A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Uma Ferramenta Baseada em MDA para a Especialização de Mecanismos de Persistência Fabio Seixas Marques Seminário LES – 28 de outubro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Uma Ferramenta Baseada em MDA para a Especialização de Mecanismos de Persistência Fabio Seixas Marques Seminário LES – 28 de outubro."— Transcrição da apresentação:

1 Uma Ferramenta Baseada em MDA para a Especialização de Mecanismos de Persistência Fabio Seixas Marques Seminário LES – 28 de outubro de

2 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio Sumário Processo de Transformação; 1ª Etapa – Base de Conhecimento; 2ª Etapa – Implementação das Transformações; 3ª Etapa – Efetuar Transformações; Outras Ferramentas; O que já foi feito; O que falta fazer; Contribuições Esperadas; Dúvidas.

3 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio Processo de Transformação O processo de transformação é dividido em 3 etapas; Cada etapa pode ser feita por usuários distintos; A primeira etapa consiste no cadastro da base de conhecimento da ferramenta.

4 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio 1ª Etapa - Base de Conhecimento da Ferramenta Foco ou Aspecto - Persistência Tag - Arquitetura Tecnologia - Hibernate - Configuração de Acesso- Castor - Mapeamento Tabela Classe Independente de Plataforma Específico para uma Plataforma Transformação - Hibernate.rdl - Castor.rdl O que o Processo de Transformação vai tratar? Quais devem ser as partes comuns as tecnologias, para que consigam tratar esse Aspecto? O que é necessário implementar para efetuar as transformações? Quais serão as tecnologias disponíveis e que atendam aos requisitos do Aspecto?

5 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio Processo de Transformação O processo de transformação possui 3 etapas importantes, podendo envolver usuários diferentes. A primeira etapa é o cadastro da base de conhecimento da ferramenta. A segunda é a implementação das transformações para as tecnologias envolvidas.

6 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio 2ª Etapa – Implementação das Transformações Tecnologia - Hibernate - Castor Transformação - Hibernate.rdl - Castor.rdl Implementa as regras de transformações

7 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio Processo de Transformação O processo de transformação possui 3 etapas importantes, podendo envolver usuários diferentes. A primeira etapa é o cadastro da base de conhecimento da ferramenta. A segunda é a implementação das transformações para as tecnologias envolvidas. E a terceira é a utilização da ferramenta para efetuar as transformações em modelos.

8 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio 3ª Etapa – Efetuar Transformações Transformação Cria o Modelo PIM Adiciona Marcações Exporta Modelo PIM Importa Modelo PIM Exporta Modelo PSM Importa Modelo PSM Ferramenta RespostasPerguntas Modelo PSM Gerado!

9 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio Outras Ferramentas Model In Action Transformation –Efetua transformações em arquivos.xmi, podendo gerar alguns tipos de arquivos além do próprio XMI; –Não possui regras pré definidas; –Possui algumas caracterizações para ajudar na organização das transformações; –Possui uma ótima interface gráfica para a implementação das transformações; iQgen –Também efetua transformações em arquivos.xmi, podendo gerar alguns tipos de arquivos além do próprio XMI; –Também não possui regras pré definidas; –Possui uma interface gráfica para a implementação das transformações, mas a mesma não é muito boa.

10 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio O que já foi feito Definição do Processo de Transformação; Estudo e levantamento das partes comuns entre os Frameworks de Persistência; Extensão da linguagem RDL; Comunicação entre a ferramenta e a máquina virtual RDL; Levantamento das perguntas e respostas feitas ao usúario;

11 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio O que falta fazer Terminar de colocar as regras de transformações em scripts RDL; Terminar de implementar a parte de comunicação entre a ferramenta e o desenvolvedor; Terminar a parte escrita da dissertação.

12 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio Contribuições Esperadas Criação de um processo onde é possível: –Definir que aspectos serão tratados; –Definir as tecnologias que serão utilizadas para implementar os aspectos; –E as transformações necessárias para instanciar um modelo independente de plataforma em um design de uma das tecnologias definidas. A definição das transformações não estarão embutidas no código da ferramenta, e sim definidas através da linguagem RDL. Estudo das tecnologias na área de persistência, definindo pontos em comum caracterizados através dos tags. Extensão da linguagem RDL, adicionando relacionamento na mesma.

13 Laboratório de Engenharia de Software – PUC-Rio Dúvidas


Carregar ppt "Uma Ferramenta Baseada em MDA para a Especialização de Mecanismos de Persistência Fabio Seixas Marques Seminário LES – 28 de outubro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google