A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Os Espíritos na Codificação Emmanuel von Swedenborg.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Os Espíritos na Codificação Emmanuel von Swedenborg."— Transcrição da apresentação:

1 1 Os Espíritos na Codificação Emmanuel von Swedenborg

2 2 Os Espíritos na Codificação É com humildade e veneração que recorremos ao Livro dos Espíritos, na parte intitulada Prolegômenos, para rever ali os nomes dos luminares da Codificação, os Espíritos signatários das mensagens de sabedoria e paz, que fazem do Consolador a manifestação sublime do Amor de Deus pelas suas criaturas. É com humildade e veneração que recorremos ao Livro dos Espíritos, na parte intitulada Prolegômenos, para rever ali os nomes dos luminares da Codificação, os Espíritos signatários das mensagens de sabedoria e paz, que fazem do Consolador a manifestação sublime do Amor de Deus pelas suas criaturas.

3 3 Quem são eles? Ali estão assinalados São João Evangelista, Santo Agostinho, São Vicente de Paulo, São Luiz, O Espírito da Verdade, Sócrates, Platão, Fénelon, Franklin, Swedenborg, etc. Quem são eles? Ali estão assinalados São João Evangelista, Santo Agostinho, São Vicente de Paulo, São Luiz, O Espírito da Verdade, Sócrates, Platão, Fénelon, Franklin, Swedenborg, etc.

4 4 Swedenborg Emmanuel Swedenborg nasceu em Estocolmo no ano de 1688 e desencarnou em Londres em 1772, com 84 anos de idade, o que, para os padrões da época, representava muito tempo.

5 5 Consenso Tanto seus apologistas como detratores concordam em um ponto pelo menos: Swedenborg foi um das mentes mais poderosas de sua época, sendo detentor de vastos e profundos conhecimentos sobre as áreas mais complexas e diversificadas.

6 6 Teólogo, cientista e filósofo Sua produção intelectual foi enorme, tendo escrito sessenta volumes sobre teologia, vinte e um sobre ciência e filosofia, além de três no período denominado de transição. Conhecia profundamente matemática, física, astronomia, geologia, paleontologia, fisiologia e psicologia, sendo engenheiro de minas e metalurgia.

7 7 Teólogo, cientista e filósofo Dotado de invejável inteligência teórico- prática, investigou a viabilidade de submarinos e aviões, antecipou-se ao modelo atômico de Bohr, tornando-se precursor da física atômica contemporânea. Urdiu, antes de Laplace, a hipótese de que a formação do mundo teve origem numa nebulosa.

8 8 Referências de Celebridades Sir Arthur Conan Doyle, irlandês e notável mestre da literatura inglesa, em sua História do Espiritismo, reportou- se a Swedenborg como a mais alta inteligência humana.

9 9 Referências de Celebridades Ralph Waldo Emerson, filósofo americano, crítico de Swedenborg, descreveu-o como uma alma colossal, que só poderá ser corretamente contemplada a partir de uma perspectiva distante.

10 10 Referências de Celebridades Helen Keller, extraordinária figura de mulher – que tendo nascido cega e surda – tornou-se a despeito disto a maior conferencista de seu país, em seu livro My Religion, testemunha o profundo apreço pelos escritos teológicos de Swedenborg, que modificaram sua vida.

11 11 Referências de Celebridades Jorge Luis Borges, poeta e romancista argentino, escreveu um soneto que leva o nome do nosso biografado, reconhecendo a profunda influência que dele recebeu.

12 12 Referência do Codificador Allan Kardec, na Revista Espírita, novembro de 1859, dedica-lhe um extenso artigo, donde destacamos o seguinte parágrafo: Apesar de seus erros de sistema, Swedenborg não é menos de uma dessas grandes figuras, cuja lembrança ficará ligada à história do Espiritismo, do qual foi um dos primeiros e dos zelosos promotores. Allan Kardec, na Revista Espírita, novembro de 1859, dedica-lhe um extenso artigo, donde destacamos o seguinte parágrafo: Apesar de seus erros de sistema, Swedenborg não é menos de uma dessas grandes figuras, cuja lembrança ficará ligada à história do Espiritismo, do qual foi um dos primeiros e dos zelosos promotores.

13 13 Revelações Constatou que a alma imortal, dirige-se, após a morte, para uma esfera condizente com seu grau de evolução. Verificou a existência de uma lei espiritual que nos julga em função dos méritos adquiridos. Asseverou que seres espirituais nos aguardam na aduana do Invisível e nos ajudam na nova existência. Constatou que a alma imortal, dirige-se, após a morte, para uma esfera condizente com seu grau de evolução. Verificou a existência de uma lei espiritual que nos julga em função dos méritos adquiridos. Asseverou que seres espirituais nos aguardam na aduana do Invisível e nos ajudam na nova existência.

14 14 Revelações Afirmou que as cidades espirituais se assemelham às nossas, com sua vida social, prédios, casas, ruas, templos e palácios. Demonstrou conhecimento das regiões onde pairam almas sublimadas e regiões purgatórias do astral inferior. Afirmou que as cidades espirituais se assemelham às nossas, com sua vida social, prédios, casas, ruas, templos e palácios. Demonstrou conhecimento das regiões onde pairam almas sublimadas e regiões purgatórias do astral inferior.

15 15 Episódios marcantes O incêndio de Estocolmo. Presenciado e descrito, com detalhes, por Swedenborg, que estava a 300 milhas inglesas do local. O caso da Senhora Materville, que foi ajudada por Swedenborg a desmascarar um pretenso credor, com ajuda de seu finado esposo, evocado pelo médium.

16 16 Episódios Marcantes O segredo da rainha Ulrica. Neste caso, Swedenborg, interrogando o Espírito do Príncipe da Prússia, irmão da rainha, desvenda um segredo de estado, somente conhecido dela e do falecido. Kant e Swedenborg. O grande filósofo comprova a autenticidade dos fatos narrados anteriormente, a pedido de uma pessoa de seu círculo de relações.

17 17 A alta linhagem espiritual de Swedenborg A despeito das falhas e erros humanos...seu caráter íntegro é exaltado por Oetinger no texto a seguir:

18 18 A alta linhagem espiritual de Swedenborg Se Swedenborg tivesse vocação para o charlatanismo, certamente teria feito fortuna com a mera exibição de seus extraordinários poderes. Ao invés, porém, de exibir publicamente essas faculdades, raramente se referia a elas e se recusava a afirmar que sua missão estava ligada a esses poderes.

19 19 A título de conclusão Emmanuel von Swedenborg reúne os traços que caracterizam o legítimo aristocrata intelecto-moral, reunindo sob uma forte e marcante personalidade, os quesitos que o capacitam para a árdua tarefa da Codificação, no Mundo Espiritual, associado ao Espírito da verdade e outras almas de escol que, a serviço do Mestre dos Mestres, Jesus, nos felicitaram com a Terceira Revelação.

20 20 Referências Bibliográficas DOYLE, Arthur Conan. História do Espiritismo. Tradução de Julio Abreu Filho. Editora Pensamento: São Paulo. KARDEC, Allan. Revista Espírita, novembro de Os expoentes da Codificação Espírita – Curitiba: Federação Espírita do Paraná, PALHANO JUNIOR, L. Dicionário de Filosofia Espírita. 2 ed. Rio de Janeiro: CELD, SITES


Carregar ppt "1 Os Espíritos na Codificação Emmanuel von Swedenborg."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google