A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profa. Germana Parente Neiva Belchior UNIDADE IV – ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Agosto / 2011 ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO CEARÁ

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profa. Germana Parente Neiva Belchior UNIDADE IV – ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Agosto / 2011 ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO CEARÁ"— Transcrição da apresentação:

1 Profa. Germana Parente Neiva Belchior UNIDADE IV – ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Agosto / 2011 ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO CEARÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO Disciplina: Seminário de Integração, de Motivação e de Pesquisa Científica

2 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA 1. O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO? - É um trabalho completo em si mesmo, que trata de um tema verdadeiramente científico. Apesar de resumido, obedece à mesma estrutura de qualquer trabalho científico em geral (monografia, dissertação, tese, dentre outros). - Apresenta o resultado de um estudo ou pesquisa, diferenciando-se dos outros tipos de trabalhos científicos por sua reduzida dimensão e conteúdo, além da delimitação temática. - Constitui a parte principal de revistas e periódicos especializados, além de poder ser um capítulo de livro, tratando-se de coletânea. - Como se trata de uma pesquisa, deve-se ter um projeto, com a fixação dos métodos, problematização, justificativa, objetivos, etc.

3 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA 2. A ESTRUTURA DE UM ARTIGO CIENTÍFICO - O primeiro ponto que deve ser observado são as regras da revista ou concurso para onde se deseja enviar o artigo. Geralmente, tem-se um edital ou outro documento que estabelece as normas para publicação, como: temática, número de linhas, estrutura, etc. Mas algo é sempre obrigatório: o cumprimento das regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT que estabelecem o parâmetro oficial obrigatório no Brasil para todos os envolvidos em trabalhos científicos e acadêmicos. - Será analisada cada parte do artigo, seguindo a formatação do Conselho Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Direito – CONPEDI, que promove o maior encontro de pós-graduação e pesquisa em Direito no Brasil – – SISTEMA PUBLICADIREITO.

4 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA - Em geral, o artigo deve conter: TÍTULO; NOME DO AUTOR E TITULAÇÃO; RESUMO; PALAVRAS-CHAVE; INTRODUÇÃO; DESENVOLVIMENTO; CONCLUSÃO; REFERÊNCIAS.

5 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA 1 – Título do artigo Coloca-se em português e, logo abaixo, em alguma língua estrangeira. Vincular bem ao Grupo de Trabalho - GT. 2 – Autoria e titulação De acordo com as novas regras do CONPEDI (Sistema PublicaDireito), os trabalhos não são identificados. 3 – Resumo É a última parte que deve ser feita em um artigo. Deve conter: exposição geral da temática, problematização (qual o problema?), justificativa (qual a importância?), objetivo geral (investigar..?), metodologia, hipóteses ou conclusão. A ideia é que com o resumo já se tenha uma noção geral da sua pesquisa. Deve ser composto de uma sequência de frases concisas, afirmativas e não de numeração de tópicos e deve ter um parágrafo único. O verbo deve ser na voz ativa e na terceira pessoa do singular, mesmo que o trabalho seja em primeira pessoa do plural. Uma dica: pegar frases relevantes da introdução e conclusão. De acordo com as regras do CONPEDI, deve ter, no mínimo, 100 palavras. Sugestão: máximo de 300 palavras. Incluir parte da emenda do GT. Também deve ser feito em outro idioma (abstract, resumé..., etc)

6 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA 5 – Introdução Deve conter uma exposição geral da temática, delimitação, problematização (qual o problema?), justificativa (qual a importância da pesquisa?), objetivo geral (é investigar o que?), hipótese e metodologia. Não enumera. 6 – Desenvolvimento É o corpo do artigo propriamente dito. Deve ser feito em tópicos - 1, 2, 3 [...] 1.1, 1.2 [...] - segundo a temática. Uma dica é fazer uma minuta de sumário, uma espécie de roteiro (esqueleto), antes de começar a desenvolver suas ideias. 4 – Palavras-chave Retratam a temática do artigo. É como se fosse uma ementa. De acordo com as regras do CONPEDI, deve ter, no mínimo, 3 palavras. Sugestão: máximo de 5, organizadas segundo a importância, apesar de a ABNT não abordar o tema. Da mesma forma, deve ser também em outro idioma. Também vincular à ementa do GT.

