A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Visitar uma cidade... È descobrir seus lugares Sua gente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Visitar uma cidade... È descobrir seus lugares Sua gente."— Transcrição da apresentação:

1

2 Visitar uma cidade...

3 È descobrir seus lugares

4 Sua gente

5 Sua cultura

6 Sua história

7 Trabalho de Campo na cidade da

8 Componentes: Aricélia Monteiro Cleonice Santos Daiana Cerqueira Joana Cristina Marilélia Almeida

9 Relatório

10 No dia 12 de agosto de 2007 às 8:00 hs saímos da cidade de Xique-Xique exatamente da Praça da Bíblia com destino a cidade da Barra do Rio Grande, para realizarmos um trabalho do componente curricular Antropologia sob a orientação do professor Antônio Matheus Soares, no qual fizemos observações sobre o patrimônio cultural arquitetônico localizado na cidade acima citada. Percorremos 84 km nos quais as duas turmas da Rede Uneb 2000 foram divididas em dois ônibus escolares cedidos pela prefeitura municipal.

11 Aproximadamente ás 10:00 hs chegamos ao porto para atravessarmos o encontro das águas dos rios: São Francisco e Rio Grande de colorações diferentes que não se misturam e margeiam a cidade.

12 E por não possuir uma ponte, passageiros e veículos são transportados através de balsas.

13 Nossa primeira parada foi na Praça Coronel Nizan Guerreiro, que fica rodeada por patrimônios culturais tanto arquitetônico como folclóricos. Temos o Clube Curuzú (nome dado em homenagem a um dos três grupos folclóricos chamados de fortes: Curuzú, Riachuelo e Humaitá) que travam batalhas nos festejos juninos com fogos de artifício em formas de espadas e busca-pés, com isso mantém o costume dos desfiles dos fortes que é de suma importância para identidade cultural local.

14 Nesta mesma Praça fica o Colégio Santa Eufrásia, construído na época colonial para atender a população feminina da região com curso de normalistas, tem uma estrutura antiga e conservada até hoje. Com seu funcionamento ativo da educação infantil ao ensino médio.

15 Ao seu lado direito fica a Igreja Matriz São Francisco que passou 50anos para ser construída com o mesmo estilo do colégio, colada a Casa Paroquial tendo o mesmo nome, e levam esse nome em homenagem ao santo padroeiro da cidade.

16 Ao passarmos pela Rua João Muniz avistamos vários casarões no qual em meio aos seus detalhes ornamentais existem datas esculpidas nas próprias construções que indicam o ano que foi edificada, todas em estilo barroco.

17

18

19 Na Praça Barão de Cotegipe mais conhecida como Praça do Coreto fica evidente a simbologia do catolicismo (como tudo que envolve a cidade). Esta praça é enriquecida com excelente acervo de bustos de autoria do escultor barrense D. Martins de Oliveira, homenageando figuras ilustres que contribuíram para a história do município como: D. Augusto Álvaro da Silva, Padre Maurílo Vieira, Barão de Cotegipe e Dr. José Muniz titulado médico dos pobres e João Augusto Neiva.

20 E no centro da praça uma linda escultura de São Mateus.

21 Em frente a praça localiza-se o Palácio Episcopal (1932) com Capela, Chalé e Seminários. Em cores cinza e detalhes em tons brancos, foi restaurado e instalado ali um auditório, um dormitório e um refeitório, como contraste uma ornamentação com palmeiras imperiais.

22 No seu interior realiza-se retiros espirituais e seminários com exposição de móveis...

23 ... objetos

24 e fotos relacionados a sua história.

25 Do lado oposto o Centro Cultural Avelino Freitas edificado pelo Coronel Irineu no final do século XIX.

26 Seguindo na rua Mariane situa-se o fórum uma das arquiteturas mais ricas em detalhes, com beirais trabalhados em rococó, figuras em leões nas extremidades simbolizando a cultura européia.

27 No mercado municipal Landulfo Alves (1917) figuras de anjos e homens pelados como símbolo do humanismo denunciando marcas do antropocentrismo

28 Com uma pausa para almoço, no qual fomos apreciar mais um lado cultural da cidade a sua culinária com pratos típicos (peixe frito com farofa de banana, moqueca de surubim...).

29 O ultimo local a ser visitado foi o Atelier Barra onde apreciamos esculturas de argila retirada do próprio rio que banha a cidade, feitas pelo artista Geraldo conhecido internacionalmente como Gerard.

30 Todas as esculturas tem cunho religioso complementando a estrutura histórica da cidade.

31 Podemos contemplar o resultado de um trabalho de tantos anos, perpetuando nos prédios, construções, pinturas cerâmicas e manifestações folclóricas com grande valor cultural preservado ao longo dos anos.

32 Sob a orientação do docente Antônio Mateus Soares com o apoio da professora Eliane Pacheco.


Carregar ppt "Visitar uma cidade... È descobrir seus lugares Sua gente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google