A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA O que você deve saber sobre Durante todo o período colonial, a Coroa espanhola teve presença extremamente forte dentro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA O que você deve saber sobre Durante todo o período colonial, a Coroa espanhola teve presença extremamente forte dentro."— Transcrição da apresentação:

1 A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA O que você deve saber sobre Durante todo o período colonial, a Coroa espanhola teve presença extremamente forte dentro de sua colônia. Não importava a crise pela qual a Espanha estivesse passando, o país sempre exerceu extremo controle dos laços coloniais.

2 Coroa espanhola (séculos XVI e XIX): terras desde o México até o extremo sul da Argentina. América espanhola dependente de uma metrópole subdesenvolvida Colônia: produzia metais preciosos. Inglaterra: relação comercial com a América espanhola A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA A colonização da América espanhola Colônia e metrópole tinham problemas semelhantes.

3 Os núcleos da ocupação espanhola ( ) Clique na imagem abaixo para ver o mapa animado. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA

4 I. Estrutura de poder na América espanhola Divisão político-administrativa da América espanhola (século XVIII) VICE-REINADO (vice-rei) INTENDÊNCIA (governador) CABILDO (chapetones) A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA

5 II. O problema político INTENDÊNCIA (governador) Limitava a liberdade da colônia, garantia impostos à Coroa e restringia o poder da elite econômica da América espanhola. Criollos: não ocupavam cargos públicos importantes. Peninsulares: ocupavam cargos públicos importantes. Tensão entre elite política e econômica MetrópoleColônia A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA

6 III. A estrutura social A escravidão de negros era pouco praticada, mas fundamental no litoral da Colômbia, do Equador e da Venezuela (cacau) e nas ilhas do Caribe (açúcar). PeninsularesCriollosÍndios Pagavam tributo individual diretamente ao rei. Protegidos pela Coroa Castas Eram escravizados por dívidas. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA

7 IV. A questão econômica Imposição de monopólios: fumo, bebidas alcoólicas, pólvora e sal só eram comprados de comerciantes espanhóis. Cobrança rigorosa dos impostos Aumento constante do imposto sobre as vendas de qualquer produto importado (Alcabala) Renda colonial: 20% da receita bruta do tesouro espanhol Comércio livre: Leis de controle do transporte de mercadorias Colônia só comprava e vendia aos espanhóis. Proibida a construção de indústrias na colônia, exceto as de refinamento de açúcar 80% das importações vindas da América deveriam ser de metais preciosos, o restante, de matérias-primas da Espanha. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA

8 Metrópole competidora em relação à colônia Comércio livre: desenvolvido para tornar mais forte o setor agrícola espanhol, sem contribuir nas relações econômicas entre metrópole e colônia. Para a América, o comércio livre abriu caminhos para o comércio com estrangeiros. A colônia reivindicou mais possibilidades de produção, mais comércio, maior escolha de produtos e preços menores. O comércio livre deixou intacto o monopólio colonial, mas abriu espaço para o contrabando, levando à falência diversos colonos. IV. A questão econômica A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA

9 Os espanhóis acreditavam que a dependência econômica traria a subordinação política e que o desenvolvimento de manufaturas na colônia levaria à autossuficiência e à autonomia. Cada vice-reinado tinha um interesse específico (a prata no Peru, a agricultura em Nova Granada). Havia um consenso de que a solução para os problemas coloniais não viria da Espanha. A economia desarticulada do Império suscitou uma série de revoltas. IV. A questão econômica A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA

10 V. A abertura dos portos Primeiro ato de rebelião conjunta contra a metrópole e o Pacto Colonial Havana abriu os portos a produtos dos EUA e de países considerados neutros. Espanha aceitou o ocorrido para a América espanhola, sob risco de perder o controle sobre o comércio colonial. Problemas econômicos causaram revoltas sociais em vários locais, especialmente na Venezuela e no México. A Coroa reduziu a influência dos criollos na política e as massas populares ameaçavam sua hegemonia social. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA

