A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Por que é importante o estudo dos reservatórios no Brasil? Caetano Troncoso Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Por que é importante o estudo dos reservatórios no Brasil? Caetano Troncoso Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 Por que é importante o estudo dos reservatórios no Brasil? Caetano Troncoso Oliveira

2 Introdução: Os reservatórios são sistemas aquáticos modificados, extremamente complexos e dinâmicos, que apresentam as funções principais provenientes de seu curso de água e atendimento às variações das demandas dos usuários (Prado, 2002). São construídos pelo barramento artificial do leito de um rio, córrego ou qualquer similar, ou a formação de lagos, não associados a uma bacia de drenagem natural e com vazões defluentes sujeitas a controle (Cruz & Fabrizy, 1995).

3 A construção de novos reservatórios têm sido necessária para a manutenção do desenvolvimento e progresso sustentável da população. Brasil tem mais de barragens. Sendo 634 consideradas grandes barragens. ( CBDB) Entretanto a construção de qualquer tipo de reservatório causa graves modificações em ecossistemas naturais.

4 Modificações no balanço hídrico e impactos sobre o microclima regional. Alterações na morfologia dos sistemas terrestres, através da ocorrência de sismos e aumento da erosão e da salinidade dos solos. Alterações na matéria orgânica dissolvida, condutividade da água, transporte e concentração de sedimentos. Aumento da superfície de evaporação. Modificações na estrutura térmica vertical. Desaparecimento da fauna terrestre. Alterações das vias terrestres de comunicação. Rompimento das atividades agrícolas. Desaparecimento de vegetação terrestre, matas ciliares e sítios arqueológicos. Alterações da fauna de peixes e aumento da biomassa de macrófitas aquáticas. Impactos causados pela construção de reservatórios

5 Alterações das condições sanitárias, com maior possibilidade de expansão da distribuição geográfica de vetores de doenças de veiculação hídrica. Necessidade de relocação das populações. Modificações estéticas na bacia hidrográfica. Redução da qualidade de vida da população ribeirinha. Valor da indenização paga aos trabalhadores rurais residentes na área alagada geralmente inferior ao preço real. Deslocamento compulsório da população para terras menos produtivas, gerando empobrecimento e êxodo rural e aumentando periferia das grandes cidades. Destruição do patrimônio cultural que constituía a referência para a vida social. Atração de grande contingente populacional, após a construção e o enchimento do reservatório, com o propósito de obter emprego ou explorar o ambiente aquático, dando início à crescente exploração do sistema aquático e de seu entorno.

6

7 Abastecimento humano: A água é um elemento vital para a vida na Terra. A água é um recurso limitado, não renovável e mal distribuído pelo planeta. A água doce encontrada em rios e lagos corresponde a apenas 0,007% da água total do planeta.

8

9 Geração de energia É atualmente o principal motivo para a construção de reservatórios. A energia elétrica produzida e consumida no Brasil é aproximadamente 70 % proveniente de hidrelétricas. A energia hidroelétrica é limpa e barata.

10 Energia elétrica produzida no Brasil.

11 Abastecimento industrial Utiliza em torno de 20% da água. Fonte: Setti (2001, p. 73)

12 Irrigação A agricultura é o maior consumidor de água no Brasil, aproximadamente 70% da água é usada para a irrigação. Grande desperdício na utilização de algumas técnicas.

13 Navegação. O Brasil tem aproximadamente km de vias fluviais navegáveis. A construção de reservatórios pode tornar áreas rasas em áreas navegáveis. Pode se tornar um grande obstáculo.

14 Pesca e piscicultura A pesca, na maioria dos casos, é prejudicada pela construção de um reservatório. Na maioria dos casos um reservatório é um ambiente pobre em peixes. A piscicultura é uma boa alternativa para as pessoas que antes viviam da pesca.

15 Recreação Um reservatório pode ser usado para diversos tipos de recreação. O turismo é outra alternativa de renda para a população que vive à beira do reservatório.

16 Controle de cheias O controle de cheias utilizando reservatórios projetados para a produção de energia elétrica pode ser mais difícil.

17 Conclusão: O estudo ambiental dos reservatórios no Brasil é importante devido a grande complexidade que compõem este sistema e o grande número de pessoas que estão envolvidas direta ou indiretamente a estes ambientes. Vários impactos causados pela construção de reservatórios podem ser mitigados através de pesquisas sobre estes ambientes. Todos os usos possíveis desses lagos podem ser influenciados através da aquisição de mais informações sobre eles.

18 Bibliografia CRUZ, H. C.; FABRIZY, N. L. P. (1995). Impactos Ambientais de Reservatórios e Perspectivas de Uso Múltiplo. Revista Brasileira de Energia, v. 4, n. 1. LANNA, A. E. (1997). Modelos de gerenciamento das águas. A água em revista, Belo Horizonte, ano V, n. 8, p LINK, V. R.; ROSA, S. L. da. (2000). Plano diretor de uso de reservatórios de aproveitamentos hidráulicos e seus entornos. OCTA, São Paulo. PRADO, R. B. (2002). Manejo integrado de reservatórios destinados a uso múltiplo como perspectiva de recuperação da qualidade da água, in Recursos hidroenergéticos: usos, impactos e planejamento integrado. Ed. RiMa, São Carlos. SETTI, Arnaldo A. et all. Introdução ao gerenciamento de recursos hídricos. 3. Ed. Brasília: ANEEL/ANA, p. TUNDISI, J. G. (1990). Ecologia, limnologia e aspectos socioeconômicos da construção de hidrelétricas nos trópicos. (1987). Encontro de Tropicologia, CNPq, Recife, 4, pp Paginas WEB: Agência Nacional de Águas – ANA: Comitê Brasileiro de Barragens – CBDB:


Carregar ppt "Por que é importante o estudo dos reservatórios no Brasil? Caetano Troncoso Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google