A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AÇÃO CULTURAL RS. A Cultura no Programa do Envelhecimento Ativo A exemplo do que foi desenvolvido em 2007, poderão ser implementadas as seguintes atividades.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AÇÃO CULTURAL RS. A Cultura no Programa do Envelhecimento Ativo A exemplo do que foi desenvolvido em 2007, poderão ser implementadas as seguintes atividades."— Transcrição da apresentação:

1 AÇÃO CULTURAL RS

2 A Cultura no Programa do Envelhecimento Ativo A exemplo do que foi desenvolvido em 2007, poderão ser implementadas as seguintes atividades culturais:

3 1. Apresentação de Saraus Poéticos Musicais 2. Palestras e Recitais 3. Dança para a terceira idade 4.Audições musicais comentadas 5. Cursos artísticos pelo CDE 6. Disponibilidade de equipamentos no setor Braile da Biblioteca Pública do Estado para pessoas com limitação de visão 7. Programa Autor Presente:palestras de escritores sobre as suas respectivas obras. Público-Alvo beneficiado: público a partir de 65 anos

4 Instituições onde estão disponíveis as atividades e serviços culturais Casa de Cultura Mário Quintana Biblioteca Pública do Estado Discoteca pública Natho Henn Centro de Desenvolvimento da Expressão

5 Atividades para a terceira idade desenvolvidas pela Biblioteca Pública do Estado Atividades Rotineiras: Acesso à Leitura - Disponibilidade de equipamentos especiais Nos setores Braille, RS e de Pesquisa (Referência), encontram-se á disposição do público com baixa visão, especialmente idosos, equipamentos que permitem facilitar a leitura, ampliando a letra dos livros. São as lupas manuais, em diferentes formatos e tamanhos que são usadas individualmente, e a lupa eletrônica, equipamento que permite ampliar as letras dos livros em uma tela de TV. Em 2007 estes equipamentos foram utilizados por 68 pessoas.

6 Programa de Voluntariado Em parceria com o SESC, desde 2003 a Biblioteca Pública participa de um programa que capacita pessoas aposentadas a atuarem como voluntários em instituições. Atualmente a Biblioteca possui 6 voluntários, sendo três com mais de 65 anos, que atuam nos seguintes setores/serviços: 01 no setor Braille (atendimento ao público deficiente visual), 01 no setor de documentação do RS (realiza o recorte de jornais, pesquisando matérias sobre o Estado) e 01 no setor de processamento técnico, auxiliando na entrada de dados no computador.

7 Recitais / Saraus de Poesia A cada dois meses são realizados recitais de música, alguns intercalados com poesias, onde são convidados músicos e escritores – pessoas da comunidade -, com mais de 65 anos, para se apresentarem nestes eventos. Em 2007, tivemos a presença de 02 pianistas, 01 violinista e 01 acordeonista (todos com mais de 65 anos) e 12 escritores, que recitaram seus textos nos eventos. Foram realizados 04 recitais, com um total de público de 297 pessoas.

8 Bibliotecas de Bairros – Ações realizadas em 2007 Nas Bibliotecas de Bairro Leopoldo Bernardo Boeck (Jd. Sabará) e Prof. Romano Reif (IAPI), pessoas com mais de 65 anos doaram seu conhecimento, disponibilizando para a comunidade oficinas de ioga, música, pintura e cerâmica.Público atingido nas oficinas: 135 pessoas

9 Ações a serem implantadas em 2008: BIBLIOTECA PÚBLICA ESTADUAL e IEL: Realização de Concurso Literário para a terceira idade (parceria BPE-IEL-CORAG), com publicação dos textos vencedores; Promoção de palestras e oficinas específicas para esse público, objetivando manter a mente e o corpo saudável. MUSEU DE ARTES DO RS: – MARGS Atendimento especial e passeios culturais para terceira idade A partir de março de 2008 o Museu passa a oferecer atendimento especial para a terceira idade em todos os eventos promovidos pela Instituição. Entrando previamente em contato com o Núcleo de Extensão Cultural, os interessados podem agendar visitas guiadas especiais, com acesso e horários diferenciados, além de reservas em palestras e oficinas gratuitas.

10 A cada vernissage, o Museu estará preparado para receber os visitantes idosos até uma hora antes do início do evento, com atendimento e mediação exclusiva (este serviço também será oferecido de acordo com agendamento prévio). Os passeios culturais, promovidos pela Associação de Amigos do MARGS - AAMARGS - também serão realizados visando esta faixa de público. Viagens para Pelotas e Passo Fundo, para conferir a mostra Acervo do MARGS - Expressividade na Arte Brasileira, estão sendo organizadas para março e maio.

11 E mais uma edição do tradicional Passeio pelos pontos históricos de Porto Alegre, organizado também pela AAMARGS, deve ser realizado em breve, contando com a mediação e acompanhamento de um renomado historiador. SECRETARIA DA CULTURA: SETOR DE PROJETOS ESPECIAIS: Implantação de um programa de trabalho voluntário na área cultural.

