A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Grupo de Pesquisa Ontologia e Taxonomia Aspectos teóricos e metodológicos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Grupo de Pesquisa Ontologia e Taxonomia Aspectos teóricos e metodológicos."— Transcrição da apresentação:

1 Grupo de Pesquisa Ontologia e Taxonomia Aspectos teóricos e metodológicos

2 Integrantes Pesquisadores – Maria Luiza de Almeida Campos – UFF – Hagar Espanha Gomes – CNPq – Maria Luiza Machado Campos - UFRJ – Gercina A. B. de Oliveira Lima - UFMG – Ludmila dos Santos Guimarães – UNIRIO – Luana Farias Sales - CNEN Alunos – Doutorado – Laura Lira e Linair M. Campos – UFF/IBICT – Mestrado – Jackson Medeiros - UFF – Iniciação Científica - Carla Lima, Sheila da Silva, Welligton dos Santos - UFF

3 A Proposta do Grupo Promover estudos em torno de aspectos teóricos e metodológicos sobre ontologias e taxonomias A questão que se coloca... – Identificação de falta de critérios teóricos e metodológicos que propiciem uma gestão de conteúdos mais otimizadas no âmbito da proposta da Web Semântica. Controle de Linguagem e Modelos Conceituais de Representação

4 OntologiaTaxonomia Organização e Recuperação da Informação Controle Terminológico Modelagem de Domínios de Conhecimento e Atividades Compatibilidade de Linguagens Construção e Espaços de Aplicação Mapeamento e Integração entre Ontologias Compatibilidade semântica e linguística MECANISMOS DE REUSO Estudos de Domínios Natureza e Tipologia DEFINIÇÃO CONCEITUAL RELAÇÕES CONCEITUAIS ESTRUTURAS CLASSIFICATÓRIAS Bases teóricas e metodológicas Modelização de Domínios de Conhecimento

5 Linhas de Pesquisa e Contexto de Atuação Atualmente está apoiado em 4 linhas de pesquisas – Mapeamento e Integração de Ontologia – Modelização de Domínios – Compatibilidade Semântica – Representação de Conhecimento em Ontologias de Domínio e Tesauros Terminológicos Campo empírico de atuação – Domínio genômico – Folclore e Cultura Popular Brasileira

6 Projetos Produtividade em Pesquisa – Integração de Ontologias: o domínio da Bioinformática e a problemática da compatibilização terminológica – apoiado pelo CNPq no período de 2005 a 2008 – Ontologia e o papel das definições: a descoberta no domínio de Tripanosomatídeos como apoio às pesquisas em Bioinformática no Brasil apoiado pelo CNPq no período de 2009 a 2011 Maria Luiza de Almeida Campos Dissertações de Mestrado – A elaboração de Taxonomia: princípios classificatórios para domínios interdisciplinares Hildenise Novo Orientadora – Maria Luiza de Almeida Campos – Ontologias de domínio: estudos das relações conceituais e sua aplicação Luana Farias Sales Orientadoras – Maria Luiza de Almeida Campos e Hagar E, Gomes – Ontologias e Tesauros Terminológicos: a representação e recuperação do conhecimento Jackson da Silva Medeiros Orientador – Maria Luiza de Almeida Campos

7 Projetos Pesquisa de doutoramento – Organização dos conteúdos de conhecimento para portais científicos: a pesquisa em ação no Laboratório de Biologia Molecular Fiocruz Laura Lira Orientadoras – Maria Luiza de A.Campos e Hagar Espanha Gomes – Medologia para definição de domínio no reuso de ontologias biomédicas Linair Maria Campos Orientadoras - Maria Luiza de A.Campos e Maria Luiza M. Campos

8 Programa de Pesquisa Algumas questões de compatibilização

9 Compatibilização/Mapeamento de Linguagens O primeiro caminho para uma possível integração

10 Compatibilização Ciência da Informação – Medida de similaridade entre duas linguagens, onde se introduz o conceito de graus de compatibilidade e estabelecem a distribuição entre compatibilidade no plano semântico e no plano linguístico.

