A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

POPULAÇÃO II O que você deve saber sobre Em pouco mais de um século, o Brasil viveu um rápido aumento populacional, resultado da combinação entre entrada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "POPULAÇÃO II O que você deve saber sobre Em pouco mais de um século, o Brasil viveu um rápido aumento populacional, resultado da combinação entre entrada."— Transcrição da apresentação:

1 POPULAÇÃO II O que você deve saber sobre Em pouco mais de um século, o Brasil viveu um rápido aumento populacional, resultado da combinação entre entrada de imigrantes e crescimento vegetativo. Em relação a este último, a redução da mortalidade foi fundamental e só aconteceu em função da importante evolução na área médico-sanitária ocorrida a partir de 1950.

2 I. Composição étnica POPULAÇÃO II BRASIL: POPULAÇÃO SEGUNDO COR OU RAÇA (2006)

3 II. Presença imigrante Sob domínio português, o Brasil recebeu imigrantes da Suíça (hoje Alemanha). O estímulo para a vinda dessas pessoas tinha a finalidade de branquear a nação. Durante o Império, as preocupações se voltaram para a ocupação das terras no sul. POPULAÇÃO II NÚCLEOS DE COLONIZAÇÃO NA REGIÃO SUL

4 II. Presença imigrante No século XIX ocorreu um significativo fluxo imigratório com o objetivo de atrair mão de obra para as lavouras de café. As crises que atingiram a produção cafeeira impulsionaram o fluxo de imigrantes para as cidades, que foram absorvidos pelas fábricas. No início do século XX, o país recebeu imigrantes japoneses e sírio-libaneses. No governo de Getúlio Vargas foram estabelecidas as primeiras cotas de restrição à presença de estrangeiros no Brasil. As mais recentes entradas de imigrantes no país têm sua origem na Bolívia, Coreia do Sul e China. Desde 1980, o país se tornou uma área de saída de pessoas; EUA, Japão, Europa e Paraguai são os destinos mais procurados. A partir de 2008, com a crise econômica, vários brasileiros voltaram ao país. POPULAÇÃO II

5 III. Migrações internas Historicamente, a maior concentração populacional se deu no litoral. Atualmente, as grandes cidades do leste do país são as áreas de maior atração. A região Norte possui as taxas de menor densidade demográfica, com menos de 1 habitante por quilômetro quadrado. O êxodo rural é um dos responsáveis pelo fluxo migratório. POPULAÇÃO II

6 III. Migrações internas O Sudeste, por polarizar as atividades econômicas do país, atraiu o maior fluxo de migrantes, oriundos principalmente do Nordeste e do Norte. Indevidamente absorvidos pelo mercado de trabalho, no Sudeste os imigrantes exercem funções braçais ou informais. A partir da década de 1960, houve incentivo governamental para a ocupação da Amazônia, com a criação de projetos de colonização que atraíram milhares de sulistas e de nordestinos para o Centro-Oeste e o Norte. POPULAÇÃO II

7 IV. Demografia brasileira POPULAÇÃO II BRASIL: EVOLUÇÃO DO CRESCIMENTO VEGETATIVO

8 IV. Demografia brasileira POPULAÇÃO II BRASIL: PIRÂMIDES ETÁRIAS

9 IV. Demografia brasileira POPULAÇÃO II BRASIL: PIRÂMIDES ETÁRIAS

10 2 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: Todas as atividades, exceto indústria, agropecuária e extrativismo. A concentração de trabalhadores no setor terciário resulta do êxodo rural, rápido crescimento urbano e hipertrofia no setor em decorrência da baixa qualificação, impulsionando as pessoas para a informalidade. (UFPR) Mais de 50% da população ativa no Brasil concentra-se no setor terciário. Exemplifique quais atividades são consideradas terciárias e explique as razões que promovem, no caso brasileiro, essa grande concentração. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

11 3 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: A (UEL-PR) Considere os itens sobre o contingente de imigrantes que chegou ao Brasil entre 1824 e I. Os italianos suplantaram numericamente os alemães e japoneses juntos. II. Pela política de imigração, a grande maioria vinha para o Brasil com o título da propriedade rural. III. Comparativamente à Argentina e aos Estados Unidos, o volume imigratório no país foi inferior. IV. Fixaram-se exclusivamente na região Sul do país. São corretos apenas: a) I e III. b) I e IV. c) II e III. d) II e IV. e) III e IV. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

12 5 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS (UFPE, adaptado) Compare as proposições apresentadas com a tabela a seguir: POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR FORMAÇÃO ÉTNICA DO POVO BRASILEIRO 1980

13 5 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS VVFFFVVFFF a) ( ) A cada década, a população brasileira está se tornando mais mestiça. b) ( ) No ano de 1940, os brancos representavam aproximadamente 63% da população brasileira, enquanto os negros representavam quase 15%. c) ( ) Em 1980, os brancos tinham uma participação de menos de 57% do total, e os negros, de mais de 6,5% e menos de 7%. d) ( ) A população indígena tem uma representatividade sempre superior a 1,5%, não atingindo, no entanto, a casa dos 2%. e) ( ) No período , o grupo pardo, constituído pelos caboclos, mais do que dobrou em termos absolutos. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

14 8 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS (UFBA) O gráfico a seguir representa a distribuição regional da população brasileira. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

