A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."— Transcrição da apresentação:

1 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE 3ª POLICLÍNICA - NITERÓI 1º Seminário de Planejamento Estratégico

2 Definição das principais competências Seminário Interno Planejamento Estratégico Redefinição de missão, visão estratégica e valores institucionais. Definição dos Objetivos Institucionais e Estratégias Definição dos principais indicadores de desempenho relacionados Implementação das estratégias Plano de Comando Analise mensal dos resultados dos principais indicadores de desempenho Seminário Interno do 1° semestre com realinhamento de metas e estratégias.

3 Redefinição de missão, visão estratégica e valores institucionais. Missão da 3ª Policlínica Prestar atendimento ambulatorial nas áreas de saúde e pronto-atendimento em casos de emergências médicas aos militares ativos e inativos, dependentes e pensionistas do CBMERJ, com altíssimo padrão de qualidade, e promover atividades em prevenção de saúde junto à corporação e à comunidade.¨ Visão Estratégica da 3ª Policlínica Ser reconhecido como centro de excelência em assistência de saúde preventiva e curativa. Valores da 3ª Policlínica Gestão Participativa; Humanização (Visão Humanística); Formação Religiosa; Motivação; Vocação para o Serviço; Ética; Comprometimento Profissional; Qualidade dos Serviços.

4

5 SUBDIRETOR COORD. MÉDICA ORTOPEDIA CLÍNICA MÉDICA GINECOLOGIAPEDIATRIA CIRURGIA GERAL S.P.A.HOMEOPATIA CARDIOLOGIA GASTRO ENTEROLOGIA ENDOCRI NOLOGIA INFECTOLOGIA

6 Maj BM JOSÉ Maj BM PECLATMaj BM JOSÉ Cap BM CLÁUDIA RÉGIS Maj BM ZAQUINE Cap BM MICHELE NASSIF Maj BM PECLAT Cap BM DIDEROT Cap BM CLÁUDIA RÉGIS 1º Ten BM DIDEROT Cap BM MENDONÇA Cap BM SIMONE COELHO Cap BM MICHELE NASSIF

7 SUBDIRETOR COORD. DE ENFERMAGEM ESTERILIZAÇÃO ALMOXARIFADO IMUNIZAÇÃO

8 Maj BM JOSÉ Cap BM FLÁVIA CURI Cb BM SIMONE OLIVEIRA 3º Sgt BM PORTO IMUNIZAÇÃO

9 SUBDIRETOR COORD. DE SERV. DE MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO ELETROCARDIOGRAMARADIOLOGIALABORATÓRIO

10 Maj BM JOSÉ Cap BM MICHELE NASSIF 2ºSgt BM CLEDMUR 2º Sgt BM BRESCIANE Cb BM ANDRÉA NASCIMENTO

11 SUBDIRETOR COORD. DOS SERV. ASSISTENCIAIS FISIOTERAPIAFONOAUDIOLOGIANUTRIÇÃOSERVIÇO SOCIALPSICOLOGIA

12 Maj BM JOSÉ Cap BM Juliana Mercante 1º Ten BM Salustiano Cap BM Juliana Mercante Cap BM SERPA 1º Ten BM GLEICY Cap BM CARAVELOS

13 ADMINISTRADOR SEÇÃO DE PATRIMÔNIO SEÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS SEÇÃO DE TRANSPORTES RECEPÇÃO SEÇÃO ADMINISTRATIVA

14 1º Ten BM PAULA RANGEL 3º Sgt BM PORTO Sd BM CAMPOS 2º Sgt BM MARTINHO Sd BM CAMPOS 1º Ten BM PAULA RANGEL

15 Definição dos Objetivos Institucionais e Estratégias Atuar no atendimento médico-assistencial dos Bombeiros Militares e dependentes, e também, promovendo ações de saúde e de desenvolvimento da cidadania nos membros da Corporação; Enfatizar aos Escalões Superiores a necessidade de manter adequado o quantitativo e o qualitativo de pessoal lotado na Unidade; Priorizar o bem-estar do efetivo, fator primordial para o desempenho satisfatório das funções diárias; Sistemática divulgação interna e externa das ações e atividades desenvolvidas pela Unidade; Parcerias e cooperações com os órgãos públicos e entidades de classe, consolidando plena participação nas atividades sócio-ambientais. Novas tecnologias nos processos principais e de apoio da 3a Policlínica. Parcerias com Universidades oferecendo estágios, contribuindo para qualificação e capacitação de profissionais de saúde em formação, e a contrapartida, exigindo constante atualização de nossos militares (preceptores) para tanto. Replanejamento dos Programas de Saúde e lançamento de novos, conforme as necessidades e expectativas identificadas ou diretrizes da DGS. Capacitação e aperfeiçoamento interno e/ou externo dos militares.

