos).proteínas

21 Lisossomos Função heterofagica - Digerir produtos oriundos da fagocitose e da pinocitose

22 Lisossomos autólise (pelo rompimento da membrana lisossômica, as enzimas vazam para o citoplasma destruindo completamente a célula).citoplasma Fig.2. Modelagem dos dedos do embrião Fig.1. Regressão da cauda dos girinos

23 Lisossomos Função autofágica – Pode ser de dois tipos: autofagia (digestão de organelas e estruturas da própria célula)

24 Lisossomos Silicose/Asbestose- causada pelo rompimento consecutivo de lisossomos por ação da silíca que entra para o organismo pelas vias respiratórias e lesa a membrana dos lisossomos. - A ação das enzimas lisossomicas nas células pulmonares leva a uma bronquite crônica que ocasiona a morte do paciente.

25 Centríolos São feixes curtos formados de microtúbulos (filamentos proteícos encontrados no esqueleto da célula, ou seja, citoesqueleto). Estão ausentes nos procariontes e nas plantas com frutos (angiospermas). Normalmente, cada célula possui um par de centríolos. É responsável pela produção de: a) cílios; b) flagelos; c) fibras do fuso acromático.angiospermasfibras

26 Centríolos Fig. 1. Cílios Fig.2. Flagelo Fig.3. Fibras do fuso mitótico

27 Mitocôndria

28 São organelas esféricos, ou na forma de bastonetes, imersos no citoplasma. A mitocôndria é uma das principais organelas celulares pois está relacionada com a produção de energia que é armazenada nas moléculas de ATP (adenosina tri-fosfato). Essas moléculas podem ser comparadas a pequenas "baterias" intracelulares que fornecem energia para todo o metabolismo celular.

29 Mitocôndria Ocorrência – Em todos os eucariontes aeróbios. Biogênese – Origina-se a partir de outra mitocôndria preexistente por divisão (DNA próprio) Função – Nas mitocôndrias, ocorrem duas etapas na respiração aeróbia: o ciclo de krebs e a cadeia respiratória através dos quais produz-se o ATP.ciclo de krebs

30 Equação da Respiração Aeróbica C 6 H 12 O 6 + O 2 -> 6 CO H 2 O + energia Oxidação da molécula de glicose


Carregar ppt "Citoplasma e organelas citoplasmáticas Prof. Debora de Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google