A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia."— Transcrição da apresentação:

1 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia

2 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Logomarca – Modelo 1

3 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Logomarca – Frontal e Superior

4 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia PROGRAMA ESTADUAL MEDICAMENTO EM CASA Julho

5 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia HistóricoHistórico Viagem a Brasília Viagem a Brasília Viagem ao RJ e Diadema Viagem ao RJ e Diadema Seminário sobre o Programa MedCasa Seminário sobre o Programa MedCasa Formação da equipe técnica; Formação da equipe técnica; Viagem da Equipe ao RJ Viagem da Equipe ao RJ Reuniões semanais para elaboração do projeto Reuniões semanais para elaboração do projeto Definição dos custos, municipios, UBS, etc Definição dos custos, municipios, UBS, etc

6 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Equipe técnica Assistência Farmacêutica Assistência Farmacêutica Gisélia Santana Gisélia Santana Lindemberg Assunção Lindemberg Assunção Robério Barros Robério Barros Giovanna Santana Giovanna Santana CEDEBA CEDEBA Reine Reine Marcelo Tavares Marcelo Tavares Correios: Agnaldo Correios: Agnaldo Auditoria: Geraldo Auditoria: Geraldo Atenção Básica: Graça e Luciano Atenção Básica: Graça e Luciano DMA – Rodrigo DMA – Rodrigo

7 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Medicamento em Casa-Bahia 1-Política de Assistência Farmacêutica O PROGRAMA MEDICAMENTO EM CASA FAZ PARTE DA POLÍTCA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA DO ESTADO 2. Formalização da inserção no organograma da Superintendência; 3. Formalização da equipe técnica através de portaria;

8 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia O que é ? é a entrega domiciliar de medicamentos a pacientes do Sistema Único de Saúde para hipertensos e diabéticos em controle da doença, cadastrados nas Unidades de Saúde do município

9 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia JUSTIFICATIVAS / VANTAGENS Humanização do SUS; Faz parte de uma Política Estruturante de AF; Descongestionamento da porta de entrada das unidades; Diminuição do abandono de tratamento; Beneficiados: HIPERTENSOS/ DIABÉTICOS/Mulher idade fértil do programa planejamento familiar; Comodidade do paciente, especialmente, os idosos, deficientes físicos, etc.

10 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia 3 – Potencialidades do Programa Induzir a política de produção de medicamentos Induzir a política de produção de medicamentos Indução de uma política estruturante dos Serviços de Saúde Indução de uma política estruturante dos Serviços de Saúde Formação de Recursos Humanos Formação de Recursos Humanos Desenvolvimento de pesquisa Desenvolvimento de pesquisa Pode servir de modelo para o MS Pode servir de modelo para o MS

11 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Adesão do gestor municipal - Termo de Compromisso. Homologação do Pacto Estadual mediante os parâmetros recomendados pela Coordenação Estadual. Adesão do município ao SISHIPERDIA. Implantação e implementação do SISHIPERDIA nas unidades de saúde da área adscrita tendo um percentual mínimo de 30% dos pacientes cadastrados e acompanhados no Sistema. CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: Município/Distrito Sanitário/UBS:

12 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: Município/Distrito Sanitário/UBS: Consonância com a Política Estadual de Assistência Farmacêutica com prestação de contas em situação regular conforme Portaria 2084/GM. Escolha dentro do município/Distrito Sanitário as unidades básicas de saúde - UBS que tenham cobertura de Programa de Agente Comunitário de Saúde e Programa de Saúde da Família. Garantia da realização de glicemias capilares nas unidades de saúde como rotina de serviço.

13 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Garantia de esfignomanômetros com manguitos para as diferentes faixas etárias (crianças, adultos) e obesos assegurando a calibração dos referidos aparelhos de acordo com o Protocolo da SBH. Garantia da HEMOGLOBINA GLICOSILADA como marcador de controle glicêmico dos pacientes, que estarão recebendo os medicamentos em casa, conforme critérios estabelecidos no Protocolo Clínico. CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: Município/Distrito Sanitário/UBS:

14 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: Município/Distrito Sanitário/UBS: Garantia da disponibilização de materiais educativos ao público-alvo e familiares: utilização correta de medicamentos, folder de orientação sobre o uso racional de medicamento. Realização de sessões educativas nas UBS, tendo com público-alvo diabéticos, hipertensos, familiares ou responsáveis conforme programação e pactuação municipal. Disponibilizar o serviço um núcleo de acompanhamento farmacoterapêutico contemplando as práticas de atenção farmacêutica e farmacovigilância.