15 8 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: Soma: 02 (01) Os setores de I a V referem-se, respectivamente, às grandes regiões Sudeste, Sul, Norte, Nordeste e Centro-Oeste. (02) O povoamento da grande região Norte se fez mais recentemente, com base na agropecuária e na exploração mineral. (04) A densidade demográfica é maior em V que em II. (08) No Brasil, a densidade demográfica é mais baixa no litoral, devido ao processo de interiorização desencadeado pela construção de Brasília. (16) No início do século XX, a revolução médico-sanitária provocou a queda das taxas de mortalidade e a explosão demográfica, no Terceiro Mundo. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

16 11 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: A rapidez, a facilidade e a multiplicação dos contatos entre pessoas no mundo atual; a fragilidade das barreiras sanitárias do país; o reduzido investimento em saúde pública; o deficiente equipamento sanitário, especialmente no que diz respeito à água encanada e ao esgoto, entre outros, facilitam a contaminação e explicam o ressurgimento das doenças velhas. (UFRJ) No Brasil, doenças velhas como tuberculose, cólera, malária, febre amarela, hanseníase, dengue e sarampo têm matado mais do que doenças novas, como a Aids. Segundo a Fundação Nacional de Saúde, cerca de 18 mil pessoas morreram, nos últimos três anos, de doenças antigas, entre elas cólera e dengue, que já são consideradas doenças reemergentes. Além dessas, outras doenças velhas voltam a rondar e a ameaçar a saúde da população brasileira. Sua distribuição geográfica não se limita mais a focos isolados, mas espalha-se pelo país. a) Explique dois fatores que propiciam o ressurgimento das doenças velhas. RESPOSTA: Entre as áreas mais vulneráveis a essas doenças velhas estão as regiões Norte e Nordeste, os aglomerados urbanos carentes de equipamentos sanitários e as zonas rurais mais pobres. b) Localize duas áreas que sejam mais vulneráveis a essas doenças velhas. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

17 12 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: O processo de modernização das áreas agrícolas da região Sul causou a crise da pequena propriedade familiar, ao selecionar os proprietários com melhores condições de acesso ao crédito, de concentração de propriedade e de adoção de novas tecnologias. Entretanto, a consequente valorização monetária dessas terras para os pequenos e médios proprietários permitiu aos trabalhadores menos competitivos no Sul obter recursos com a venda de suas propriedades, possibilitando-lhes investir em novas áreas, reproduzindo o mesmo processo de modernização que os expulsou. (UFRJ) De certas áreas rurais da região Sul partem importantes fluxos emigratórios em direção às novas fronteiras agrícolas do Brasil. Tanto as motivações desses emigrantes quanto as áreas que eles escolhem como destino são diferentes daquelas dos emigrantes das regiões agrícolas mais pobres do país. A partir do texto: a) Apresente as circunstâncias que explicam a emigração das áreas agrícolas da região Sul. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

18 12 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: Os migrantes são atraídos pelas fronteiras mais distantes, onde existem terras disponíveis, mais baratas e servidas por infraestrutura de transportes, além do acesso a linhas de crédito especial. Essas condições permitem investimentos numa escala maior do que a que eles utilizavam anteriormente. b) Que condições, encontradas nas atuais fronteiras agrícolas brasileiras, justificam as áreas de destino escolhidas pelos emigrantes da região Sul? POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

19 15 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS (UFRN) A análise dos dados da tabela abaixo permite que se conclua o seguinte: POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

20 15 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: A a) O Nordeste apresenta o maior índice de mortalidade infantil e o menor de esperança de vida, refletindo, assim, a baixa qualidade de vida de sua população. b) A taxa de mortalidade infantil do Sul e do Sudeste é inferior à do Norte em virtude das características do quadro natural. c) O Norte, o Sudeste e o Centro-Oeste apresentam taxas de expectativa de vida e de mortalidade infantil semelhantes, dadas as idênticas políticas populacionais. d) As taxas de esperança de vida ao nascer e de mortalidade infantil das mulheres são superiores às dos homens em todas as regiões brasileiras. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

21 16 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: A concentração fundiária sob a forma de grandes propriedades e empresas agrícolas, que ainda exclui milhões de trabalhadores do acesso à terra; a modernização da agricultura, que substitui o emprego de trabalhadores pela utilização de máquinas; a expansão da agricultura comercial de exportação, que promove a reconcentração de terras e a expulsão de pequenos e médios arrendadores, parceiros e proprietários. (UFF-RJ, adaptado) No século passado, durante as décadas de 1960 e 1970, a migração interna no Brasil assumiu a direção campo-cidade. Entretanto, nas últimas décadas passou a ganhar destaque a migração cidade-campo, num movimento cotidiano que envolve milhares de trabalhadores. Tendo em vista essas duas modalidades de migração apresentadas, explique: a) dois fatores que promoveram (e ainda promovem) a migração campo-cidade. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR

22 16 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: Muitos trabalhadores expulsos do campo passam a residir na periferia das cidades, onde constituem bolsões de mão de obra barata, que é recrutada para o trabalho agrícola sob a condição de volante ou boia-fria. Assim, se configura um movimento pendular cidade-campo. b) como se realiza a migração cidade-campo. POPULAÇÃO II NO VESTIBULAR


Carregar ppt "POPULAÇÃO II O que você deve saber sobre Em pouco mais de um século, o Brasil viveu um rápido aumento populacional, resultado da combinação entre entrada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google