A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TEORIA DO COMÉRCIO INTERNACIONAL. MERCANTILISMO A partir do século XVI observa-se o nascimento da primeira escola econômica: o MERCANTILISMO. O mercantilismo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TEORIA DO COMÉRCIO INTERNACIONAL. MERCANTILISMO A partir do século XVI observa-se o nascimento da primeira escola econômica: o MERCANTILISMO. O mercantilismo."— Transcrição da apresentação:

1 TEORIA DO COMÉRCIO INTERNACIONAL

2 MERCANTILISMO A partir do século XVI observa-se o nascimento da primeira escola econômica: o MERCANTILISMO. O mercantilismo tinha preocupações explícitas sobre a acumulação de riquezas de uma nação, e considerava que o governo de um país seria mais forte e poderoso quanto maior fosse seu estoque de metais preciosos.

3 MERCANTILISMO A POLÍTICA MERCANTILISTA ACABOU ESTIMULANDO GUERRAS, EXACERBOU O NACIONALISMO E MANTEVE A PODEROSA E CONSTANTE PRESENÇA DO ESTADO EM ASSUNTOS ECONÔMICOS.

4 MERCANTILISMO A cobrança de juros e a obtenção de lucro passaram a ser permitida. Os mercantilistas aumentassem as exportações controlassem as importações Os mercantilistas para garantir um afluxo positivo de ouro e prata para seu país sugeriram que aumentassem as exportações e que se controlassem as importações.

5 MERCANTILISMO IDÉIAS DEFENDIDAS PELOS MERCANTILISTAS As importações se limitem às matérias primas utilizadas para elaborarem produtos finais no país; Vender os excedentes de manufatura do país aos estrangeiros, em troca de ouro e prata; Não permitir nenhum importação se existir um equivalente do bem importado no país;

6 MERCANTILISMO IDÉIAS DEFENDIDAS PELOS MERCANTILISTAS Que as importações indispensáveis sejam obtidas em troca de exportação; Que as matérias primas que se encontram no país sejam utilizadas nos produtos manufaturados nacionais, pois os bens acabados têm mais valor que matérias primas.

7 MERCANTILISMO PACTO COLONIAL Todas as importações da COLÔNIA passaram a ser proveniente de sua METRÓPOLE; Todas as suas exportações seriam destinadas, exclusivamente, a METRÓPOLE. PARA MAXIMIZAR OS GANHOS PARA MAXIMIZAR OS GANHOS: Exportações Exportações para Colônia – os preços mais altos possível;

8 MERCANTILISMO PARA MAXIMIZAR OS GANHOS PARA MAXIMIZAR OS GANHOS: Exportações Exportações para a Colônia - preços mais altos possível; Importações da Colônia Importações da Colônia – preços mais baixos.

9 FISIOCRATAS FISIOCRACIA – os fisiocratas sustentavam que a terra era a única fonte de riqueza e que havia uma ordem natural que fazia com que o universo fosse regido por leis naturais, absolutas, imutáveis e universais, desejadas pela Providencia Divina para a felicidade dos homens.

10 FISIOCRATAS O PENSAMENTO FISIOCRÁTICO ERA LIBERAL (redução da regulamentação oficial) CONTRA CONTRA: As proibições das exportações de cereais, expandia a oferta interna, reduziriam os preços, afetando os lucros agrícola; FAVORÁVEIS FAVORÁVEIS: Ao fim das restrições às importações para manter baixos os preços das manufaturas e beneficiar os consumidores.

11 TEORIA DAS VANTAGENS ABSOLUTAS Adam Smith Adam Smith posicionava contra os mercantilistas, defendia que a riqueza de uma nação é mais adequadamente medida em termos de produção (PIB) e consumo de sua população, e não na quantidade de metais preciosos em seu poder. Cada país pode produzir determinada mercadoria com custos menores que outro; Vantagens recíprocas esse país se beneficia em exportar essa mercadoria e importar outras.

12 A VISÃO CLÁSSICA OS CLÁSSICOS (David Ricardo ) A acumulação de ouro via superávits comerciais acabaria por afetar a oferta interna da moeda, elevar o nível de preços e salários internos. A elevação dos preços comprometeria a competitividade das exportações do país superavitário, reduzindo sua possibilidade de continuar gerando excedente comercial.

13 A VISÃO CLÁSSICA OS CLÁSSICOS (David Ricardo ) Princípios de economia política e tributação O crescimento demográfico exerce efeito nocivo sobre a economia, ao elevar a demanda de alimentos; A teoria da renda da terra – à medida que a população cresce, ocupam-se terras cada vez piores e causa redução na produção de alimento; Teoria das vantagens comparativas.

14 A VISÃO CLÁSSICA OS CLÁSSICOS (David Ricardo ) PROBLEMAS APONTADOS: A queda da taxa de lucro reduz os investimentos na agricultura e em toda economia. SOLUÇÃO APONTADA POR RICADO: Controle da natalidade; Livre importação de alimentos, para o consumo dos trabalhadores.

15 A TEORIA DO VALOR-TRABALHO TEORIA DO VALOR-TRABALHO Considera que o valor de um BEM se forma do lado da OFERTA, por meio dos custos do trabalho incorporados ao BEM.

16 A TEORIA DO VALOR UTILIDADE bens econômicos A UTILIDADE é a qualidade que os bens econômicos possuem de satisfazer as necessidades humanas. POR SER BASEADA EM ASPECTOS PSICOLÓGICOS OU PREFERÊNCIAS, A UTILIDADE DIFERE DE CONSUMIDOR PARA CONSUMIDOR.

17 TEORIA DAS VANTAGENS COMPARATIVAS Vantagem Comparativa Vantagem Comparativa é a diferença entre os custos de produção do país A e do país B. Uma nação exportará sempre aqueles produtos que fabricar com custos relativamente menores que outros paises. Importará os produtos nos quais tenha custo de produção maiores que outros países.

18 BENEFÍCIOS GERADOS PELO COMÉRCIO INTERNACIONAL A divisão do trabalho, gerando especialização; A produção em grande escala, reduzindo custos de produção; As condições diferentes de clima, fazendo com que a produção agrícola ser diferente entre países; A qualidade de solos diferentes, tornando um país rico em determinado minério, outros pobres; OBRIGAM AS NAÇÕES A COMERCIALIZAR ENTRE SI


Carregar ppt "TEORIA DO COMÉRCIO INTERNACIONAL. MERCANTILISMO A partir do século XVI observa-se o nascimento da primeira escola econômica: o MERCANTILISMO. O mercantilismo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google