A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A essência da mentalidade cristã, que marcou as primeiras impressões dos europeus sobre o Novo mundo não são originárias do período que se convencionou.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A essência da mentalidade cristã, que marcou as primeiras impressões dos europeus sobre o Novo mundo não são originárias do período que se convencionou."— Transcrição da apresentação:

1

2 A essência da mentalidade cristã, que marcou as primeiras impressões dos europeus sobre o Novo mundo não são originárias do período que se convencionou chamar de Moderna (XV – XVI) mas está contido em todo imaginário medieval.

3 As formas de ver e pensar o mundo, eram associadas á uma religiosidade muito forte e dominadora, o Cristianismo. Somente a partir das Cruzadas (XI- XIII), esses valores medievais começaram a ser levados para partes de um mundo pouco conhecido. A crença da existência de um paraíso terrestre era um fenômeno ao mesmo tempo real e imaginário.

4 No século XV, o processo de expansão marítima fortaleceu essa visão às forças de Portugal e Espanha à procura de novas rotas para as Índias, pois ainda permanecia na mentalidade européia a idéias de um oriente repleto de riquezas. Outra visão importante que os europeus desenvolveram sobre as terras desconhecidas do longínquo oriente, estava ligada a idéia do perigo, ou seja, o mundo oriental seria também o local onde viveriam seres monstruosos, meio humanos meio animalescos.

5

6 As Cruzadas possibilitaram a reabertura do Mediterrâneo para o comércio de especiarias orientais, beneficiando as cidades Italianas de Genova e Veneza. Para quebrar o monopólio Turco sobre o comércio de especiarias,os europeus se lançaram às grandes navegações.

7 Era necessário romper com a mentalidade do homem europeu dominada pelo misticismo medieval. A expansão marítima também teve seu caráter religioso, visto que os europeus pretendiam o Cristianismo para submeter os povos bárbaros, selvagens e infiéis.

8 A crise do século XV- escassez de metais preciosos, mercado consumidor e produtor de matérias primas.

9 Monopólio turco-italiano sobre o comercio de especiarias. O renascimento cultural- provocou o desenvolvimento técnico cientifico.

10 O interesse dos Estado nacionais em aumentar suas receitas.

11 Revolta de Avis – Centralização política de Portugal. Ausência de guerras, clima de estabilidade. Desenvolvimento cientifico e tecnológico – Escola de Sagres. Posição geográfica favorável.

12

13 1415- Ceuta, Norte da África Bartolomeu Dias contornou o Cabo da Boa Esperança Vasco da Gama, chegou a Calicute nas Índias, contornando o Continente Africano através do Oceano Atlântico Cabral chegou no Brasil

14 Sua centralização política só foi possível com o casamento dos reis católicos, Fernando de Aragão e Isabel de Castela, que a partir de então deram inicio à expulsão dos árabes do seu ultimo reduto em Granada.

15 Cristovão Colombo – teoria da esfericidade da Terra – chegou ao continente americano em 1492.

16 Bula Inter Coetera Tratado de Tordesilhas 1494.

17 Crescimento do comércio mundial, representando o início do processo de globalização. Deslocamento do eixo econômico do Mediterrâneo para o Atlântico. Fortalecimento das monarquias nacionais absolutistas e da burguesia. Processo de hiperinflação. Aumento das guerras entre as potencias. Massacre físico e cultural das populações nativas dos continentes africano e americano.


Carregar ppt "A essência da mentalidade cristã, que marcou as primeiras impressões dos europeus sobre o Novo mundo não são originárias do período que se convencionou."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google