7 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA 7 – Conclusão Levantamento das conclusões. Pode ser substituída por considerações finais, que é quando não se consegue chegar a uma conclusão propriamente dita. Não enumera, como a introdução Não deve ser muito longa e trata de recompor, objetivamente, o resultado da pesquisa. É interessante colocar aqui qual a importância do trabalho para a academia. Fazer uma reflexão crítica também, principalmente no âmbito de pós-graduação. 8 – Referências Inicialmente, vale diferenciar referências (que é tudo o que foi citado no desenvolvimento) e bibliografia (que é tudo o que foi pesquisado em geral, mesmo não sendo citado). As referências devem ser constituídas por todas as obras citadas no artigo e devem ser listadas de acordo com a norma ABNT-NBR-6023/2002, seja como citação direta, indireta, ou em nota de rodapé. Não enumera também. Todas as citações do trabalho do CONPEDI são convertidas no sistema como nota de fim.

8 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA 9 - Outras orientações importantes - O trabalho deve possuir de 15 a 30 laudas no formato word (A4, posição vertical; Fonte: Times New Roman; Corpo: 12; Alinhamento: Justificado, sem separação de sílabas; Entre linhas: Espaçamento um e meio; Parágrafo: 1,5 cm; Margem: superior e esquerda - 3 cm; Inferior e direito - 2 cm); - Os trabalhos serão recepcionados de 08 de agosto de 2011 a 03 de outubro de 2011 pelo método do duplo blind peer review que possibilita a análise inominada dos artigos, garantindo segurança tanto para o(s) autor(es), quanto para os avaliadores. Esse método ainda exige a avaliação do artigo por dois ou mais avaliadores. - IMPORTANTE: O número de página poderá sofrer alteração quando for efetuada a conversão para a plataforma PublicaDireito de recebimento de trabalho. Por isso, a sugestão é de que o trabalho seja de 20 a 35 páginas no word.

9 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA - Os trabalhos poderão ser escritos em co-autoria, no entanto, a publicação nos Anais depende da associação (anuidade de 2011 em dia) de todos os autores ao CONPEDI antes do envio do artigo. - Os trabalhos poderão ser escritos em co-autoria, no entanto, a publicação nos Anais depende da associação (anuidade de 2011 em dia) de todos os autores ao CONPEDI antes do envio do artigo. - O pagamento da inscrição para participar do evento pode ser efetuado após a data de divulgação dos trabalhos aprovados. A comissão, no entanto, não garante inscrições além do limite de vagas disponíveis para o evento. - Somente serão admitidos trabalhos com até 2 (dois) autores. É o mesmo peso (em termos de título) para os dois. - Cada autor poderá submeter até 02 (dois) trabalhos para a apresentação no evento desde que seja para GTs diferentes. Caso um autor envie mais de um trabalho para o mesmo GT, ambos por ele enviados serão desconsiderados.

10 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA - Serão selecionados para apresentação somente os 20 (vinte) melhores trabalhos ou aqueles que tiverem a mesma nota do último colocado de cada GT submetidos. Ao analisar os outros encontros do CONPEDI, percebe-se que são selecionados até 25 trabalhos ao total por GT. - O(s) autor(es) que submeter (em) o mesmo trabalho (com o mesmo título e conteúdo) a mais de um GT terá ambos os trabalhos excluídos da possibilidade de análise pelos avaliadores. O avaliador analisa os trabalhos considerando: 1) estrutura; 2) clareza no desenvolvimento do tema; 3) aderência com o Grupo de Trabalho escolhido; 4) profundidade do tema proposto, com nível compatível a trabalho de pós-graduação em Direito. Verificar as ementas dos GTs no site do CONPEDI!! - O avaliador analisa os trabalhos considerando: 1) estrutura; 2) clareza no desenvolvimento do tema; 3) aderência com o Grupo de Trabalho escolhido; 4) profundidade do tema proposto, com nível compatível a trabalho de pós-graduação em Direito. Verificar as ementas dos GTs no site do CONPEDI!!

11 DISCIPLINA: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO, DE MOTIVAÇÃO E DE PESQUISA CIENTÍFICA - Uma boa pesquisa só se faz com o auxílio de um orientador. Como ele tem mais experiência naquela área, irá mostrar caminhos que o pesquisador ainda não tem capacidade de constatar sozinho. Busque um orientador acessível e que tenha um perfil de pesquisador A importância do orientador - Lembre-se de que, como toda relação na vida, tem que ocorrer uma química intelectual, mas isso não significa que o orientando terá que concordar com todas as ideias do orientador. O trabalho é seu, mas o orientador é co-responsável pelo resultado. - O ideal é que se tenha dois orientadores: um de conteúdo e outro de metodologia científica.


Carregar ppt "Profa. Germana Parente Neiva Belchior UNIDADE IV – ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Agosto / 2011 ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO CEARÁ"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google