A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Epístolas Gerais: Tiago, Pedro, João e Judas Estudo 9 A luta contra o pecado Texto bíblico: 1João 3 Texto áureo: 1Jo 3.6 Todo o que permanece nele não.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Epístolas Gerais: Tiago, Pedro, João e Judas Estudo 9 A luta contra o pecado Texto bíblico: 1João 3 Texto áureo: 1Jo 3.6 Todo o que permanece nele não."— Transcrição da apresentação:

1 As Epístolas Gerais: Tiago, Pedro, João e Judas Estudo 9 A luta contra o pecado Texto bíblico: 1João 3 Texto áureo: 1Jo 3.6 Todo o que permanece nele não vive pecando; todo o que vive pecando não o viu nem o conhece.

2 Introdução (I) O autor de nossos estudos começa comparando o pecado a uma enfermidade. Sua frase é muito dura e direta: Ele compara o pecado ao câncer. Enquanto este ataca o corpo humano. O pecado ataca a alma. Enquanto o primeiro corrói a vida física: o corpo, o segundo liquida com a vida espiritual: a alma.

3 Introdução (II) Para evidenciar este grande problema que aflige o crente, o apóstolo vai dedicar um capítulo de sua carta, dividindo-o em sete partes: 1.A nossa expectativa como crentes – Uma heresia antiga que se repete – A diferença existente no viver cristão – Filhos de Deus X Filhos do Diabo – O confronto com o mundo pecador – A vivência cristã em amor e paz – A confiança em Deus nos garante –

4 1a. Parte – A nossa expectativa como crentes - 1Jo Com as Bíblias abertas vamos caminhar no texto versículo a versículo procurando retirar de cada um deles, o melhor para o nosso viver. Lembremos que estamos lendo um texto de 20 séculos atrás. Deve nos impressionar o fato de mesmo distanciados no tempo, lermos nos escritos do apóstolo, temas tão atuais e importantes para os tempos de hoje:

5 Vêde que grande amor nos tem concedido o Pai; que fôssemos chamados filhos de Deus; e nós o somos. Por isso o mundo não nos conhece, porque não o conheceu a ele. Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. E todo o que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro. 1Jo 3.1-3

6 Parte 2 - Uma heresia antiga que se repete 1João Recentemente (década de 90) surgiu na outra América e chegou ao Brasil no RGS a heresia do novo nascimento. O renascido não peca mais. Isto é uma heresia antiga. Se repetiu algumas vezes na história da igreja. Voltou agora, mas já se desfez, pelo menos no que se tem notícia. No entanto, o mundo encontrou um outro caminho para isto. Em vez de desmistificar o pecado pelo aspecto espiritual, prefere desmistificá-lo pelo aspecto filosófico e moral. Isto é um artifício de Deus para amedrontar o ser humano

7 Todo aquele que vive habitualmente no pecado também vive na rebeldia, pois o pecado é rebeldia. E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os pecados; e nele não há pecado. Todo o que permanece nele não vive pecando; todo o que vive pecando não o viu nem o conhece. 1Jo 3.4-6

8 Parte 3 - A diferença existente no viver cristão – 1Jo A grande diferença que João apontava no caráter cristão era a sua permanente luta contra o pecar. O homem mundano se acostuma ao pecar. Fica insensibilizado quando o comete. Já o crente se incomoda quando sente estar fazendo algo errado. Sua consciência cristã não o deixa em paz. A semente do amor de Deus em seu interior o faz evitar o pecado.

9 Filhinhos, ninguém vos engane; quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo; quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isso o Filho de Deus se manifestou; para destruir as obras do Diabo. Aquele que é nascido de Deus não peca habitualmente; porque a semente de Deus permanece nele; e não pode continuar no pecado, porque é nascido de Deus. 1Jo 3.7-9

10 4. Filhos de Deus X Filhos do Diabo 1Jo Este é o grande embate que temos no mundo. Como filhos de Deus devemos viver em oposição ao que Satanás nos atrai. Na cidade do Rio de Janeiro estamos assistindo nestes dias que vivemos (23/27.11), um exemplo desta luta entre o bem e o mal. Os filhos de Deus, devem ver no que os jornais noticiam os exemplos e alertas que a mídia nos está oferecendo do que é a nossa batalha também.

