A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Alimentação, vícios e vestuário Nossa responsabilidade perante o trabalho espiritual 1.Faltas 2.Cuidados com o corpo físico e harmonia da mente AlimentaçãoAlimentação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Alimentação, vícios e vestuário Nossa responsabilidade perante o trabalho espiritual 1.Faltas 2.Cuidados com o corpo físico e harmonia da mente AlimentaçãoAlimentação."— Transcrição da apresentação:

1 1 Alimentação, vícios e vestuário Nossa responsabilidade perante o trabalho espiritual 1.Faltas 2.Cuidados com o corpo físico e harmonia da mente AlimentaçãoAlimentação Álcool, fumo e outras drogasÁlcool, fumo e outras drogas SexualidadeSexualidade SensualidadeSensualidade VestuárioVestuário CérebroCérebro

2 2 Alimentação, vícios e vestuário 1. Faltas Responsabilidade e comprometimento perante o trabalho voluntárioResponsabilidade e comprometimento perante o trabalho voluntário Em todo o trabalho no Centro Espírita deve haver comprometimento com os dirigentes encarnados e desencarnados que contam conosco naquele dia e horárioEm todo o trabalho no Centro Espírita deve haver comprometimento com os dirigentes encarnados e desencarnados que contam conosco naquele dia e horário Sempre as faltas devem ser avisadas e justificadasSempre as faltas devem ser avisadas e justificadas

3 3 Alimentação, vícios e vestuário 2. Cuidados com o corpo físico e harmonia da mente Somos responsáveis pelas nossas condições físicas, mentais, emocionais e espirituais. Compete a nós nos conduzirmos de forma que estejamos bem preparados nos dias de trabalho. Jesus nos ensina que o corpo é um vaso divino pelo qual somos responsáveis perante Deus, a quem teremos de prestar contas do bom ou mau uso que dele tenhamos feito durante a existência terrena.

4 4 Alimentação, vícios e vestuário 2. Cuidados com o corpo físico e harmonia da mente (cont.) No livro Passes e Curas Espirituais de Wenefledo de Toledo temos: Segundo os espíritos doutrinadores, de elevada categoria, as tentações penetram no homem mais comumente pelo cérebro, estômago e pelo sexo. São as maiores portas sempre abertas, vulneráveis, portanto às más influências Se sabemos que o mal entra por elas porque mantê-las abertas, num convite ostensivo às forças inferiores? E onde estarão as chaves? Em Jesus e nos seus ensinamentos.

5 5 Alimentação, vícios e vestuário AlimentaçãoAlimentação Do mesmo livro temos: É pelo estômago que a maioria dos homens se intoxicam atraindo enfermidades destruidoras dos órgãos e o que é pior, dando ensejo para que perturbadores fluidicos, provindos de esferas inferiores, se alojem no tubo digestivo e glândulas, desequilibrando, assim, o próprio Espírito.

6 6 Alimentação, vícios e vestuário Alimentação (cont.)Alimentação (cont.) O médium passista deve ter atenção redobrada: 1. Evitando-se alimentar em demasia

7 7 Alimentação, vícios e vestuário Alimentação (cont.)Alimentação (cont.) O médium passista deve ter atenção redobrada: 2. Evitando comidas pesadas, de difícil digestão 3. Evitando ingestão de carnes, gorduras, alimentos que fermentam 4. Evitando também não se alimentar, porque poderá se sentir mal durante o trabalho

8 8 Alimentação, vícios e vestuário Álcool, fumo e outras drogasÁlcool, fumo e outras drogas Todo o vício é prejudicial - traz elementos tóxicos para o corpo e para o cérebro que demoram anos para serem limpos e desintoxicados.

9 9 Alimentação, vícios e vestuário Álcool, fumo e outras drogasÁlcool, fumo e outras drogas Toda a pessoa viciada está envolvida espiritualmente por entidades que as usam para ter o prazer do vício, se tornando um joguete nas suas mãos. Mesmo para pessoas não viciadas, o álcool permanece por certo tempo no corpo e seu odor passa pelos poros.