16 PerspectivaFatores críticos de sucessoEstratégia Liderança Promover a Excelência em Gestão; 1- Realizações normativas junto aos Órgãos de classe; 2- Atos administrativos; 3- Redefinição de Chefias e Coordenações; 4- Redefinição das Comissões Médicas 5- Elaboração de Programas de Saúde; 6- Realização de eventos culturais e sociais; 7- Implementação de melhorias estruturais proporcionando maior conforto aos clientes; 8- Promover um sistema de gestão alinhado com os critérios de excelência do PQ-RIO; Estratégicos Aumento do número de atendimentos 9- Medidas de divulgação da 3ª Policlínica; ClientesSatisfação dos clientes10- Atender as necessidades e expectativas dos clientes; Sociedades Ações de redução de impacto ao meio ambiente e desenvolvimento social 11- Redução do gasto de energia; 12- Redução do consumo de papel; 13- Gerenciamento de resíduos; 14- Educar e conscientizar a Força de Trabalho para atitudes e comportamentos pró-ativos relativos à responsabilidade sócio-ambiental. Ampliar a participação da Unidade nas ações sócio- educativas em prol da comunidade local. 15- Ações sociais; 16- Apoio a Comunidade. Pessoa Elevar a qualificação técnico- profissional da Força de Trabalho 17- Priorizar o bem estar do nosso efetivo, proporcionando um bom ambiente de trabalho e convívio sócio-familiar; 18- Melhoria das condições de segurança no trabalho; Informações Capacitação e qualificação profissional 19- Capacitação e qualificação profissional; Processos Agregar o maior nível de qualidade nos processos 20- Identificar as necessidades de recursos tecnológicos; 21- Sensibilizar quanto à importância dos produtos para a qualidade do atendimento; 22- Aprimorar os processos de relacionamento.

17 Metas EstratégiasPlanos de Ação 1- Realizações normativas junto aos Órgãos de classe Revalidação da Certificação Técnica junto ao CREMERJ e CRF. 2- Atos administrativos Revisão dos Procedimentos Operacionais Padrões dos Serviços e Setores. Formulação do calendário de reuniões gerais e setoriais. Reuniões de Análise Crítica. Revisão dos Planos de Segurança Interno, de Chamada e de Emprego. Elaboração dos livros de ocorrências das empresas Borg New, Engeclinic e Construir. 3- Redefinição das Comissões Médicas Redefinição das Comissões Médicas, com elaboração de relatórios semestrais. 4- Redefinição das Chefias e Coordenações Redefinição das Chefias da Assessoria de Qualidade e Estatística, Informática, Controladoria, Ouvidoria, Assessoria de Ensino. Redefinição das Chefias de Coordenação Médica, de Enfermagem, de Farmácia/Dispensário, de Serviços Assistenciais e de Métodos Diagnósticos. 5- Elaboração de Programas de Saúde Replanejamento dos Programas de Saúde. Criação do Programa de Prevenção Primária de Doenças Cárdiovasculares. 6- Realização eventos culturais e sociais Jornadas Comemorativas de Aniversário da 3ª Policlínica, palestras científicas, reuniões ¨Café com Leitura¨, aniversariantes e destaques do mês, confraternizações de Natal e Ano Novo, exposição de quadros artísticos, missa de ação de graças. 7- Implementação de melhorias estruturais e aumento da aprazibilidade dos ambientes Reforma do telhado. Manutenção dos equipamentos de refrigeração Construção do reservatório definitivo para coleta seletiva de resíduos Reestruturação da rede de saneamento Colocação de toldo policarbonato no corredor lateral e na fachada externa da Policlínica; Ocupação da área de almoxarifado do PSE; Transferência da SAd, Chefia de Enfermagem para corredor lateral; Criação de Sala de Subdiretoria contígua a Diretoria; Criação de 3 salas de atendimentos no corredor central; Logotipo na fachada da Unidade;

