A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Independência da América Latina. Contexto Influência Iluminista Influência Iluminista Resulta das transformações nas relações entre metrópole e colônia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Independência da América Latina. Contexto Influência Iluminista Influência Iluminista Resulta das transformações nas relações entre metrópole e colônia."— Transcrição da apresentação:

1 Independência da América Latina

2 Contexto Influência Iluminista Influência Iluminista Resulta das transformações nas relações entre metrópole e colônia e da difusão das ideias liberais trazidas pela Revolução Francesa e pela independência dos EUA Resulta das transformações nas relações entre metrópole e colônia e da difusão das ideias liberais trazidas pela Revolução Francesa e pela independência dos EUA Recebe influência também das mudanças na relação de poder na Europa em conseqüência das guerras napoleônicas. Recebe influência também das mudanças na relação de poder na Europa em conseqüência das guerras napoleônicas.

3 Durante o século XVIII, a Espanha reformula aspectos de seu pacto colonial. A suspensão do monopólio comercial da Casa de Contratação de Sevilha dá maior flexibilidade às relações comerciais entre metrópole e colônia. Durante o século XVIII, a Espanha reformula aspectos de seu pacto colonial. A suspensão do monopólio comercial da Casa de Contratação de Sevilha dá maior flexibilidade às relações comerciais entre metrópole e colônia. Essas medidas contrariam os interesses da elite colonial, os criollos (descendentes de espanhóis nascidos na América), que lideram a maioria dos movimentos emancipacionistas. Eles são considerados inferiores pela elite e proibidos de ocupar cargos públicos, civis ou militares. Essas medidas contrariam os interesses da elite colonial, os criollos (descendentes de espanhóis nascidos na América), que lideram a maioria dos movimentos emancipacionistas. Eles são considerados inferiores pela elite e proibidos de ocupar cargos públicos, civis ou militares.

4 Com a restauração da Monarquia após a derrota de Napoleão, a Espanha passa a reprimir os movimentos emancipacionistas. Diante dessa situação, a elite criolla decide-se pela ruptura com a metrópole Com a restauração da Monarquia após a derrota de Napoleão, a Espanha passa a reprimir os movimentos emancipacionistas. Diante dessa situação, a elite criolla decide-se pela ruptura com a metrópole Conta com a aprovação da Inglaterra, que, interessada na liberação dos mercados latino- americanos para seus produtos industrializados, contribui militar, financeira e diplomaticamente com as jovens nações. Conta com a aprovação da Inglaterra, que, interessada na liberação dos mercados latino- americanos para seus produtos industrializados, contribui militar, financeira e diplomaticamente com as jovens nações.

5 Processos de independência O Paraguai proclama a independência em 1811 e a Argentina, em 1816, com o apoio das forças do general José de San Martín O Paraguai proclama a independência em 1811 e a Argentina, em 1816, com o apoio das forças do general José de San Martín San Martín organiza também no Chile a luta contra a Espanha e, com o auxílio do líder chileno Bernardo O''Higgin, liberta o país em 1818 San Martín organiza também no Chile a luta contra a Espanha e, com o auxílio do líder chileno Bernardo O''Higgin, liberta o país em 1818 Com isso, alcança o Peru e, com a ajuda da esquadra marítima chefiada pelo oficial inglês Lord Cockrane, torna-se independente do país em 1822 Com isso, alcança o Peru e, com a ajuda da esquadra marítima chefiada pelo oficial inglês Lord Cockrane, torna-se independente do país em 1822

6 Enquanto isso, no norte da América do Sul, Simón Bolívar atua nas lutas pela libertação da Venezuela (1819), da Colômbia (1819), do Equador (1822) e da Bolívia (1825). Enquanto isso, no norte da América do Sul, Simón Bolívar atua nas lutas pela libertação da Venezuela (1819), da Colômbia (1819), do Equador (1822) e da Bolívia (1825). Em 1822, os dois líderes, Bolívar e San Martín, reúnem-se na cidade de Guayaquil, no Equador, para discutir o futuro da América hispânica. Em 1822, os dois líderes, Bolívar e San Martín, reúnem-se na cidade de Guayaquil, no Equador, para discutir o futuro da América hispânica.

7 Pan-Americanismo Congresso do Panamá (1826) Congresso do Panamá (1826) Bolívar defende a unidade das ex-colônias e a formação de uma federação de repúblicas Bolívar defende a unidade das ex-colônias e a formação de uma federação de repúblicas San Martín é partidário de governos formados por príncipes europeus. San Martín é partidário de governos formados por príncipes europeus.

8 México No México, no entanto, a mobilização popular adquire contornos de revolução social: a massa da população, composta de índios e mestiços, rebela-se ao mesmo tempo contra a dominação espanhola e contra os criollos. No México, no entanto, a mobilização popular adquire contornos de revolução social: a massa da população, composta de índios e mestiços, rebela-se ao mesmo tempo contra a dominação espanhola e contra os criollos. Liderados pelos padres Hidalgo e Morelos, os camponeses reivindicam o fim da escravidão, a divisão das terras e a abolição de tributos, mas são derrotados. Liderados pelos padres Hidalgo e Morelos, os camponeses reivindicam o fim da escravidão, a divisão das terras e a abolição de tributos, mas são derrotados. Os criollos assumem a liderança do movimento pela independência, que se completa em 1821, quando o general Itúrbide se torna imperador do México Os criollos assumem a liderança do movimento pela independência, que se completa em 1821, quando o general Itúrbide se torna imperador do México A monarquia é logo destituída e proclamado o regime republicano A monarquia é logo destituída e proclamado o regime republicano

9 A fragmentação do território A fragmentação política da América hispânica pode ser explicada pelo próprio sistema colonial, uma vez que as diversas regiões do império espanhol eram isoladas entre si. Essa situação favorece também o surgimento de lideranças locais fortes, os caudilhos, dificultando a realização de um projeto de unidade colonial A fragmentação política da América hispânica pode ser explicada pelo próprio sistema colonial, uma vez que as diversas regiões do império espanhol eram isoladas entre si. Essa situação favorece também o surgimento de lideranças locais fortes, os caudilhos, dificultando a realização de um projeto de unidade colonial Além de considerarmos a irregularidade e extensão de todo o território, que opera como um dificultador de um governo único que atende as necessidades de toda a população Além de considerarmos a irregularidade e extensão de todo o território, que opera como um dificultador de um governo único que atende as necessidades de toda a população


Carregar ppt "Independência da América Latina. Contexto Influência Iluminista Influência Iluminista Resulta das transformações nas relações entre metrópole e colônia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google