12 Griôs Gaúchos Pessoas que possuem a base do conhecimento e transmissão de saberes sobre as ciências da vida Identificação: Trabalho voluntário na área cultural Beneficiados: Pessoas da terceira idade que, por sua experiência de vida,possuem base de conhecimento e capacidade de transmissão de saberes sobre as ciências da vida. São os doutores em ofícios diversos e grandes iniciadores das ciências da vida que possuem reconhecimento na comunidade a qual pertencem pelo trabalho empreendido e desenvolvido.

13 Segmentos envolvidos: artistas, atores, técnicos, músicos, intérpretes, especialistas e críticos de arte, apreciadores, amadores e profissionais simpatizantes com a prática do fazer cultural. Objetivos: Transmitir para as gerações futuras, conhecimentos, experiências, e práticas vivenciadas por pessoas de idade a partir de 65 anos que se disponham a concretizar a transmissão de seus saberes e conhecimentos acumulados,ao longo de sua trajetória, relacionados não só com a comunidade a que pertence como também com as experiências de vida que constituem sua bagagem profissional e cultural.

14 Desenvolvimento: Será disponibilizado em todos os setores dos segmentos culturais, 10 (dez) vagas em cada área para participação de trabalho voluntário de pessoas com idade a partir de 65 anos, detentoras de conhecimentos relativos às comunidades a que pertencem, às experiências de vida que possuem e à bagagem profissional e cultural acumulada. Público-Alvo: Considerados os 07 (sete) segmentos culturais trabalhados na área cultural do Estado, a saber: Artes Cênicas e Carnaval de Rua, Cinema e Vídeo, Música, Artes Visuais e Fotografia, Arte-Educação, Patrimônio Artístico-Cultural e Literatura, serão disponibilizadas 70(setenta) postos de atuação para trabalho.

15 Atuação da SEDAC em Capão da Canoa Mais Vida: Capão da Canoa – 20/01/2008 Programa do Governo do Estado do Rio Grande do Sul para a qualidade de vida dos idosos. Oficina de Pintura: Artista plástica Maria Lúcia Varnieri – 15 pessoas. Oficina de Literatura: Escritora Paula Simon – 20 pessoas. Audição Musical comentada: Pianista Silvio Corrêa – 20 pessoas.

16 Centro de Desenvolvimento da Expressão / POA Atividades / Ano 2008 (março) Atendimento ao Público do Programa Envelhecimento Ativo Cursos para adultos: a partir dos 16 anos, sem limite de idade. Média de 10 alunos por grupo.

17 PATCHWORK - criação e execução de peças em 2 ou 3 dimensões através do recorte, colagem e bordado, em tecido de algodão. Dias e Horários: quartas-feiras, das 14h às 17h. CHT: 40 h/aula Orientadora: Vera Callegari. TAPEÇARIA EM TEAR PENTE-LIÇO OU DE PREGOS - recursos básicos para o desenvolvimento da expressão pessoal no tear pente-liço ou de pregos noções da tecelagem na história e na atualidade. Dias e Horários: terças-feiras ou sextas-feiras, das 14h às 17h.CHT: 40 h/aula Orientadoras: Ana Blaya e/ou Lucília Kichalski

18 TAPEÇARIA DE RECORTE – composição livre com tecidos e fios variados na elaboração de painéis e peças utilitárias. Dias e Horários: segundas-feiras, das 14h às 17h. CHT: 40 h/aula Orientadora: Vera Becker. OFICINAS DE CERÂMICA – modelagem, queima e pintura. Diferentes técnicas. Dias e Horários: terças-feiras, das 09h às 12h e das 14h às 17h. CHT: 40h/aula. Orientador: Guilherme Streb XILO GRAVURA – gravação em madeira, entintagem e cópia. Dias e Horários: sextas-feiras, das 14h às 17h. CHT: 40h/aula Orientadora: Fabíola de Almeida

19 OFICINA MÚLTIPLA – desenho, pintura e modelagem. Diferentes técnicas e meios de expressão gráfico-plástica. Data: de 07 de março a 27 de junho Dias e Horários: sextas-feiras, das 14h às 17h. CHT: 51h/aula Orientadora: Luiza Coutinho OFICINA DE ORIGAMI - iniciação à linguagem, projetos iniciais e intermediários na técnica da dobradura de papel. Data: 07 de março a 28 de junho. CHT: 40 h/aula. Dias e Horários: sextas-feiras, das 14h30min às 17h.

20 VIDRO MOLDADO – modelagem e fusão em vidro com aplicação de tinta. Dias e Horários: segundas e sextas-feiras, das 9h às 11h30min. CHT: 40 h/a Orientadora: Carmem Seibert. CURSO BÁSICO DE TEATRO – desenvolvimento de exercícios práticos de expressão dramática. Dias e Horários: dias em estudo, das 17h às 19h. CHT: 40 Orientador: Gyan Celah.

21 OFICINA ESCRITA – experiência individual de expressão escrita como atividade criativa e instigante à leitura. Dias e Horários: (dias em estudo) das 14 às 16h. Orientadora: Vera Stracke Em 2007, 40 pessoas, com mais de 65 anos, participaram dos cursos no CDE. Endereço: Av. Ipiranga, 389


Carregar ppt "AÇÃO CULTURAL RS. A Cultura no Programa do Envelhecimento Ativo A exemplo do que foi desenvolvido em 2007, poderão ser implementadas as seguintes atividades."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google