11 V. A abertura dos portos Fim do século XVIII: Longa vida ao rei e morte ao mau governo Movimentos de revolta: elites criollas, aliadas à Coroa e contra a população pobre Autoridades espanholas preferiam a dependência à revolução e temiam mais o povo do que a Espanha. Movimentos de independência: liderados por criollos cultos e conhecedores das ideias liberais burguesas, em geral movidos por interesses econômicos. Objetivo: acabar com o domínio espanhol. Cada vice-reinado e cada líder de movimento tinham projetos totalmente distintos. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA

12 (UFJF-MG) O texto a seguir se refere ao processo de colonização da América Espanhola. Leia-o e, em seguida, faça o que se pede. Ao longo do séc. XVI, a ocidentalização instaurou novas referências (...) destinadas a controlar os distúrbios induzidos pela Conquista. (...) Como na Castela longínqua, as cidades foram comandadas por poderosas municipalidades, nas cidades, os cabildos. (...) A colonização foi acompanhada de uma política de uniformização da língua e da lei. Da Flórida ao Chile, o castelhano foi o instrumento da administração (...); o direito castelhano nas índias regia a vida cotidiana, definia as relações do indivíduo com o estado, impunha a noção de propriedade privada e legitimava o lucro. GRUZINSKI, S. O pensamento mestiço. a) Destaque do texto dois recursos utilizados pelos espanhóis para garantir a Conquista da América. b) Além dos recursos indicados na citação, existe outro, de ordem cultural, que não foi mencionado, mas pode ser considerado fundamental no processo de Colonização. Cite e explique esse recurso. 1 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: Podem ser retirados do texto alguns recursos como a uniformização da língua, as leis, os cabildos e a construção de cidades. RESPOSTA: A religião católica, não mencionada no texto, foi um dos principais instrumentos da colonização, por meio da catequese. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA NO VESTIBULAR

13 (PUC-SP) Quanto às colonizações espanhola e portuguesa nas Américas, entre os séculos XVI e XIX, pode-se destacar a) o emprego de regimes de trabalho obrigatório, ainda que na América Portuguesa tenha predominado a escravidão do negro e na América Hispânica, a exploração do trabalho indígena. b) a completa unidade territorial e o controle rígido pelas metrópoles, ainda que na América Portuguesa o regime administrativo tenha sido o de capitanias e na América Hispânica, o de vice-reinado. c) o prevalecimento da monocultura e do extrativismo, ainda que na América Hispânica o usufruto dos bens produzidos fosse exclusivamente da Coroa espanhola e na América Portuguesa, dos colonos. d) a interiorização da ocupação, ainda que na América Portuguesa tenha sido rápida e em acordo com as definições de Tordesilhas e na América Hispânica, lenta e desrespeitosa ao tratado. e) o esforço de integração das economias coloniais ao comércio internacional, ainda que na América Hispânica a produção fosse voltada ao mercado norte-americano e na América Portuguesa, ao inglês. 2 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: A A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA NO VESTIBULAR

14 (UEM-PR) Ainda que ligado por uma continuidade geográfica, o continente americano possui traços distintos nos seus aspectos econômicos, religiosos e políticos. Parte dessas diferenças pode ser explicada pelas diferentes formas como as regiões foram colonizadas. Identifique o que for correto sobre a colonização do continente americano. (01) O mercantilismo, um conjunto de práticas e de ideias econômicas, orientou a colonização europeia das Américas. (02) Na Espanha, a separação entre Igreja e Estado possibilitou que se criassem, nas colônias espanholas, missões jesuítas subordinadas diretamente ao Papa. (04) Pode-se atribuir parte do sucesso da conquista da América espanhola aos adelantados, governadores de fronteiras que recebiam o cargo diretamente do rei para conquistar e ocupar terras no novo continente. (08) O vice-reinado da Nova Granada era uma colônia espanhola que corresponde aos atuais países do Uruguai, Argentina e Bolívia. (16) Enquanto a colonização da América do Norte foi realizada sob os ideais iluministas, a colonização da América do Sul se consolidou com interferência das ideias absolutistas. 7 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: Soma: = 5 A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA NO VESTIBULAR