18 8- Promover um sistema de gestão alinhado com os critérios de excelência do PQ-RIO Elaboração do relatório PQ-Rio Elaboração do Plano de Comando 2009 Mural da Assessoria de Qualidade e Estatística, demonstrando os resultados de indicadores. Calendário anual da programação científica pela Assessoria de Ensino. Participação dos militares na elaboração dos critérios do PQ-Rio, com troca dos autores em relação ao anterior, com intuito de dar uma visão diferenciada e nova formatação aos seus conteúdos. 9- Medidas de divulgação da 3ª Policlínica Enviar s aos Bombeiros Militares, convidando-os a conhecerem o portal da 3ª Policlínica Visitar as Unidades de Bombeiros Militares com distribuição de folders e fixação de cartazes; ¨Sala de espera¨ para os militares e dependentes, informando-os sobre os Serviços e Setores, com visitação as dependências da Unidade Divulgar as atividades desenvolvidas pela 3ª Policlínica, através dos meios de comunicação: portal da DGS, Boletim da SUBSEDEC, e pela Assessoria de Comunicação do CBMERJ e participação na publicação semestral do InfoSaúde (DGS). Palestras no Centro de Estudos do HCAP; proferidas por Oficiais da 3ª Policlínica, dando maior visibilidade a estes (referência) e a Unidade. Reformulação dos folders e cartazes; Outorgas as autoridades e profissionais que contribuíram para consubstanciar a imagem da 3ª Policlínica no âmbito do CBMERJ.

19 10- Atender as necessidades e expectativas dos clientes Aquisição de novas especialidades e profissionais: oftalmologia, otorrinolaringologia, alergologia, dermatologia e odontologia. Otimização da Ginecologia com criação do Serviço de Colposcopia e de Ultrassonografia; Otimização da Cardiologia, com Criação do Serviço de Hemodinâmica (ecocardiograma, teste de esforço e risco cirúrgico); Otimização da Gastroenterologia com criação do Serviço de Endoscopia; Otimização do Serviço de Fisioterapia com criação do Serviço de Hidroginástica; Promover ações para a redução do tempo de espera dos clientes, adequando recursos humanos para atendimentos nos períodos de maior demanda; Atender a toda demanda espontânea. Eliminar a demanda reprimida em algumas especialidades. Otimização do Laboratório com realização de exames laboratoriais de rotina; Consolidação e ampliação de parcerias com instituições de ensino de forma a garantir a ampliação dos estágios; Aumento do nº de profissionais especializados

20 11- Redução do gasto de energia Sensores de presença em determinados ambientes; Lâmpadas de maior luminosidade e menor consumo; Determinação para manter lâmpadas apagadas e aparelhos de ar condicionado desligados fora do horário de atendimento. Dispositivos nas portas para garantir o seu fechamento automático, mantendo o ambiente refrigerado. Sensores de presença nos banheiros de oficiais e praças. 12- Redução do consumo de papel Obrigatório o uso do Prontuário Eletrônico, reduzindo o material impresso; Racionalização na emissão de documentos pela SAd, reduzindo o consumo de papel; Utilização de mídias de armazenagem, reduzindo as impressões de documentos; Utilização de papel reciclado, principalmente para emissão de documentos internos, convites e folders. 13- Gerenciamento de resíduos Elaborado pela CCIH, para prevenção de acidentes biológicos e manejo de materiais contaminados. Incentivar a coleta seletiva para reciclagem do lixo 14- Educar e conscientizar a Força de Trabalho para atitudes e comportamentos pró-ativos relativos à responsabilidade sócio-ambiental Incentivar a Força de Trabalho a participar dos projetos sociais promovidos pela 3ª Policlínica Plantio de árvores no entorno da Policlínica.