15 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Organização e resolubilidade dos encaminhamentos para os serviços de média e alta complexidade, mediante necessidade clínica do diabético e hipertenso, obedecendo os critérios de atendimento destes serviços. Existência de laboratório clínico ou possibilidade de encaminhamento para os locais de referência que realizemos exames laboratoriais periódicos de controle do diabetes e hipertensos. Assegurar o reagendamento às consultas nas UBS. Disponibilidade de internet na UBS ou em local específico para o cadastramento dos pacientes através de software cedido pela SESAB CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: Município/Distrito Sanitário/UBS:

16 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: PERFIL DOS RECURSOS HUMANOS Prescritores já capacitados para prestar assistência ao paciente com diabetes mellitus e hipertensão arterial, assim como, participantes das reuniões de atualização científicas promovidas pelo Centro de Referência. Profissionais capacitados para utilização dos PROTOCOLOS CLÍNICOS vigentes (atenção básica, Ministério da Saúde e Recomendações das Sociedades Brasileira de Diabetes e Hipertensão).

17 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: PERFIL DOS RECURSOS HUMANOS Realização de visitas domiciliares sistematizadas aos diabéticos e hipertensos, com freqüência mensal, pelos Agentes Comunitários de Saúde. Profissional de nutrição como referência para assistir diabéticos e hipertensos que necessitem de consulta específica no D.S/UBS. Farmacêutico responsável na UBS onde houver o Programa de Medicamento em Casa

18 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: PERFIL DOS PACIENTES DIABÉTICOS E HIPERTENSOS PARA O RECEBIMENTO DOMICILIAR DE MEDICAMENTO Diagnóstico confirmado de diabetes tipo 2 e/ou hipertensão arterial independente da idade, sexo ou cor. Encontrar-se em fase estável do tratamento. Ser matriculado na UBS e cadastrado no SISHIPERDIA. Ter assiduidade às consultas (médicas, enfermagem e nutrição) nas UBS conforme especificado no Protocolo Clínico – ADERÊNCIA AO TRATAMENTO.

19 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Prioridades para: Pacientes idosos 60 anos de idade de acordo com a Lei nº de 1.º de outubro de 2003 Pacientes com limitações físicas:amputação de MMII, diminuição da acuidade visual ou cegueira. Pacientes diabéticos com distúrbios mentais com laudo médico.

20 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Prioridades para: - - Pacientes diabéticos que moram sozinhos e/ou acompanhados mas vivem da caridade pública: desempregados sem renda mensal. - - Pacientes diabéticos e hipertensos em idade produtiva que tem dificuldade de afastamento no trabalho para recebimento de medicamentos.

21 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia CRITÉRIOS DE EXCLUSÃO Pacientes diabéticos em insulinoterapia plena (insulino-requerentes ou dependentes). Pacientes que faltarem ao agendamento de 2 consultas implicando na continuidade do tratamento. Pacientes que necessitem de ajuste do tratamento por descompensação clínica (poderá ser retirado, temporariamente).

22 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia FASE DE MANUTENÇÃO (CRITÉRIOS TÉCNICOS) Níveis pressóricos estáveis de acordo com a média das 3 últimas aferições em consultas subseqüentes que não necessite de intervenção terapêutica imediata e/ou Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA) com médias de pressão arterial sistólica (PAS) e pressão arterial diastólica (PAD) considerados normais. Pacientes com glicemias de jejum médias nas 3 (três) últimas consultas: 126 mg/dl ou glicemia pós prandial 160 mg/dl que não necessitem de intervenção terapêutica imediata ou HbA1C dentro dos limites da normalidade ou até 8 %.

23 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia CONSIDERAÇÕES PARA O PROGRAMA MEDICAMENTO EM CASA CONSIDERAÇÕES PARA O PROGRAMA MEDICAMENTO EM CASA

24 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Ética na prescrição eletrônica (aprovada pelo Conselho Federal de Medicina/CRM) Inclusão de Estatina e AAS 100mg para prevenção primária?: Diabéticos tipo 2 40 anos com colesterol total 200 mg/dl e/ou LDL - colesterol 100 mg/dl Hipertensos com colesterol total 240 mg/dl e/ou LDL - colesterol 120 mg/dl.

