A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Giulianna Caliman da Silva n° 7 2F- Colégio Divino Salvador.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Giulianna Caliman da Silva n° 7 2F- Colégio Divino Salvador."— Transcrição da apresentação:

1 Giulianna Caliman da Silva n° 7 2F- Colégio Divino Salvador

2 A nomenclatura da IUPAC é a nomenclatura oficial dos compostos orgânicos. Para nomear uma substância orgânica de cadeia normal é de grande importância:

3 Prefixo+sufixo+saturação Os prefixos são extraídos do numeral grego ou latino e nomeiam o número de carbonos existentes em uma cadeia principal.

4 1c-Met 6c-Hex 2c-Et 7c-Hept 3c-Prop 8c-Oct 4c-But 9c-Non 5c-Pent 10c-Dec…

5 A saturação é definida de acordo com o tipo de ligação entre os carbonos: AN-Cadeia saturada EN-Ligação dupla IN-ligação simples Caso apareça mais de uma dupla ou tripla;usamos os termos DI, TRI etc que devem anteceder EN e IN.Além disso acompanha-se depois da saturação a leta O de Hidocarboneto AN-Cadeia saturada EN-Ligação dupla IN-ligação simples Caso apareça mais de uma dupla ou tripla;usamos os termos DI, TRI etc que devem anteceder EN e IN.Além disso acompanha-se depois da saturação a leta O de Hidocarboneto

6 São compostos formados somente por carbono e hidrogênio. Esses compostos formam toda a matéria prima da indústria petroquímica que produz: plásticos, fibras téxteis,borrachas sintéticas, tintas, detergentes, e fertilizantes agrícolas e combustíveis.

7 São hidrocarbonetos acíclicos(cadeia aberta) e saturados(apresentam ligaçòes simples). Metano, etano, propano, butano…

8 Também são acíclicos mas com dupla-ligação. Nomenclatura semelhante a dos Alcanos, mas troca-se o AN(ligação simples) por EN(dupla-ligação) Eteno, propeno, buteno

9 Obs: Devemos prestar atenção ao numerar as cadeias,(a fim de citar a posição da dupla ligação)devemos começar a numera-las pela extremidade mais proxima da dupla- ligação.Além disso caso a cadeia principal tenha mais de uma dupla-ligação elas devem ter a menor numeração possível. Exeplo: (Alcatrieno) 1,3,5- Hexatrieno.

10 São acíclicos, contendo uma ;unica tripla-ligação e troca-se o EN por IN. Etino, propino, butino, etc.

11 São hidrocarbonetos cíclicos (cadeia fechada) e saturados. Geralmente apresentam formas geométricas, e são nomeados apartir do prefixo ciclo.

12 Exemplos: =Ciclobutano =Ciclopropano

13 =Ciclopentano =Cicloexano

14 Também possuem cadeia fechada, mas com dupla- ligação), e acrescenta-se EN

15 Exemplos: =Ciclobuteno =Ciclopropeno

16 Possuem um ou mais núcleos benzênicos.A estrutura fundamental dos aromáticos é o benzeno.

17 Exemplo: Eles compartilham carbonos

18 Os radicais se encontram fora da cadeia principal, e possuem uma ou mais valências livres.

19 São radicais monovalentes, derivam dos alcanos são saturados e adquirem: Prefixo+il ou ila

20 Exemplos: CH 4 = Metano CH 3 = Metil ou Metila CH 4 -CH 3 = Etano CH 3 - CH 2 = Etil ou Etila

21 São monovalentes e derivam dos alcenos Exemplo: CH 2 = CH = Etenil ou Vinil

22 São radicais monovalentes, cuja a valência livre se encontra num carbono que pertence a um núcleo aromático

23 Exemplos: BenzenoFenil CH 3 Tolueno

24 É um radical importante, pois possue um núcle aromático ligado a um carbono, onde se localiza a valência livre

25 CH 3 Tolueno CH 2 - Benzil Possuem um núcleo aromático ligado a um carbono

26 localizar a cadeia com o maior número de carbono. Numerar a cadeia começando pela extremidade mais proxima dos radicais.

27 Nomear primeiro os radicais em ordem alfabética Quando há radicais iguais usa- se prefixos di, tri, tetra Devem ser separados por hífen Por último nomeia-se a cadeia principal.

28 Exemplos: CH 3 -CH 2 -CH 2 -CH 2 -CH-CH 3 CH 3 O carbono mais próximo de um radical séra o n1 2-metil-hexano

29 Dentre os grupos do Alcano é importante destacar um composto em comum ente os isobuteno e o isopenteno CH 3 -CH- CH 3 Esse composto é denominado de ISO

30 Encontramos também derivados do metano.Os grupos substituintes sào seguidos da palavra metano. CH 3 -C-CH 2 -CH 3 H H Metil-etil-metano

31 Diferen-se dos Alcanos pela troca do termo de saturação (troca-se AN por EN, e pela numeração do carbono que é feita na extremidade proxima a dupla ligação.Caso aja mais de uma dupla ligação ou esta esteja no meio, a numeraçao será feita pela extremidade com mais radicais.

32 Exemplo: CH 3 -CH-CH 2 -CH=CH 2 CH 3 4-Metil-1-penteno

33 As regras de nomenclatura são as mesmas, apenas trocamos EM por IN, pois temos uma tripla-ligação

34 Exemplo: CH C-CH-CH-CH 3 CH3 CH 3 A numeração começa apartir do carbono mais proximo da tripla-ligação 3,4-dimetil-1-pentino

35 Encontramos também outra nomenclatura, onde os alcinos são derivados do acetileno CH 3 -C CH Metil-acetileno

36 Quando á apenas um radical, não é preciso escrever sua posição. Dois radicais; escrever o que vem primeiro na ordem alfabética. Mais de três, deve conter o menor número de posições dos carbonos.

37 Exemplo: CH 3 Metilcicloexano 1.

38 2. CH 3 CH 2 -CH 3 1-etil-3-metilcicloexano 1 2 3

39 3. CH 3 CH 2 -CH 3 CH 3 2-etil-1,4-dimetil-cicloexano

40 A numeração do ciclo é feita apartir do carbono da dupla ligação, ficando entre carbono 1 e 2 e chegando ao radical com o menor número.

41 Exemplo: CH Metil-cicloexeno

42 Possuem um único núcleo benzênico. Troca-se a terminação para benzeno.

43 Exemplo: CH 3 Metilbenzeno

44 Obs: Caso existam mais de uma ramificação usa-se os prefixos: -Orto(o)-posições 1,2 -Meta(m)-posições 1,3 -Para(p)-posições 1,4

45 Exemplo: CH ORTOdimetilbenzeno 1.

46 CH METAdimetilbenzeno 2.

47 CH PARAdimetilbenzeno

48 Giulianna caliman da Silva n°7 2°F -Artes Visuais Prof°Enéas Torricelli


Carregar ppt "Giulianna Caliman da Silva n° 7 2F- Colégio Divino Salvador."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google