11 Matriz de compatibilização – I.Dahlberg – Mapeamento das potencialidade semânticas e linguísticas – Compatibilidade é a qualidade de um sistema ordenado que permite que seus elementos possam ser usados juntos ou intercambiados com elementos de outro sistema ordenado

12 Matriz de Compatibilização Taxa de coincidência verbal Grau de compatibilidade conceitual Analisado a partir das definições e relações existentes na ontologia As definições e a leitura/interpretação por humanos

13 Grau de compatibilidade conceitual Coincidência conceitual - quando dois conceitos combinam suas características sendo, portanto, equivalentes Correspondência conceitual - quando dois conceitos combinam a maior parte de suas características, sendo similares

14 Resultados com amostra da Gene Ontology Esta medida foi aferida a partir da análise das definições, contabilizando as características dos conceitos apresentado nas definições Coincidência conceitual - No âmbito desta pesquisa existe coincidência conceitual quando aproximadamente 80% das características entre duas definições forem idênticas; – Termos são idênticos conceitualmente, e possuem mesmo termo genérico identificado na hierarquia – Termos são idênticos, mas não possuem o mesmo termo genérico Correspondência conceitual - No âmbito da pesquisa existe correspondência conceitual quando existe de 60 a 79 % de características semelhantes entre duas definições. Homônimos

15 Compatibilidade e Definição As características dos conceitos, são também conceitos e estão expressas na definição conceitual e nas relações – Estudo das definições conceituais Definições Operativas mais apropriadas para ontologias – Estudo das relações Relações Lógicas e Ônticas Compatibilização em Ontologias pressupõe o estudo das definições e relações conceituais

16 Propostas metodológicas para elaboração de Linguagens em ambientes de pesquisas colaborativas Uma questão anterior a integração, alinhamento, junção...

17 Iniciativas datam da década de 50 do século passado... Linguagem Mundial – possibilidade de elaboração de uma linguagem universal Linguagem de Comutação – propõe a criação de uma estrutura básica comum, servindo de elemento norteador no desenvolvimento de linguagens individuais Linguagem Intermediária – é uma linguagem de conversão que integra diversas linguagens

18 A questão que se coloca... A resposta passa por considerar aspectos tais como: – a independência desejada para reformular a ontologia, – a necessidade de se preservar a evolução das ontologias originais, – o ônus da manutenção do resultado do reuso

19 Linguagem de Comutação – Estrutura Básica Comum Meta Modelos de Representação Base Classificatória para representar domínios Relações Padrões de Definição Formatos de Representação

20 - Maria Luiza de A. Campos - Categorização de Domínios Categorias formais Dahlberg Subcategorias formais Princípios Objetos imateriais Objetos materiais Quantidades Qualidades Relações Operações Estados Processos Tempo Posição Espaço Entidades Propriedades Atividades Dimensões Ranganathan P - entidades M - matéria E - energia S - espaço T - tempo

21 Linguagem Intermediária – Método de Reconciliação de Tesauros Método de H. H. Neville – Criação de uma linguagem intermediária com um sistema de códigos que possa convergir para dois ou mais instrumentos de representação a ser compatibilizados As Linguagens originais são mantidas Criação de uma linguagem de conversão ( sistema de códigos) Propõe a adoção de uma Linguagem – Meta Linguagem – A linguagem de maior abrangência no domínio. Será utilizada como padrão para análise Estabelece onze níveis de correspondência – correspondência exata (idiomas diferentes, plural/singular); termos sinônimos; termo específico para o termo genérico...

22 Obrigada!! Maria Luiza de A. Campos Contato


Carregar ppt "Grupo de Pesquisa Ontologia e Taxonomia Aspectos teóricos e metodológicos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google