A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REPORTAGEM As reportagens são textos maiores com várias informações, apresentam detalhes e muitas vezes trazem imagens, gráficos ou tabelas que ajudam.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REPORTAGEM As reportagens são textos maiores com várias informações, apresentam detalhes e muitas vezes trazem imagens, gráficos ou tabelas que ajudam."— Transcrição da apresentação:

1 REPORTAGEM As reportagens são textos maiores com várias informações, apresentam detalhes e muitas vezes trazem imagens, gráficos ou tabelas que ajudam a compreender melhor o assunto.

2 Ararinha Azul está em perigo crítico de extinção, possivelmente extinta na natureza

3 A ararinha-azul Cyanopsitta spixii é uma espécie endêmica do (ou seja só encontrada no) extremo Norte do estado brasileiro da Bahia ao Sul do rio São Francisco. A ararinha chega a medir até 57 cm de comprimento, com plumagem azul, asas e cauda muito longas e mais escuras, bico negro com grande dente maxilar e íris amarelo-mostarda. Também é conhecida pelos nomes de arara-celeste, arara-do-nordeste e arara- spixi. Seu nome específico é uma homenagem ao naturalista alemão Johann Baptiste von Spix. Está ameaçada de extinção.

4 Mesmo com intensas campanhas de educação ambiental e inúmeros projetos de ecologia e conservação, esta espécie não vive mais solta na natureza, restando algumas em cativeiro, onde é extremamente rara a sua reprodução. Em 2006, decorria um programa para libertar alguns casais em uma área específica bem guardada e adequada para a sobrevivência da espécie, a fim de evitar o cruzamento entre indivíduos consanguíneos, do mesmo sangue ou pais. No ano de 2001, foi visto um exemplar macho solto na natureza. Mas tudo indica que foi libertado por alguma pessoa.

5 O último indivíduo observado na natureza, um macho, morreu após ter batido numa linha de alta tensão. Atualmente sabe-se da existência de 68 exemplares da ararinha-azul no mundo. Destes, apenas oito podem ser encontrados no Brasil, sendo que dois estão em exposição no Zoológico de São Paulo. Apesar de serem um casal, as ararinhas da Fundação Parque Zoológico de São Paulo, ainda não tiveram filhotes, pois são jovens.

6 O maior responsável pelo seu desaparecimento é o ser humano devido ao intenso tráfico. Os compradores são atraídos pela sua bela cor azul e principalmente pela ganância de possuir uma espécie tão rara. Um exemplar da ararinha-azul chega a custar no mercado negro cerca de U$S ,00. As décadas de 70 e 80 foram as mais críticas para a espécie, num período em que o tráfico atuava fortemente para fora do Brasil.

7 NOTÍCIA Notícia é um texto curto, resumido. Somente aparecem as principais informações.

8 Ararinha azul em fase de extinção no Brasil A ação destruidora do homem põe em risco esta espécie

9 A ararinha-azul é uma espécie ameaçada de extinção que só é encontrada no extremo Norte do estado brasileiro da Bahia. Também é conhecida pelos nomes de arara-celeste, arara-do- nordeste e arara-spixi. Apesar das campanhas de educação ambiental e dos projetos de ecologia e conservação, esta espécie não vive mais solta na natureza, restando algumas em cativeiro, onde é rara a sua reprodução. Em 2001, foi visto um exemplar macho solto na natureza. Mas tudo indica que foi libertado por alguma pessoa. Atualmente sabe-se da existência de 68 exemplares da ararinha-azul no mundo. Destes, apenas oito podem ser encontrados no Brasil, sendo que dois estão em exposição no Zoológico de São Paulo.


Carregar ppt "REPORTAGEM As reportagens são textos maiores com várias informações, apresentam detalhes e muitas vezes trazem imagens, gráficos ou tabelas que ajudam."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google