21 15- Ações sociaisParticipação em Programas da SUBSEDEC/CBMERJ, como Bombeiro Mirim e Botinho. 16- Apoio à comunidade Campanha de doação de leite para lactentes, agasalhos, livros, brinquedos no período natalino e material escolar. Incentivar a doação de sangue Técnicas de higienização e fluoretação oral, para comunidade. Parceria com a Casa da Princesa, pertencente à Fundação para Infância e Adolescência (FIA), para atendimento de alunos e educadores. 17- Priorizar o bem estar do nosso efetivo, proporcionando um bom ambiente de trabalho e convívio social Prática de atividade física. Homenagem ao destaque do mês. Elogios em Boletim. Melhorias do estar de Oficiais e Praças (cassino). Política de portas abertas, onde o Diretor e o Subdiretor recebem diretamente a Força de Trabalho. Solicitar as Chefias e seus comandados as necessidades materiais e profissionais. 18- Melhoria das condições de segurança no trabalho Implantação da Carteira de Vacinação (eletrônica) contra Hepatite B e Tétano Atualização do Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde – PGRSS, conforme a Resolução RDC – 306/04 – ANVISA. Aperfeiçoamento da Sinalização de Segurança, conforme NR 26. Testes de dosimetria radiológica do técnico e do setor, conforme normas do Ministério da Saúde e Resolução da ANVISA. Testes bacteriológicos das cisternas de água.

22 19- Capacitação e qualificação profissional Cursos de certificação técnica para os profissionais que trabalham na coleta de sangue, farmácia e radiologia. Cursos administrativos para militares da SAd. Educação Continuada de Enfermagem no HCAP e treinamento de militares do SPA pelo CEPAP e Órgãos externos. Curso de Avaliadores do PQ-Rio, para prática da Qualidade em Excelência. Subsidiar participação em atividades científicas. Gerenciamento do portal com publicação de artigos científicos. Programação científica anual elaborada pela Assessoria de Ensino. Aumentar o acervo de livros técnico-científicos Palestras ministradas por convidados de outras Unidades ou da sociedade civil; Curso de informática com módulos básico e avançado. Curso de Radioproteção para os militares do Setor de Radiologia. Cursos Militares Superiores de Aperfeiçoamento e Comando em Gestão de Saúde; Curso de capacitação de militares para o Programa de Controle de Tabagismo 20- Identificar as necessidades de recursos tecnológicos Instalação de PABX e ampliação dos Interfones Instalação de câmeras de segurança Reativação do sistema de Senha Eletrônica. Computadores: um para cada setor da Clínica 21- Sensibilizar quanto à importância dos produtos para a qualidade do atendimento Atualização do cadastro de fornecedores, de acordo com os resultados da avaliação dos mesmos. Pesquisa de satisfação dos fornecedores Relatórios das não conformidades para com os fornecedores. 22- Aprimorar os processos de relacionamento Aplicar os questionários de satisfação aos participantes dos Programas de Saúde. Instituir questionários de satisfação aos estagiários de Psicologia Maior interação entre os serviços de Ortopedia e Fisioterapia, com alguns procedimentos já definidos.

23 Econômico-Financeiros Total de verba recebida pela Unidade – Índice de gastos com equipamentos e materiais permanentes Percentual de verbas aplicadas em reformas Percentual de gasto com empresas terceirizadas Clientes e Mercado Índice de satisfação global dos clientes Índice de satisfação quanto ao atendimento dos profissionais de saúde Índice de satisfação quanto ao conforto das instalações Índice de satisfação quanto ao serviço de limpeza Número de críticas Número de elogios Número de inserções na mídia Sociedade Número de atendimentos de cortesia Campanhas realizadas para a Sociedade Volume de lixo seletivo recolhido Pessoas Número de acidentes de trabalho Militares com curso de pós-graduação Total de confraternizações

24 Processos Principais do Negócio e dos Processos de Apoio Atendimentos médicos e assistenciais Atendimentos cadastrados no Prontuário Eletrônico Total de exames complementares Exames Conveniados Melhorias implementadas nos Processos de Apoio Incidentes relacionados à segurança Número de Computador por profissional Equipamentos de Informática Adquiridos Pontos recebidos no Programa Qualidade Rio Fornecedores Fornecedores cadastrados Índice de satisfação da Unidade com os fornecedores Índice de satisfação com fornecedores com a Unidade Número de não-conformidade com os fornecedores (prazo de entrega e qualidade dos produtos/serviços) Índice de conformidade no prazo do pagamento dos fornecedores

25 SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE 3ª POLICLÍNICA - NITERÓI Tel:


Carregar ppt "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google