A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PSQ – Uma Evolução Eng. Silvia Regina C. S. Marcon Ass. Técnica e da Qualidade da Anicer 35º Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PSQ – Uma Evolução Eng. Silvia Regina C. S. Marcon Ass. Técnica e da Qualidade da Anicer 35º Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha."— Transcrição da apresentação:

1 PSQ – Uma Evolução Eng. Silvia Regina C. S. Marcon Ass. Técnica e da Qualidade da Anicer 35º Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha

2 PSQ? Ligado ao Ministério das Cidades, o PBQP-Habitat se propõe a organizar o setor da construção civil em torno de duas questões: a melhoria da qualidade do habitat e a modernização produtiva. Em articulação com as entidades representativas do setor, o PBQP-Habitat estimula os fabricantes de materiais a elaborar Programas Setoriais de Qualidade (PSQs). Atualmente, 26 (vinte e seis) materiais e componentes já contam com seus próprios PSQs. ANTES, VAMOS CONHECER O PBQP-H... Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat

3 Os PSQs são elaborados, discutidos e implementados pelo setor produtivo, com a coordenação de uma entidade ou associação representativa de abrangência nacional (Anicer). O PBQP-Habitat aprova e apóia os PSQs, garantindo a articulação institucional necessária para que os agentes financiadores e os compradores governamentais exerçam seu poder de compra como indutores do processo de qualidade. PSQ – PROGRAMA SETORIAL DA QUALIDADE

4 A melhor maneira de prever o futuro é inventá-lo.

5 OBJETIVOS DO NOSSO PSQ O PSQ-CERÂMICA VERMELHA TEM COMO OBJETIVOS: Revisão do parâmetros normativos – NBR :2005 e Portaria 127 do Inmetro (concluídas em 2005). Elevar a imagem do setor e do produto cerâmico. Valorizar e divulgar as empresas que fabricam produtos conforme as Normas Técnicas. Combater a não-conformidade intencional nas revendas com ações específicas e dirigidas.

6 INÍCIO DO PSQ-BC Revisão das Normas de Blocos e de Telhas – 2001 a 2005 Adesão da Anicer ao PBQP-H – set/2002 Aprovação do Texto Matriz do PSQ-Blocos Cerâmicos – março/2004

7 QUANTOS ÉRAMOS NO ENCONTRO DE Adesão 23 Empresas 11 Sindicatos em 10 Estados 14 Laboratórios 2 Empresas Qualificadas

8 NORMATIVAS EXISTENTES Nova Norma de Blocos NBR 15270:2005 (então recém publicada) Portaria 127/05 – em vigor a partir de out/05

9 QUANTOS SOMOS EM 2006 Adesão 33 Empresas 23 Sindicatos em 18 Estados 17 Laboratórios 6 Empresas Qualificadas

10 Nova Norma de Telhas NBR 15310:2005 a partir de dez/05 NORMAS EXISTENTES Inovações para o conceito Modelo de Telha Definições Técnicas de desempenho Voltada para nosso consumidor final

11 Que haja transformação, e que comece comigo.

12 AS EMPRESAS QUALIFICADAS SELECTA - ESTRUTURAL BLOCOS E TELHAS LTDA. Itú - SP - NÍVEL 3 CERÂMICAS BRAÚNAS / CERÂMICA MARBETH LTDA. Belo Horizonte - MG - NÍVEL 3 CERÂMICA CITY LTDA. Cesário Lange - SP - NÍVEL 2

13 CERÂMICA GGP – IND. JOSÉ VICENTE SESTO LTDA. Paraíba do Sul - RJ - NÍVEL 2 CERÂMICA ARGIBEM LTDA. Três Rios - RJ - NÍVEL 2 CERÂMICA PORTO VELHO LTDA. Três Rios - RJ - NÍVEL 2 AS EMPRESAS QUALIFICADAS

14 QUEM SOMOS?

15

16

17 NOSSOS APOIOS TÉCNICOS Laboratórios CE – 1 PI – 1 MG – 2 RJ – 1 SP – 9 SC – 1 RS – 2

18 Não hesite em dar um grande passo, caso ele seja recomendável, pois é impossível atravessar um abismo com dois saltos pequenos.