11 Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do Diabo; quem não pratica a justiça não é de Deus, nem o que não ama a seu irmão. Porque esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio, que nos amemos uns aos outros, não sendo como Caim, que era do Maligno, e matou a seu irmão. E por que o matou? Porque as suas obras eram más e as do seu irmão justas. 1Jo

12 5. O confronto com o mundo pecador 1Jo Diante desta diferença de caráter e de sentimentos não há como conciliar, mas sim, sempre confrontar. A realidade de João era diferente da nossa. Vivia-se num mundo pagão, onde não havendo princípios morais e sociais adequados, os centes eram perseguitos e hostilizados por serem crentes. Digamos que o mal mudou as suas armas. Hoje, com os benefícios da chamada civilização ocidental o mundo nos aceitou e aí, justamente é que mora o perigo. Passamos a não incomodá-los mais.

13 Meus irmãos, não vos admireis se o mundo vos odeia. Nós sabemos que já passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama permanece na morte. Todo o que odeia a seu irmão é homicida; e vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele.. 1Jo

14 6. A vivência cristã em amor e paz 1Jo E a grande diferença que a vida cristã trouxe para o mundo pecador, foi justamente a manifestação do amor solidário e presente. Se os irmãos se deterem no estudo da biografia dos grandes mártires do cristianismo, verificarão que eles foram vítimas do amor que expressavam em seu viver em contraposição àquilo que o mundo queria e desejava. Tiago, irmão de João foi morto por isto… Estêvão igualmente… Policarpo nos primeiros anos da igreja de Cristo. A história secular nos aponta outros exemplos.

15 Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e nós devemos dar a vida pelos irmãos. Quem, pois, tiver bens do mundo, e vendo o seu irmão necessitado, lhe fechar o seu coração, como permanece nele o amor de Deus? Filhinhos, não amemos de palavra nem de língua, mas por obras e em verdade. Nisto conheceremos que somos da verdade; e diante dele tranquilizaremos o nosso coração; porque se o coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas. 1Jo

16 7. A confiança em Deus nos garante 1Jo Diante deste combate permanente, o crente deve confiar em Deus que o ajudará a superare todas as dificuldades pelo amor que nos tem. Com a nossa consciência cristã pura diante de Deus, temos livre acesso a ele para recorrermos ao seu amor sempre que necessitarmos. Devemos procurar em nosso viver, agir e proceder sempre de acordo com a vontade de Deus, e segundo os princípios morais e éticos que, oriundos de sua Palavra, devem orientar sempre todos os passos que tenhamos a dar em nossa vida.

17 Amados, se o coração não nos condena, temos confiança para com Deus; e qualquer coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos o que é agradável à sua vista. Ora, o seu mandamento é este, que creiamos no nome do seu Filho Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, como ele nos ordenou. Quem guarda os seus mandamentos, em Deus permanece e Deus nele. E nisto conhecemos que ele permanece em nós, pelo Espírito que nos tem dado. 1Jo

18 Conclusões 1)Diante deste mundo tão conturbado como demonstrar o amor de Deus? 2) Você tem evidenciado a presença deste amor em sua vida? 3)Como seus amigos reagem à sua chegada? 4)De que maneira podemos demonstrar afeto sem parecer superiores ou interesseiros? 5)O amor de Deus se faz presente em seu íntimo?


Carregar ppt "As Epístolas Gerais: Tiago, Pedro, João e Judas Estudo 9 A luta contra o pecado Texto bíblico: 1João 3 Texto áureo: 1Jo 3.6 Todo o que permanece nele não."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google