A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O MODERNISMO NO BRASIL Século XX Contexto histórico Brasil foi marcado por fatos que mudaram nossa história: início da produção industrial e a vinda de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O MODERNISMO NO BRASIL Século XX Contexto histórico Brasil foi marcado por fatos que mudaram nossa história: início da produção industrial e a vinda de."— Transcrição da apresentação:

1 O MODERNISMO NO BRASIL Século XX Contexto histórico Brasil foi marcado por fatos que mudaram nossa história: início da produção industrial e a vinda de muitos imigrantes de diversos países. Conseqüências: crescimento econômico expressivo / grandes transformações sociais.

2 Uma nova arte brasileira Literatura: Oswald de Andrade Mario de Andrade Menotti del Picchia Para Oswald de Andrade os artistas tinham que ter como ponto de partida as raízes nacionais – era a nova proposta para a arte brasileira.

3 Semana de Arte Moderna Teatro Municipal de São Paulo – 13/15/17 de fevereiro de Conferências, concertos, exposição de artistas plásticos.

4 LASAR SEGALL ( ) 1913: vem para o Brasil – pintura com traços EXPRESSIONISTAS. Retorna em 1924: fixa residência em SP – pintura mais próxima da realidade brasileira – dedica-se à escultura (madeira, pedra e gesso). Sua pintura - temas retratando sofrimento e solidão / história. Pogrom, Óleo com areia sobre tela. 184 x 150 cm. São Paulo: Museu Lasar Segall MORTE Do caderno Visões de Guerra (anos 40), tinta e aquarela sobre papel

5

6 Segall, o imigrante, pintou o drama da emigração; não escolheu o momento da partida, nem o da chegada. Pintou um momento onde se está em lugar nenhum: a existência coberta pelo véu da nostalgia da terra passada e a interrogação sobre a terra futura. Navio de Emigrantes, de Lasar Segall Navio de Emigrantes é um dos raros momentos em que a arte moderna representa a História

7 ANITA MALFATTI ( ) Sua primeira exposição causa mais impacto que a de Lasar Segall – Berlim 1914 – Volta e realiza sua primeira individual – Sua exposição mais polêmica – A mulher de cabelos verdes e o Homem Amarelo – marcos da pintura modernista, mas que geraram crítica de Monteiro Lobato. Características cubista e expressionista; no quadro a figura humana é o personagem principal, mas torna-se secundário perante a explosão de cores e as pinceladas firmes. O principal acontecimento deste quadro e a operação cromática, bem diferente do naturalismo que predominava no Brasil.

8 DI CAVALCANTI ( ) Viveu na Europa / década de 40 conquista espaço na pintura brasileira. A presença da mulher negra. Influenciado por Picasso, Gauguin, Matisse e Braque, busca seu estilo próprio e com temas nacionais. Mulata no Sofá serigrafia impressa s/ papel, ass. inf. dir., num. 147/200 inf. esq., ass. e dat na chapa sup. esq.MI 40,5 x 50 cm ME 55,5 x 69 cm Mulata Sentada - serigrafia impressa s/ papel, ass. na chapa inf. dir., catalogado sob o n. BR 5236 da Galeria Bonino (c. 1970) MI 53,5 x 36 cm ME 56,5 x 37,5 cm

9 Mulher com Gato guache s/ papel, ass. dat e sit. Paris inf. dir. 64 x 50 cm Mesa de bar (192) xilogravura Bordel

10 Nascimento de Vênus óleo sobre tela - 54 x 65 cm Reprod. no livro " Di Cavalcanti - 50 Anos de Pintura " Mulata com gato O Nascimento de Venus, de Sandro Botticelli)

11 Pescadores óleo sobe tela - 33 x 46 cm Reprod. no livro " Di Cavalcanti - 50 Anos de Pintura "

12 VICENTE DO REGO MONTEIRO ( ) Um dos primeiros artistas brasileiros dentro da estética CUBISTA. Telas com temas religiosos: Crucificação, Flagelo e Pietá (linhas retas, corpos humanos reduzidos a formas geométricas. Outros temas: mitos indígenas.

13 TARSILA DO AMARAL ( ) Não participou da Semana de 22. Influências impressionistas e depois cubistas 1924 – inicia sua fase PAU- BRASIL (cores ditas caipiras – rosas e azuis / estilização da figura humana, frutas e plantas tropicais / caboclos e negros / melancolia das cidadezinhas – O Mamoeiro.

14 1928 – fase antropofágica – Abaporu (dá margem à criação do Manifesto Antropofágico – Oswald de Andrade. Manifesto propunha: conhecer as estéticas modernas européias e criar uma arte com feição brasileira / criar algo enraizado na cultura do país. Abaporu-1928 óleo/tela 85 X 73cm Assin.:" ", aniversário de Oswald de Andrade

15 Obras da década de 30 expressam sua preocupação com problemas sociais e com trabalhadores – Operários. O quadro, pintado em 1933, retrata o início da industrialização brasileira, com toda a gente que veio dos quatro cantos do país, e do mundo, para pegar pesado nas fábricas. Operários, de Tarsila do Amaral, óleo sobre tela 150 X 205 cm. Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo, Coleção Governo do Estado de São Paulo.

16 VITOR BRECHERET ( ) Modernizou a escultura brasileira. Suas obras afastam-se da realidade. Expressão das obras por meio de volumes e formas geométricas de linhas simples. Obras gigantescas – Monumento a Caxias / Monumento às bandeiras

17 Monumento às bandeiras (Parque do Ibirapuera, SP) Granito 37 figuras – força e solidez Referência às bandeiras (expedição armada, séc. XVI a XVIII, para o sertão – capturar indígenas / minas de ouro e pedras preciosas

18 Vídeo sobre a semana de 22 - Youtube..\..\..\..\Meus vídeos\3º ano\Arte moderna Brasil\A Semana de 22.flv

19 Aula elaborada pelo arte-educador Wagner Bôa Morte

20 PROJETOS PARA O 2º BIMESTRE Blog Semana CEUB de 22.


Carregar ppt "O MODERNISMO NO BRASIL Século XX Contexto histórico Brasil foi marcado por fatos que mudaram nossa história: início da produção industrial e a vinda de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google