A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IMPRESSORAS LASER De modo diferente dos métodos de impressão já apresentados, que imprimem uma linha de cada vez, a impressão a laser imprime uma página.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IMPRESSORAS LASER De modo diferente dos métodos de impressão já apresentados, que imprimem uma linha de cada vez, a impressão a laser imprime uma página."— Transcrição da apresentação:

1 IMPRESSORAS LASER De modo diferente dos métodos de impressão já apresentados, que imprimem uma linha de cada vez, a impressão a laser imprime uma página de uma vez só! A página que vai ser impressa é tratada como uma coisa só que será processada pela impressora. Deste modo, as impressoras laser precisam de memória RAM para funcionar, pois nesta memória será armazenada a informação que será impressa em cada página.

2 Impressão laser É interessante notar que, dependendo da quantidade de memória RAM que uma impressora laser possuir, pode ser impossível imprimir páginas com muita informação, como gráficos, etc. Assim, se possível, na hora da compra verifique se a sua impressora laser permite expansão de memória. Além disso, pergunte se a expansão é fácil de encontrar e também pelo seu preço. A página impressa por uma impressora laser é formada através de uma série de pequenos pontos, por isso a qualidade de sua impressão é medida em (ou, ppp – pontos por polegada). Quando a impressora laser recebe a informação que será impressa, ela a divide em uma série de pequenas faixas de pontos. Aí o processo de impressão, conhecido como deposição eletro- fotográfica começa. Ele consiste das seguintes fases: É interessante notar que, dependendo da quantidade de memória RAM que uma impressora laser possuir, pode ser impossível imprimir páginas com muita informação, como gráficos, etc. Assim, se possível, na hora da compra verifique se a sua impressora laser permite expansão de memória. Além disso, pergunte se a expansão é fácil de encontrar e também pelo seu preço. A página impressa por uma impressora laser é formada através de uma série de pequenos pontos, por isso a qualidade de sua impressão é medida em (ou, ppp – pontos por polegada). Quando a impressora laser recebe a informação que será impressa, ela a divide em uma série de pequenas faixas de pontos. Aí o processo de impressão, conhecido como deposição eletro- fotográfica começa. Ele consiste das seguintes fases:

3 a) Carregamento Eletrostático a) Carregamento Eletrostático (Condicionamento) – Dentro da impressora a laser o cilindro fotocondutor, que é capaz de armazenara cargas estáticas se não for exposto à luz, gira e passa sobre um fio conhecido como fio corona primário. Este fio corona deposita uma carga negativa uniforme no cilindro fotocondutor. Assim que este processo estiver terminado, o cilindro fotocondutor está pronto para receber a imagem. Algumas impressoras definem este processo como aquecimento. (Condicionamento) – Dentro da impressora a laser o cilindro fotocondutor, que é capaz de armazenara cargas estáticas se não for exposto à luz, gira e passa sobre um fio conhecido como fio corona primário. Este fio corona deposita uma carga negativa uniforme no cilindro fotocondutor. Assim que este processo estiver terminado, o cilindro fotocondutor está pronto para receber a imagem. Algumas impressoras definem este processo como aquecimento.

4

5 b) Escrita da Imagem (Exposição) – O cilindro fotocondutor é sensível à luz. Então se um laser desenha na superfície cilíndrica rotativa uma imagem, o cilindro vai perder carga negativa naqueles pontos que foram sensibilizados. Mais tarde estes pontos vão absorver o toner. Como o cilindro fotocondutor é sensível à luz, recomenda-se embalá-lo em um saco negro se este for mandado para revisão ou conserto. b) Escrita da Imagem (Exposição) – O cilindro fotocondutor é sensível à luz. Então se um laser desenha na superfície cilíndrica rotativa uma imagem, o cilindro vai perder carga negativa naqueles pontos que foram sensibilizados. Mais tarde estes pontos vão absorver o toner. Como o cilindro fotocondutor é sensível à luz, recomenda-se embalá-lo em um saco negro se este for mandado para revisão ou conserto.