15 (Unicamp-SP) Depois da conquista da América pelos espanhóis, ocorreu uma explosão populacional de gado, porcos, carneiros e cabras, os quais causaram grandes danos às plantações de milho indígenas, que não eram protegidas. As medidas tomadas pela população indígena eram, muitas vezes, ineficazes. Os conquistadores preferiam o gado. Bois e carneiros eram protegidos pela lei, pelos costumes e pelo sentimento espanhóis. As leis que protegiam a pecuária na Península Ibérica foram exportadas para o México e permitiam que o gado pastasse em propriedade alheia. Os animais destruidores eram, afinal, propriedade dos vitoriosos; a agricultura, dos derrotados. MAXWELL, Kenneth. Morte e sobrevivência. Folha de S.Paulo, São Paulo, Mais!, p. 8, 11 ago (Adaptado.) a) Segundo o texto, por que a agricultura indígena foi prejudicada após a conquista da América? 9 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: De acordo com o texto, a agricultura indígena foi prejudicada devido à prioridade dada pelos colonizadores espanhóis às criações de gado, porcos, carneiros e cabras. O estímulo à pecuária por meio de leis e subsídios por parte do governo espanhol, sem levar em conta as culturas agrícolas locais, agravou os danos à economia dos indígenas. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA NO VESTIBULAR

16 b) Indique dois outros efeitos da conquista da América sobre as populações indígenas. 9 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: A conquista da América pelos espanhóis teve como principais consequências a destruição das civilizações pré-colombianas e a dizimação de parte das populações nativas pela submissão ao trabalho excessivo e exposição às doenças. Os indígenas também foram marginalizados graças à dominação econômica e política excludente implementada pelos colonos espanhóis. c) O que foi a encomienda, utilizada pela colonização espanhola na América? RESPOSTA: A encomienda era uma forma de exploração do trabalho imposta pelos colonos espanhóis aos indígenas, que consistia em uma relação servil de produção. Caracterizava-se por ser concessão dada pelo rei da Espanha a um colono que, em troca do direito de explorar o trabalho dos índios, deveria catequizá-los na fé católica. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA NO VESTIBULAR

17 (UEL-PR) Baseado nos conhecimentos sobre a formação dos Estados Nacionais americanos, assinale a alternativa correta. a) O motivo para as independências e consequente formação dos Estados Nacionais americanos pode ser encontrado na experiência política do Pacto Colonial imposto pela Inglaterra, que visava ao estabelecimento do monopólio comercial com as colônias ibéricas. b) Os movimentos de independência que aconteceram nas diversas regiões da América hispânica contaram com a participação de camponeses, indígenas e burgueses. O resultado dessas lutas foi sentido por todas as classes sociais envolvidas, em especial pelos trabalhadores rurais nativos, que puderam reaver parte da terra que lhes pertencia. c) Assim que terminaram as lutas pelas independências na América hispânica, nos primeiros vinte anos do século XIX, a elite crioula assumiu o poder político das regiões recém-independentes e não empreendeu mudanças que proporcionassem a todas as classes usufruir dos resultados da emancipação. 11 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA NO VESTIBULAR

18 d) A conformação dos Estados Nacionais veio em auxílio dos nativos, denominados índios de caráter dócil, escravizados desde o período da conquista e expropriados de suas terras – ejidos. A Constituição Americana, elaborada após as independências, formalizou e legalizou o direito de todos à liberdade, à igualdade racial. 11 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: C A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA NO VESTIBULAR

19 (PUC-RJ) O historiador Sérgio Buarque de Holanda, em seu livro Raízes do Brasil, compara as experiências colonizadoras portuguesa e espanhola na América. A partir de seus conhecimentos sobre o assunto: a) Identifique duas características comuns às experiências colonizadoras portuguesa e espanhola na América. EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: Há algumas características comuns, entre as quais se destacam duas: predomínio da plantation – a grande propriedade, monocultora, voltada para a exportação; a existência dos monopólios comercial, administrativo, político e religioso da metrópole sobre a colônia. 14 b) Explique uma diferença entre as colonizações portuguesa e espanhola na América. RESPOSTA: A colonização portuguesa foi facilitada pelo fato de se achar a costa brasileira habitada por uma única família de indígenas que falavam o mesmo idioma (os tupis-guaranis), em oposição à maior dificuldade de dominação dada a diversidade de povos encontrada pelos espanhóis na América. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA NO VESTIBULAR


Carregar ppt "A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA ESPANHOLA O que você deve saber sobre Durante todo o período colonial, a Coroa espanhola teve presença extremamente forte dentro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google