19 UM PASSO A FRENTE Objetivo do PSQ: Combater a não-conformidade intencional nas revendas com ações específicas e dirigidas. POR QUE COMBATER? A valorização dos nossos produtos passa por mantê-los competitivos, com regras claras e custo compatível. Cumprir essas regras permite ao setor ter uma isonomia competitiva, ou seja, Combater a competição desleal fortalece o SEU PRODUTO

20 FORMAS DE COMBATE Portaria 127/05 do Inmetro Ações de conscientização – FOCO NO CLIENTE: revendas, construtores e venda direta EXISTE ALGO MAIS A OFERECER? AÇÃO CONCRETA DO PSQ: COMBATE À NÃO-CONFORMIDADE INTENCIONAL NA REVENDA

21 O PAPEL DO PSQ-BLOCOS CERÂMICOS E DA ANICER A COMPETIÇÃO DESLEAL DEVE SER COMBATIDA DENTRO DE NOSSAS FÁBRICAS O PSQ TEM OS MEIOS E AS OPORTUNIDADES PARA REALIZAR ESSE COMBATE NAS REVENDAS VEJA COMO: O PAPEL DE CADA UM DE NÓS

22 DESIGNAÇÃO DOS RECURSOS Percentual do Fundo 1 - AÇÕES DE COMBATE À NÃO CONFORMIDADE NAS REVENDAS, POR ESTADO. 20% 2- AÇÕES DE COMBATE À NÃO CONFORMIDADE INTENCIONAL NAS REVENDAS NOS ESTADOS COM NÚMERO INSUFICIENTE DE ADESÕES 10% 3- FUNDO PARA AÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO (Apoio a eventos, cursos, treinamentos e despesas decorrentes) POR ESTADO. 5% 4- MATERIAIS DE DIVULGAÇÃO (como selos de participação, revista, cartazes, folders e outros). 15% 5- CUSTOS ADMINISTRATIVOS de gerenciamento interno e manutenção do programa. 30% 6- GERENCIAMENTO EXTERNO de Empresa e equipe técnica. 20%

23 Na Adesão ao PSQ é paga uma taxa anual, e 35% desse valor é direcionado a ações de combate à não- conformidade intencional e a ações de sensibilização, no seu e em outros estados O PAPEL DO PSQ - BC Onde o número de Adesões permite, a Anicer vem fechando parcerias com os laboratórios ligados ao PSQ de forma a viabilizar a coleta e a análise de blocos em revendas, indicadas pelo Sindicato do Estado, por meio dos respectivos Coordenadores Estaduais (representantes do PSQ em cada unidade da Federação)

24 A EXPERIÊNCIA DO RIO DE JANEIRO - Indicação pelos Sindicatos das revendas e do tipo de bloco, através do Coordenador Estadual - Disponibilidade financeira para realização do combate - Acordo com o Laboratório do Estado - Coleta e ensaios pelo Laboratório

25 A EXPERIÊNCIA DO RIO DE JANEIRO - Coleta de blocos de vedação 9 x 19 x 19 em Volta Redonda e Petrópolis (3 revendas em cada cidade) - Obtidos blocos de 9 Cerâmicas diferentes - Priorizados os ensaios dimensionais

26 A EXPERIÊNCIA DO RIO DE JANEIRO RESULTADO TODOS OS BLOCOS REPROVADOS JÁ NO DIMENSIONAL

27 A EXPERIÊNCIA DO RIO DE JANEIRO - Dimensões básicas: altura e comprimento com dimensões fora da especificação - Todas as espessuras (parede e septo) reprovadas por estarem menores que o especificado - Os desvios de esquadro chegaram a marcar 7mm (máx. 3mm) - BLOCOS SEM IDENTIFICAÇÃO DO FABRICANTE E SUAS DIMENSÕES (mais da metade das cerâmicas...)

28 A EXPERIÊNCIA DO RIO DE JANEIRO Contato com órgãos competentes conforme Texto Matriz do PSQ – Anamaco e Inmetro/Ipem - Únicas medidas 100% aprovadas: largura e planeza das faces Pra não dizer que tudo estava ruim... Fase Atual: Contato com as fábricas e revendas avaliadas para conhecimento dos resultados e divulgação do Programa da Qualidade

29 LÁ NA FRENTE... (mas nem tanto) - Implantação do PSQ em todo o País - Disponibilizar tecnologia e assessoria nos estados (parcerias) - Conscientização para foco no cliente CONSCIENTIZAÇÃO!!!

30 - Divulgação da Portaria e suas conseqüências - Incentivo às ações governamentais contra a venda de produtos fora da Norma - Valorização das empresas qualificadas LÁ NA FRENTE... (mas nem tanto) CONSCIENTIZAÇÃO!!!

31 Não é um caminho novo. O que tem de novo é o jeito de caminhar.

32 OBRIGADA POR SUA ATENÇÃO !!! Portal PBQP-H


Carregar ppt "PSQ – Uma Evolução Eng. Silvia Regina C. S. Marcon Ass. Técnica e da Qualidade da Anicer 35º Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google