A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Códigos Padrão na Telefonia Fixa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Códigos Padrão na Telefonia Fixa."— Transcrição da apresentação:

1

2 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Códigos Padrão na Telefonia Fixa

3 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Cleusa Nanci Nogueira Fabiana dos Santos Kowalsky Marcio Sachweck Rudimar Ferreira Birgman Vera Lucia Frenzel Ottmann Prof. MSc – Erico Oda

4 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná "Se você deseja obter um ano de prosperidade, plante grãos. Se você deseja obter dez anos de prosperidade, plante árvores. Mas, se você deseja obter cem anos de prosperidade, desenvolva pessoas. (provérbio oriental)

5 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sumário Telefonia – Contextualização Central telefônica Plano de numeração Evolução da telefonia Rede telefônica Sinalização telefônica Transmissão de sinais

6 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Telefonia – Contextualização O telefone é considerado um produto em que as características não tem grande importância. As pessoas os compram pela sua funcionalidade, atributos tecnológicos e design. Não pensam em escolher de que fabricante vão levar. O telefone é um produto definido como commoditie.

7 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Telefonia – Contextualização anos

8 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Interligação Ponto a Ponto

9 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sumário Telefonia – Contextualização Central telefônica Plano de numeração Evolução da telefonia Rede telefônica Sinalização telefônica Transmissão de sinais

10 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Central telefônica l = n. (n-1)/2 l = 6.(6-1)/2 =

11 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Central telefônica l = n. (n-1)/2 l = 9.(9-1)/2 =

12 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Central telefônica Ligar 1 e 2

13 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Central telefônica Ligar 2 e 3

14 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Central telefônica Ligar 3 e 1

15 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sumário Telefonia – Contextualização Central telefônica Plano de numeração Evolução da telefonia Rede telefônica Sinalização telefônica Transmissão de sinais

16 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Interligação Ponto a Ponto

17 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Tipos de redes telefônicas

18 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Estrutura básica da rede telefônica Ultima milhaCabo subterrâneo

19 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sumário Telefonia – Contextualização Central telefônica Plano de numeração Evolução da telefonia Rede telefônica Sinalização telefônica Transmissão de sinais

20 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Plano de numeração REGULAMENTO DE NUMERAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Capítulo I Da Abrangência e dos Objetivos Art. 1o Os Recursos de Numeração do Serviço Telefônico Fixo Comutado destinado ao uso do público em geral – STFC são regidos pela Lei nº 9.472, de 16 de julho de 1997, por este Regulamento, pelos regulamentos específicos de cada serviço e, particularmente, pelas Autorizações de Uso de Recursos de Numeração expedidas pela ANATEL. Art. 2o Este Regulamento estabelece o Plano de Numeração a ser utilizado para a prestação do STFC em regime público e em regime privado. Art. 35. Os procedimentos de Marcação aplicáveis ao STFC na modalidade internacional podem ser objeto de regulamentação complementar, em função de definições e recomendações da União Internacional de Telecomunicações - UIT.... Art

21 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Plano de numeração 6 dígitos terminais diferentes 7 dígitos terminais diferentes 8 dígitos terminais diferentes Capacidade de Endereçamento

22 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Plano de numeração

23 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Plano de numeração

24 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Plano de numeração

25 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Plano de numeração

26 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná 1 4 PR Exemplo: Chamada Local Curitiba 3225 MCDU Plano de numeração

27 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná 1 4 PR Exemplo: Chamada para MCDU Plano de numeração

28 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná 1 4 PR Exemplo: Chamada para MCDU (via rota alternativa) X X Plano de numeração

29 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sumário Telefonia – Contextualização Central telefônica Plano de numeração Evolução da telefonia Rede telefônica Sinalização telefônica Transmissão de sinais

30 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Central telefônica Diagrama de tempo em sinalização MFC-5C

31 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná CENTRALACENTRALA CENTRALBCENTRALB Meio de Transmissão Central telefônica Simulação de sinalização MFC-5C

32 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sinalização de Linha Sinalização de Registrador Matriz A Central A Matriz B Central B Sinalização Acústica Central telefônica Códigos padrão envolvidos

33 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sinalização Acústica Sinalização de Linha Sinalização de Registrador Matriz A Central A Matriz B Central B Sinalização Acústica Central telefônica Códigos padrão envolvidos Sinalização de Linha X XX XX Alô… Conversação

34 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sumário Telefonia – Contextualização Central telefônica Plano de numeração Evolução da telefonia Rede telefônica Sinalização telefônica Transmissão de sinais

35 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Transmissão de Sinais

36 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Processo de Comunicação

37 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Processo de Comunicação

38 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Processo de Comunicação

39 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Digitalização da informação Formação do sinal digital Sinal original Amostragem Quantização Codificação

40 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Digitalização da informação Formação do sinal digital Sinal original Amostragem Quantização Codificação

41 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Digitalização da informação Formação do sinal digital Sinal original Amostragem Quantização Codificação

42 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Digitalização da informação Formação do sinal digital Sinal original Amostragem Quantização Codificação

43 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Recomposição dos sinais Sinal original

44 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sinal original Recomposição dos sinais

45 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sinal original Recomposição dos sinais

46 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sinal original Sinal Recomposto Recomposição dos sinais

47 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Multiplexação Sinais Digitais

48 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Central telefônica Plano de numeração

49 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Sumário Telefonia – Contextualização Central telefônica Plano de numeração Evolução da telefonia Rede telefônica Sinalização telefônica Transmissão de sinais

50 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Evolução da telefonia

51 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Conclusão Central telefônica Plano de numeração Rede telefônica Sinalização telefônica Transmissão de sinais Sistema telefônico Garantia de evolução para outros sistemas Códigos Padrão

52 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Todos sabem que Bell inventou o telefone. Mas poucos sabem que inventou o disco de cera para gravação sonora, aprimorando, assim, o fonógrafo de Édison. Ou que criou as primeiras sondas tubulares para exames médicos. Ou que construiu um colete a vácuo, isto é, uma forma primitiva de pulmão-de-aço. Ou que selecionou uma raça curiosa de carneiros. Ou que desenvolveu um sistema de localização de icebergs muito semelhante ao sonar. Ou que foi um dos precursores na descoberta dos raios laser. Ou que inventou o fotofone, sistema de transmissão de mensagens pelos raios luminosos, lá pelos idos de Ou que construiu os barcos mais velozes de seu tempo, capazes de superar os 100 quilômetros por hora. Ou ainda que foi um dos pioneiros da aviação, sendo o primeiro homem a voar num aparelho mais pesado do que o ar em todo o Império Britânico, no ano de Alexander Graham Bell

53 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Inventor é um homem que olha para o mundo em torno de si e não fica satisfeito com as coisas como elas são. Ele quer melhorar tudo o que vê e aperfeiçoar o mundo. É perseguido por uma idéia, possuído pelo espírito da invenção e não descansa enquanto não materializa seus projetos. Alexander Graham Bell

54 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Referências Bibliográficas Soares, Luiz Fernando; Colcher, Sérgio; Souza, G - Das LANs, Mans e Wans às Redes ATM, Campus, 1995, 740 páginas

55 FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Obrigado !


Carregar ppt "FESP - Fundação de Estudos Sociais do Paraná ICSP - Instituto de Ciências Sociais do Paraná Códigos Padrão na Telefonia Fixa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google