A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CENTRO SUL. Divisões regionais do Brasil Geográfica – baseada em critérios naturais (clima, relevo, hidrografia e vegetação) – Sul, Sudeste, Nordeste,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CENTRO SUL. Divisões regionais do Brasil Geográfica – baseada em critérios naturais (clima, relevo, hidrografia e vegetação) – Sul, Sudeste, Nordeste,"— Transcrição da apresentação:

1 CENTRO SUL

2 Divisões regionais do Brasil Geográfica – baseada em critérios naturais (clima, relevo, hidrografia e vegetação) – Sul, Sudeste, Nordeste, Norte e Centro Oeste. Geoeconômica – baseada em critérios socioeconômicos (IDH, PIB, população, urbanização, etc) – Centro Sul, Nordeste e Amazônia.

3 Limites do Centro Sul: Sul: limite entre Brasil e Uruguai; Leste: Oceano Atlântico; Oeste: limites entre Brasil e Argentina, Brasil e Paraguai e Brasil e Bolívia; Noroeste: norte do MT e centro norte do TO; Nordeste: norte de MG e oeste da BA; Estados que compõem a região: RS, SC, PR, SP, RJ, ES, MS, DF, sul de TO centro sul do MT e centro sul de MG; Equivale a 25% do território brasileiro e conta com 70% da população.

4 Região mais urbanizada do Brasil Fatores: intenso êxodo rural (monopolização das terras, mecanização no campo, desemprego, maior oferta de empregos nas cidades, etc.) e industrialização; Principais metrópoles: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e Brasília; Região mais desenvolvida do Brasil Fatores: prosperidade agrícola (café, cana, soja, pecuária bovina, etc.), imigração (italianos, alemães, eslavos, portugueses, espanhóis, turcos, japoneses, etc.) e migrações internas (nordestinos), industrialização, amplo mercado consumidor, abundante e qualificada mão de obra, elevado poder aquisitivo da população, estruturada rede de transportes e comunicação, 90% população vive em cidades, abundância energética, etc.

5

6 As fases da imigração Fase 1 (a partir de 1825): região sul – alemães, italianos e eslavos – ocupação do território; Fase 2 (a partir de 1870): região sudeste – principalmente italianos – cafeicultura; Fase 3 (a partir da 1950): região sudeste – nordestinos – industrialização e construção de Brasília; Fase 4 (a partir de 1960): região centro oeste – sulistas – expansão da fronteira agrícola

7

8 Imigração no Sul Favorecida pela ação do Império de ocupar a região, que estava vulnerável à invasões estrangeiras; Doações de terras atraiu milhares de imigrantes para RS, SC e PR; A imigração provocou a formação de inúmeras cidades na região, como Novo Hamburgo, Joinville, Garibaldi, Londrina, etc. Imigração em SP Motivada pela cafeicultura, nos finais do séc. XIX e início do sec. XX; Degradação ambiental no vale do Paraíba aliada às precárias condições de plantio na região permitiu que a produção cafeeira atingisse o planalto ocidental paulista, atraindo assim, imensas levas de imigrantes portugueses, italianos, japoneses, espanhóis, turcos, etc.

9

10 Migrações de sulistas para o Centro Oeste Décadas de 1960, 70 e 80 – mecanização e desemprego no campo da Região Sul provocam a busca por novas regiões de produção; Baixo preços das terras do MS e MT atrai levas sulistas para a região; O oeste da região Centro Oeste, dominado pelo cerrado, tem na agricultura sua importância econômica, com a chegada dos sulistas; Trata-se da expansão da fronteira agrícola; A construção de Brasília (1955 – 1960) aliada a abertura de inúmeras rodovias na região provocou a chegada de uma grande massa de nordestinos, neste período.

11


Carregar ppt "CENTRO SUL. Divisões regionais do Brasil Geográfica – baseada em critérios naturais (clima, relevo, hidrografia e vegetação) – Sul, Sudeste, Nordeste,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google