A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Coordenação de Atenção a Saúde da Criança e Adolescente – 2003 a 2006 Abril/ 2007 Secretaria Estadual da Saúde do Piauí – SESAPI.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Coordenação de Atenção a Saúde da Criança e Adolescente – 2003 a 2006 Abril/ 2007 Secretaria Estadual da Saúde do Piauí – SESAPI."— Transcrição da apresentação:

1 Coordenação de Atenção a Saúde da Criança e Adolescente – 2003 a 2006 Abril/ 2007 Secretaria Estadual da Saúde do Piauí – SESAPI

2 ORGANOGRAMA SESAPI Secretário de Saúde DUVAS GAS Coord. Saúde da Mulher Coord. DST/ AIDS Coord. Portador de Deficiência Coord. Adulto Idoso Coord. Saúde Bucal Coord. Saude da Criança e Adolescente

3 Coordenação de Atenção a Saúde da Criança e Adolescente: 1. Supervisão de Ações Básicas de Saúde da Criança e Alimentação e Nutrição 2. Supervisão de Aleitamento Materno 3. Supervisão do Adolescente e Jovem

4 Competência da Coordenação: Está responsável pela coordenação, supervisão e avaliação das ações de saúde voltadas para a criança e o adolescente. No caso da criança, prioritariamente na faixa etária de 0 a 6 anos, a ênfase está voltada para a assistência integral a saúde deste grupo, objetivando a diminuição dos índices de morbimortalidade infantil do Estado. No caso do adolescente, situa-se na faixa etária de 10 a 19 anos tem como missão concretizar a promoção de saúde, prevenção de agravos e redução da morbimortalidade de adolescentes e jovens (10-24 anos), através da atenção integral e interinstitucional, de forma humanizada. Este trabalho é feito em consonância com as políticas nacionais definidas pelo Ministério da Saúde e estão voltadas, especialmente, as redes de atenção básica. Está responsável pela coordenação, supervisão e avaliação das ações de saúde voltadas para a criança e o adolescente. No caso da criança, prioritariamente na faixa etária de 0 a 6 anos, a ênfase está voltada para a assistência integral a saúde deste grupo, objetivando a diminuição dos índices de morbimortalidade infantil do Estado. No caso do adolescente, situa-se na faixa etária de 10 a 19 anos tem como missão concretizar a promoção de saúde, prevenção de agravos e redução da morbimortalidade de adolescentes e jovens (10-24 anos), através da atenção integral e interinstitucional, de forma humanizada. Este trabalho é feito em consonância com as políticas nacionais definidas pelo Ministério da Saúde e estão voltadas, especialmente, as redes de atenção básica.

5 Políticas Nacionais: Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) – aprovada em 1999 Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) – aprovada em 1999 Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens – aprovada em 2006 Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens – aprovada em 2006

6 Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens Objetivo: Promover a atenção integral à saúde de adolescentes e de jovens, de 10 a 24 anos, no âmbito de uma política nacional integrada, visando à promoção de saúde, à prevenção de agravos e à redução da morbimortalidade. Objetivo: Promover a atenção integral à saúde de adolescentes e de jovens, de 10 a 24 anos, no âmbito de uma política nacional integrada, visando à promoção de saúde, à prevenção de agravos e à redução da morbimortalidade.

7 Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN): Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN): Propósito: a garantia da qualidade dos alimentos colocados para o consumo no País, a promoção de práticas alimentares saudáveis e a prevenção e o controle dos distúrbios nutricionais, bem como o estímulo de ações intersetoriais que propiciem o acesso universal aos alimentos Propósito: a garantia da qualidade dos alimentos colocados para o consumo no País, a promoção de práticas alimentares saudáveis e a prevenção e o controle dos distúrbios nutricionais, bem como o estímulo de ações intersetoriais que propiciem o acesso universal aos alimentos

8 Metas e objetivos propostos no período 2002 a 2006: META Criança: META Criança: Contribuir para a redução da morbi-mortalidade infantil em 40% no periodo de 2004 a 2007 através da melhoria da qualidade da atenção à saúde da criança Meta Adolescente: Meta Adolescente: Contribuir para a redução da morbimortalidade do adolescente e jovem através do acesso à atenção integral à saúde e prevenção de agravos com atitudes saudáveis