25 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Busca ativa de faltosos em 2 (duas) consultas subseqüentes. Pacientes contemplados pelo programa assistidos no Centro de Referência de Diabetes e Endocrinologia – SESAB/CEDEBA poderão constituir um grupo de controle técnico com avaliações de Pressão arterial através a MAPA e HbA1C a cada seis meses (avaliam o impacto metabólico do projeto).

26 Distribuição dos Medicamentos

27 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Macrofluxo Processo Industrial Transporte consolidado Produção de material Postos de Saúde Processo Logístico da ECT Recebiment o Preparação de pedidos Armazenage m Expedição Entrega Domicilia r

28 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Administração de pedidos / atendimento ao cliente Estoque e atendimento de pedidos (fulfillment) Transporte de abastecimento Recebimento e conferência Estocagem de insumos, manufaturas e componentes AbastecimentoDistribuição Estocagem de produtos Gestão de inventários Preparação de pedidos Etiquetagem e embalagem Expedição Preparação de promoções Transporte de distribuição Transporte de retorno (logística reversa) Rastreamento (tracking) Exportação Gerenciamento de pedidos Emissão de documentação de entrega Gestão de cobranças Atendimento ao consumidor Planejamento / gerenciamento da logística integrada

29 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Visita aos 4 municípios da primeira fase Visita aos 4 municípios da primeira fase Discussão com os Secretários de Saúde e equipes técnicas; Discussão com os Secretários de Saúde e equipes técnicas; Correios definição do espaço físico e de valores de contrato( Formatação do Contrato); Correios definição do espaço físico e de valores de contrato( Formatação do Contrato); Inclusão do Planejamento Familiar na fase final do projeto; Inclusão do Planejamento Familiar na fase final do projeto; Inclusão do novo diretor da DMA no projeto; Inclusão do novo diretor da DMA no projeto; Formação da equipe nos municípios e escolha das unidades básicas( infra-estrutura); Formação da equipe nos municípios e escolha das unidades básicas( infra-estrutura); Finalização da Formatação do termo de compromisso; Finalização da Formatação do termo de compromisso; Formatação do aditivo do contrato dos correios; Formatação do aditivo do contrato dos correios; Apresentação do projeto as entidades CRF, CREMEB, SINDIFARMA, Apresentação do projeto as entidades CRF, CREMEB, SINDIFARMA, Elaboração da logomarca; Elaboração da logomarca; Situação atual

30 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia CRONOGRAMA SEMANA 3 a 6 de Julho Visita do novo Diretor da DMA ao Rio de Janeiro para transferência do software; Visita do novo Diretor da DMA ao Rio de Janeiro para transferência do software; Visita técnica da DAB, DMA, CEDEBA, PF aos municípios para avaliação das equipes e infra- estrutura das Unidades definidas; Visita técnica da DAB, DMA, CEDEBA, PF aos municípios para avaliação das equipes e infra- estrutura das Unidades definidas; Finalização do termo de compromisso com os municípios Finalização do termo de compromisso com os municípios Correios: definição e estruturação do local de distribuição; Correios: definição e estruturação do local de distribuição; Levantamento do orçamento das caixas de papelão no Rio e Brasília; Levantamento do orçamento das caixas de papelão no Rio e Brasília; Fechamento dos orçamentos com os correios, fornecedores Fechamento dos orçamentos com os correios, fornecedores

31 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia Cronograma Semana 9 – 10 de Julho Treinamento das equipes nas ferramentas dos programas(HIPERDIA, SOFTWARE); Treinamento das equipes nas ferramentas dos programas(HIPERDIA, SOFTWARE); Contato com os prováveis patrocinadores (CEF, BB, PETROBRÁS); Contato com os prováveis patrocinadores (CEF, BB, PETROBRÁS); Acompanhamento da estruturação das unidades de saúde para o programa; Acompanhamento da estruturação das unidades de saúde para o programa;

32 GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia PREVISÃO DE INÍCIO AGOSTO DE 2007 CAMAÇARI – 3 UNIDADES CAMAÇARI – 3 UNIDADES Novo horizonte Novo horizonte Parque Florestal Parque Florestal LAURO DE FREITAS – 3 UNIDADES LAURO DE FREITAS – 3 UNIDADES Areia Branca Areia Branca Irmã Dulce Irmã Dulce Espaço Cidadão Espaço Cidadão SALVADOR - a definir SALVADOR - a definir MADRE DE DEUS – a definir MADRE DE DEUS – a definir


Carregar ppt "GOVERNO DA BAHIA Secretaria de Saúde do Estado da Bahia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google