6 SCANNER LASER

7 c) Impressão (ou Revelação) – Com o cilindro fotocondutor sensibilizado está na hora de ele receber o toner. O Toner é constituído de minúsculas partículas de um pó negro (tóxico!) que será usado na impressão propriamente dita. Colado ao cilindro fotocondutor existe um cilindro de cargas que contém minúsculas partículas de toner. As partes do cilindro fotocondutor que foram sensibilizadas pelo laser receberão as partículas de toner que ficarão grudadas a este. c) Impressão (ou Revelação) – Com o cilindro fotocondutor sensibilizado está na hora de ele receber o toner. O Toner é constituído de minúsculas partículas de um pó negro (tóxico!) que será usado na impressão propriamente dita. Colado ao cilindro fotocondutor existe um cilindro de cargas que contém minúsculas partículas de toner. As partes do cilindro fotocondutor que foram sensibilizadas pelo laser receberão as partículas de toner que ficarão grudadas a este.

8 PROCESSO DE REVELADO

9 d) Transferência – Agora que o cilindro fotocondutor já está cheio de toner, ele precisa transferir este toner para a folha de papel a ser impressa. Agora entre em ação um segundo fio corona, chamado de fio corona secundário. Este fio é responsável por carregar eletricamente o papel. Assim, o papel terá poder de atração suficiente para descolar as partículas de toner do cilindro fotocondutor. Finalmente um eliminador de eletricidade estática remove a mesma do papel. d) Transferência – Agora que o cilindro fotocondutor já está cheio de toner, ele precisa transferir este toner para a folha de papel a ser impressa. Agora entre em ação um segundo fio corona, chamado de fio corona secundário. Este fio é responsável por carregar eletricamente o papel. Assim, o papel terá poder de atração suficiente para descolar as partículas de toner do cilindro fotocondutor. Finalmente um eliminador de eletricidade estática remove a mesma do papel. e) Fusão – Esta é a última parte do processo de impressão. Na fusão as partículas de toner são aquecidas e pressionadas de encontro ao papel de modo que a impressão fique permanente. É por isso que o papel sai quente de uma impressora a laser! e) Fusão – Esta é a última parte do processo de impressão. Na fusão as partículas de toner são aquecidas e pressionadas de encontro ao papel de modo que a impressão fique permanente. É por isso que o papel sai quente de uma impressora a laser!

10 FUSOR

11 f) Limpeza – Na fase de limpeza a impressão já terminou, mas ainda é necessária uma limpeza do cilindro fotocondutor, para que o processo todo possa se repetir com uma outra página. Esta limpeza é feita com a ajuda de uma lâmpada fluorescente e com uma pequena lâmina de borracha que conseguem remover todo o toner e cargas eletrostáticas presentes no cilindro fotocondutor. Numa impressão a laser monocromática este processo de seis fases é repetido para cada uma das páginas impressas. Já numa impressora laser a cores, usam-se quatro toners (nas cores preta, ciano, magenta e amarelo) e os seis passos se repetem para cada um dos toners. f) Limpeza – Na fase de limpeza a impressão já terminou, mas ainda é necessária uma limpeza do cilindro fotocondutor, para que o processo todo possa se repetir com uma outra página. Esta limpeza é feita com a ajuda de uma lâmpada fluorescente e com uma pequena lâmina de borracha que conseguem remover todo o toner e cargas eletrostáticas presentes no cilindro fotocondutor. Numa impressão a laser monocromática este processo de seis fases é repetido para cada uma das páginas impressas. Já numa impressora laser a cores, usam-se quatro toners (nas cores preta, ciano, magenta e amarelo) e os seis passos se repetem para cada um dos toners.


Carregar ppt "IMPRESSORAS LASER De modo diferente dos métodos de impressão já apresentados, que imprimem uma linha de cada vez, a impressão a laser imprime uma página."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google