A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desenho Mecânico I Aulas 1 Fernando. Aula 1 TEORIA DO DESENHO PROJETIVO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desenho Mecânico I Aulas 1 Fernando. Aula 1 TEORIA DO DESENHO PROJETIVO."— Transcrição da apresentação:

1 Desenho Mecânico I Aulas 1 Fernando

2 Aula 1 TEORIA DO DESENHO PROJETIVO

3 Normas ABNT NBR – DESENHO TÉCNICO – NORMA GERAL, cujo objetivo é definir os termos empregados em desenho técnico. NBR – APRESENTAÇÃO DA FOLHA PARA DESENHO TÉCNICO, que normaliza a distribuição do espaço da folha de desenho. NBR – DESENHO TÉCNICO – DOBRAMENTO DE CÓPIAS. NBR 8402 – EXECUÇÃO DE CARACTERES PARA ESCRITA EM DESENHOS TÉCNICOS. NBR 8403 – APLICAÇÃO DE LINHAS EM DESENHOS – TIPOS DE LINHAS – LARGURAS DAS LINHAS NBR10067 – PRINCÍPIOS GERAIS DE REPRESENTAÇÃO EM DESENHOTÉCNICO NBR 8196 – DESENHO TÉCNICO – EMPREGO DE ESCALAS NBR – REPRESENTAÇÃO DE ÁREA DE CORTE POR MEIO DEHACHURAS EM DESENHO TÉCNICO NBR10126 – COTAGEM EM DESENHO TÉCNICO NBR8404 – INDICAÇÃO DO ESTADO DE SUPERFÍCIE EM DESENHOS TÉCNICOS NBR 6158 – SISTEMA DE TOLERÂNCIAS E AJUSTES NBR 8993 – REPRESENTAÇÃO CONVENCIONAL DE PARTES ROSCADASEM DESENHO TÉCNICO NBR – FOLHA DE DESENHO LAY-OUT E DIMENSÕES, cujo objetivo é padronizar as dimensões das folhas utilizadas na execução de desenhos técnicos e definir seu lay-out com suas respectivas margens e legenda. Teoria do Desenho Projetivo

4 Formato do Papel Os tamanhos das folhas seguem os Formatos da série A, e o desenho deve ser executado no menor formato possível, desde que não comprometa a sua interpretação. As folhas podem ser utilizadas tanto na posição vertical como na posição horizontal. A4 Teoria do Desenho Projetivo

5 Dobramento de folha deitada Dobramento dos desenhos NBR Dobramento de folha em pé

6 Legenda A legenda deve ficar no canto inferior direito nos formatos A3,A2, A1 e A0, ou ao longo da largura da folha de desenho no formato A4. A legenda consiste de : 1 - título do desenho 2 - número 3 - escala 4 - firma 5 - data e nome 6 - descrição dos componentes: - quantidade - denominação - peça - material, normas, dimensões Teoria do Desenho Projetivo Distribuição dos espaços na folha

7

8 Escala NBR 8196/1983 (DIN 823) Escala é a proporção definida existente entre as dimensões de uma peça e as do seu respectivo desenho. O desenho de um elemento de máquina pode estar em: - escala natural 1 : 1 - escala de redução 1 : 5 - escala de ampliação 2 : 1 1 : 5 Medida do desenhoMedida real da peça 1 2 Teoria do Desenho Projetivo

9 Linhas A linhas de qualquer desenho devem ser feitas todas a lápis, ou a nanquim, uniformemente negras, densas e nítidas. São necessárias três espessuras de linhas: grossa, média e fina. A grossa de espessura livre, a média metade da espessura da grossa e a fina com metade da espessura da média. Teoria do Desenho Projetivo

10

11 Definição de desenho técnico O desenho técnico é uma forma de expressão gráfica que tem por finalidade representar forma, dimensão e posição de objetos. É a capacidade de visualizar mentalmente um objeto tridimensionalmente baseando-se em projeções ortogonais bidimensionais. Visão espacial Teoria do Desenho Projetivo

12 Eixo de transmissão Teoria do Desenho Projetivo

13 Nos desenhos projetivos, a representação de qualquer objeto ou figura é feita por sua projeção sobre um plano. Os raios projetantes tangenciam o retângulo e atingem o plano de projeção formando a projeção resultante. Os raios projetantes, são paralelos e perpendiculares (Projeção Ortogonal do grego ortho = reto + gonal = ângulo), A projeção resultante representa a forma e a verdadeira grandeza do retângulo projetado. Das projeções ortogonais surgem as seguintes conclusões: Toda superfície paralela a um plano de projeção se projeta neste plano exatamente na sua forma e em sua verdadeira grandeza, conforme mostra a Figura A Figura 2 mostra que quando a superfície é perpendicular ao plano de projeção, a projeção resultante é uma linha. As arestas resultantes das interseções de superfícies são representadas por linhas, conforme mostra a figura 3 Teoria do Desenho Projetivo Projeção ortogonal

14 Como utilizar projeções ortogonais? Cilindro Paralelepípedo Prisma de base triangular Como os sólidos são constituídos de várias superfícies, as projeções ortogonais são utilizadas para representar as formas tridimensionais através de figuras planas. Teoria do Desenho Projetivo

15 Os desenhos resultantes das projeções nos planos vertical e horizontal resultam na representação do objeto visto por lados diferentes e as projeções resultantes, desenhadas em um único plano, conforme mostra figura 1 representam as três dimensões do objeto. Os desenhos mostrados na Figura 1 também correspondem às projeções do prisma triangular desenhado na Figura Duas vistas, apesar de representarem as três dimensões, podem não ser suficientes para representar a forma do objeto desenhado. Teoria do Desenho Projetivo

16 Rebatimento direto da peça no mesmo plano Mais uma vez se conclui que duas vistas, apesar de representarem as três dimensões do objeto, não garantem a representação da forma da peça. Teoria do Desenho Projetivo

17 A representação das formas espaciais é resolvida com a utilização de uma terceira projeção. Teoria do Desenho Projetivo Três vistas dos desenhos mostrados anteriormente S F L

18 Representação por diedros Método europeu Método americano 1º diedro 3º diedro

19 Representação em seis planos no 1 diedro

20 1º Diedro3º Diedro

21 Frontal Superior Lateral

22 Exercício 1 Folha A4 Fazer margens Legenda com Nome, identificação do exercício, turma, data 3 vistas ortogonais em (mm), escala, diedro. A B Desenho está em cm


Carregar ppt "Desenho Mecânico I Aulas 1 Fernando. Aula 1 TEORIA DO DESENHO PROJETIVO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google