9 Supervisão do Adolescente e do Jovem: Projeto Adolescência e prevenção de risco – Umbuzeiro e Calango Projeto Adolescência e prevenção de risco – Umbuzeiro e Calango Saúde e prevenção nas escolas Saúde e prevenção nas escolas Plano operativo para Implantação da Atenção Integral aos Adolescentes Privados de Liberdade Plano operativo para Implantação da Atenção Integral aos Adolescentes Privados de Liberdade Grávido Adolescer Grávido Adolescer Atendimento aos adolescentes vítimas de violência Atendimento aos adolescentes vítimas de violência Apoio a Conferência Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente Apoio a Conferência Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente Implantação e acompanhamento do SAMVIS Implantação e acompanhamento do SAMVIS Política Nacional de Atenção Integral a Saúde dos Adolescentes e Jovens Política Nacional de Atenção Integral a Saúde dos Adolescentes e Jovens Produção de Material Educativo Produção de Material Educativo

10 Supervisão de Aleitamento Materno: Treinamentos IHAC – 37 municípios Treinamentos IHAC – 37 municípios SEMAM – 04 SEMAM – 04 Jornada de Aleitamento – 03 Jornada de Aleitamento – 03 Curso NBCAL – 02 Curso NBCAL – 02 Curso de processamento BLH – 03 Curso de processamento BLH – 03 Apresentação de trabalhos em congressos nacionais Apresentação de trabalhos em congressos nacionais Reavaliação de Hospitais – 02 Reavaliação de Hospitais – 02 Ampliação dos HAC – 11 Ampliação dos HAC – 11 Supervisão dos BLHs Supervisão dos BLHs Palestras em eventos dirigidos a comunidade Palestras em eventos dirigidos a comunidade Produção de Material educativo Produção de Material educativo

11 Supervisão de Ações de Saúde da Criança e Alimentação e Nutrição: Saúde da Criança: Estratégia Família Brasileira Fortalecida – EFBF – 32 municípios semi-árido Estratégia Família Brasileira Fortalecida – EFBF – 32 municípios semi-árido Competências Municipais – 32 Mun. Competências Municipais – 32 Mun. Monitoramento EFBF - 22 Mun. Monitoramento EFBF - 22 Mun. Programa Nacional de Triagem neonatal Programa Nacional de Triagem neonatal Rede Norte Nordeste de Saúde Perinatal Rede Norte Nordeste de Saúde Perinatal Forum Estadual de Erradicação do Sub- registro Civil de Nascimento Forum Estadual de Erradicação do Sub- registro Civil de Nascimento Diagnóstico de Competências Familiares Diagnóstico de Competências Familiares

12 Supervisão de Ações de Saúde da Criança e Alimentação e Nutrição: Saúde da Criança: Pacto para redução da mortalidade neonatal Pacto para redução da mortalidade neonatal Seminário Estadual de Atenção Obstétrica e Neonatal baseada em Evidências Científicas Seminário Estadual de Atenção Obstétrica e Neonatal baseada em Evidências Científicas Cursos de Reanimação Neonatal Cursos de Reanimação Neonatal Treinamento para implantação de serviços para vítimas de violência sexual e maus tratos Treinamento para implantação de serviços para vítimas de violência sexual e maus tratos Projeto de Assistência Neonatal e AIDPI – Pólo Projeto de Assistência Neonatal e AIDPI – Pólo Projeto para Curso de Aperfeiçoamento Neonatal Projeto para Curso de Aperfeiçoamento Neonatal Projeto de Estruturação na Assistência Neonatal de 7 hospitais no interior Projeto de Estruturação na Assistência Neonatal de 7 hospitais no interior Produção de Material Educativo Produção de Material Educativo

13 Supervisão de Ações de Saúde da Criança e Alimentação e Nutrição: Alimentação e Nutrição: Implantação dos Programas (SISVAN, Vitamina A, Ferro e Acompanhamento do Bolsa Família) Implantação dos Programas (SISVAN, Vitamina A, Ferro e Acompanhamento do Bolsa Família) Acompanhamento e supervisão dos Programas de Alimentação e Nutrição Acompanhamento e supervisão dos Programas de Alimentação e Nutrição Cursos de Ações Básicas de Alimentação e Nutrição – 15 municípios Cursos de Ações Básicas de Alimentação e Nutrição – 15 municípios Seminários de Promoção da Alimentação Saudável Seminários de Promoção da Alimentação Saudável Realização de pesquisas e apoio a outros parceiros Realização de pesquisas e apoio a outros parceiros Produção de material educativo Produção de material educativo Apoio logístico a Coordenação Apoio logístico a Coordenação