10 10 Alimentação, vícios e vestuário Álcool, fumo e outras drogas (cont.)Álcool, fumo e outras drogas (cont.) Entre os assistidos poderemos ter pessoas dependentes de álcool ou drogas que, se envolvidos com tais energias, serão mais prejudicados. Quanto ao fumo, como a abstinência temporária é inviável, jamais fumantes poderão trabalhar em Sala de Passes ou Mediunicamente. Quanto ao fumo, como a abstinência temporária é inviável, jamais fumantes poderão trabalhar em Sala de Passes ou Mediunicamente.

11 11 Alimentação, vícios e vestuário SexualidadeSexualidade Quanto a sexualidade, muita consciência se espera daqueles que se propõem a ajudar o próximo, pois os desregramentos são altamente nocivos a Aura e ao Equilíbrio do ser humano. As energias de quem usa o sexo como vício são altamente deletérias e prejudiciais, sem falar dos envolvimentos espirituais decorrentes.

12 12 Alimentação, vícios e vestuário Sexualidade (cont.)Sexualidade (cont.) Wenefledo nos diz: Por mais incrível que pareça o homem abusa do sexo, desprezando as finalidades divinas para que fora criado, praticando atos tão perversos e abomináveis que maculam o Espírito para muitas existências porvindouras.

13 13 Alimentação, vícios e vestuário SensualidadeSensualidade Estamos vivendo momentos onde a sensualidade está presente em todos os meios de comunicação e na mente da maioria das pessoas. Para quem tem certa percepção, é possivel sentir que em todos os lugares as pessoas estão abertas para envolvimentos fortuitos, buscando auto afirmação e felicidade. Muito senso crítico é necessário para que as pessoas não se deixem envolver desta forma dentro do Centro, causando problemas extremamente desagradáveis.

14 14 Alimentação, vícios e vestuário VestuárioVestuário Considerando ainda o assunto sensualidade, a roupa que deve usar o voluntário do Centro não pode induzir pessoas pertubadas, que vem tomar passe, a pensamentos conflitantes com a harmonia necessária. Isto vale também em relação aos colegas trabalhadores, pois poderia perturbar a concentração e a elevação necessária ao ambiente de trabalho. Devemos nos vestir com simplicidade. Devemos estar sempre preocupados com a higiene

15 15 Alimentação, vícios e vestuário Vestuário (cont)Vestuário (cont) Roupas inadequadas: -Roupa decotada, frente única, minissaia, bermuda e roupa de alça -Camisa muito aberta (segundo botão fechado) e regata para homem -Roupa transparente e colada ao corpo -Calça baixa -Perfumes, acessórios exagerados (colares e pulseiras)

16 16 Alimentação, vícios e vestuário Cérebro/MenteCérebro/Mente Devemos tomar muito cuidado com os nossos pensamentos e sentimentos, para não perturbar a harmonia e equilíbrio espiritual das salas de trabalho. Nosso pensamento e sentimento deve ser somente o de compaixão e compreensão, não só do assistido como do colega de trabalho

17 17 Alimentação, vícios e vestuário Cérebro e Mente (cont.)Cérebro e Mente (cont.) Pensamentos e condutas inaceitáveis: -Ódio -Ciúmes -Inveja -Melindre -Críticas -Julgamento uns dos outros -Comentários maledicentes

18 18 Alimentação, vícios e vestuário Divisão em 4 grupos de trabalhoDivisão em 4 grupos de trabalho

19 19 Alimentação, vícios e vestuário Prece (encerramento) do Livro Missionários da Luz (André Luiz – Chico Xavier) (André Luiz – Chico Xavier)


Carregar ppt "1 Alimentação, vícios e vestuário Nossa responsabilidade perante o trabalho espiritual 1.Faltas 2.Cuidados com o corpo físico e harmonia da mente AlimentaçãoAlimentação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google