A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cálculo estequiométrico: excesso de um reagente 1 Índice Reagente em excesso: desvantagens Reagente em excesso: vantagens Definição de reagente em excesso.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cálculo estequiométrico: excesso de um reagente 1 Índice Reagente em excesso: desvantagens Reagente em excesso: vantagens Definição de reagente em excesso."— Transcrição da apresentação:

1 Cálculo estequiométrico: excesso de um reagente 1 Índice Reagente em excesso: desvantagens Reagente em excesso: vantagens Definição de reagente em excesso e reagente limitante Royalty Free

2 Reagente em excesso Reagente limitante Substância que sobra numa reação química por estar em quantidade além daquela requerida pela proporção estequiométrica. Substância que determina a quantidade de produto que se formará na reação, obedecendo a proporção estequiométrica. Exemplo: N 2 (g) + 3 H 2 (g) 2 NH 3 (g) Na reação entre 2 mols de nitrogênio e 7 mols de hidrogênio para formar amônia, há excesso de reagente? Quanto se formará de amônia? Proporção estequiométrica 132 Início270 Reação264 Sobra /Produção014 excesso limitante

3 NAFTA+ AR PRODUTOS DA QUEIMA (100%) GÁS NATURAL + AR PRODUTOS DA QUEIMA (100%) Substituição do gás nafta pelo gás natural nos fogões GÁS NATURAL + AR PRODUTOS DA QUEIMA (100%) + GÁS NATURAL NÃO QUEIMADO excesso (desperdício) Ajuste do fluxo de ar no fogão: Reagente em excesso: desvantagens

4 Reagente em excesso: vantagens Garante que o outro reagente seja completamente consumido S 2– (aq) + Hg 2+ (aq) água contaminada com mercúrio, tóxico íons sulfeto em excesso HgS(s) (e S 2– em excesso) A presença de Hg 2+ é indesejável; utiliza-se excesso de sulfeto em solução aquosa, precipitando praticamente todo o mercúrio na forma de sulfeto de mercúrio(II). Exemplo 1:

5 Exemplo 2 Proporção estequiométrica 1212 Proporção em massa (g) Início 10 g 00 Reação 10 g0,827,233,59 Sobra /Produção 09,187,233,59 (UFC-CE-adaptada) A equação abaixo representa a reação da amônia com o tetracloroplatinato de potássio para formar a cisplatina, um complexo inorgânico utilizado no tratamento do câncer de testículos. Partindo-se de 10 g de cada um dos reagentes determine qual dos reagentes estará em excesso e qual a massa de cisplatina formada. 1 K 2 PtCl NH 3 1 Pt(NH 3 ) 2 Cl KCl Massas Molares (g/mol): K 2 PtCl 4 = 415; NH 3 = 17; Pt(NH 3 ) 2 Cl 2 = 300; KCl = 74,5 excesso limitante cisplatina formada


Carregar ppt "Cálculo estequiométrico: excesso de um reagente 1 Índice Reagente em excesso: desvantagens Reagente em excesso: vantagens Definição de reagente em excesso."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google