14 PARTICIPAÇÃO EM CONSELHOS: CONSELHOSTIPO DE ATUAÇÃO 1-Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente Suplência 2- Conselho Estadual de Segurança AlimentarTitular e suplente 3- Conselho de Assistência SocialSuplente 4- Comitê do Semi-áridoSuplente 5- Comitê de Prevenção nas EscolasTitular e suplente 6- Comitê Interinstitucional do Bolsa FamíliaTitular e suplente 7- Fórum de Erradicação do Sub-registro Civil de Nascimento Titular e suplente 8- Fórum de Erradicação do Trabalho InfantilSuplente

15 PRINCIPAIS RESULTADOS ALCANÇADOS Redução da Mortalidade Infantil no Estado do Piauí entre os anos de 2000 a 2005: Redução Percentual 30,1/ 1000 NV25, 8/ 1000 NV16,7 % Proporção de sub-registro civil de nascimento no Piauí, entre os anos de 2002 a 2005: %40%31,7%19,3% Fonte: IBGE, 2006

16 Melhoria dos indicadores da área de saúde da criança e alimentação e nutrição. ÁREA DA ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Baixo Peso em Crianças17, 1%2,1% 2- Baixo Peso em Gestante32 %8,6 % 3- Aleitamento Materno Exclusivo aos 6 meses de vida 25, 69 %42% Fonte: SISVAN, PPAMPI, SESAPI, 2002 a 2006.

17 Planejamento para 2007: Ações da área da Saúde da Criança: Realizar treinamento de AIDPI - recurso do pólo; Realizar treinamento de AIDPI - recurso do pólo; Realizar treinamento de Assist. neonatal Realizar treinamento de Assist. neonatal Elaborar um projeto para redução da mortalidade neonatal, englobando as capacitações e estruturação dos serviços nos municípios para atendimento das crianças de risco; Elaborar um projeto para redução da mortalidade neonatal, englobando as capacitações e estruturação dos serviços nos municípios para atendimento das crianças de risco; Implantação dos comitês de mortalidade infantil para investigação dos óbitos infantis Implantação dos comitês de mortalidade infantil para investigação dos óbitos infantis Atuação nas áreas de violência e trabalho infantil; Atuação nas áreas de violência e trabalho infantil;

18 Planejamento para 2007: Supervisão do Adolescente e do Jovem: Finalizar o Projeto da Política de Adolescente – realizar em municípios pólos ( 3 ou 4 municípios) Finalizar o Projeto da Política de Adolescente – realizar em municípios pólos ( 3 ou 4 municípios) Fazer as capacitações da Atenção Básica com os recursos do Pólo – maio e junho Fazer as capacitações da Atenção Básica com os recursos do Pólo – maio e junho Implementação do POE ( Capacitação das equipes, realização da reforma física, compra dos equipamentos restantes) Implementação do POE ( Capacitação das equipes, realização da reforma física, compra dos equipamentos restantes) Continuar o trabalho da violência e do projeto de prevenção nas escolas Continuar o trabalho da violência e do projeto de prevenção nas escolas Ampliar o Projeto do UNICEF para mais municípios Ampliar o Projeto do UNICEF para mais municípios

19 Planejamento para 2007: Supervisão de Aleitamento Materno: –Realização de um seminário para definir as ações para essa área, especialmente para trabalhar com a atenção básica; –Ampliar o número de HAC –Realização da SEMAM e Jornada de Aleitamento Materno –Ampliação do número de bancos de leites

20 Planejamento para 2007: Supervisão de Alimentação e Nutrição –Projeto para a redução da desnutrição no semi-árido ( CABAN, Aleitamento Materno, supervisão dos programas e aquisição de equipamentos) –Supervisão e Acompanhamento dos programas nos demais municípios –Pesquisa de Vitamina A –Seminário SISVAN –Apoio a Conferência Estadual de Segurança Alimentar – 23 e 24 de Abril – Rio Poty Hotel –Apresentação e publicação da pesquisa de aleitamento –Semana Mundial da Alimentação –Elaboração do segundo boletim e material educativo –Apoiar o Programa FOME ZERO no Projeto Sabiá nos municípios

21 Coordenação de Atenção a Saúde da Criança e Adolescente Fones: (86) /


Carregar ppt "Coordenação de Atenção a Saúde da Criança e Adolescente – 2003 a 2006 Abril/ 2007 Secretaria Estadual da Saúde do Piauí – SESAPI."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google