A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONDENSAÇÃO CAPILAR Interpretação das Histereses.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONDENSAÇÃO CAPILAR Interpretação das Histereses."— Transcrição da apresentação:

1 CONDENSAÇÃO CAPILAR Interpretação das Histereses

2 Condensação Capilar Isoterma de adsorção - dessorção Curva de adsorção curva de dessorção Não há reversibilidade

3 Equação de Kelvin Curvatura do menisco = f (pressão relativa) r 1 e r 2 : raios do menisco : tensão superficial : volume molar do líquido T : temperatura absoluta r1r1 r2r2

4 Forma dos poros poros fendas r 1 = largura da fenda r 2 = r 1 = r 2 r1r1 r1r1 r2r2 r2r2 poros cilíndricos

5 Equação de Kelvin poros cilíndricos r 1 = r 2 poros fendas r 1 = largura da fenda r 2 = Raio médio r m

6 Interpretação da Histerese se

7 Poros cilíndricos abertos nos 2 extremos Adsorção A adsorção ocorre nas paredes dos poros O menisco é do tipo cilíndrico r 1 = r k ; r 2 = r m = 2/r k Dessorção A dessorção ocorre a partir de um poro cheio O menisco é do tipo hemisférico r 1 = r 2 r m = r k

8 Histerese do Tipo A (P/P o ) ads (P/P o ) des (P/P o ) V ads Histerese do Tipo A

9 Poros em forma de tinteiro rnrn rwrw Adsorção O corpo largo controla a condensação r w Dessorção O colo controla a dessorção r n

10 Histerese do tipo B (P/P o ) V ads r w > r n rnrn rwrw 1/r w < 1/r n -2C/r w > -2C/r n Histerese do tipo B

11 Poros esferóides de vários tamanhos Histerese do tipo C Adsorção Dessorção Dessorção para várias pressões O raio do menisco varia ao longo da dessorção Condensação somente para várias pressões O raio do menisco varia ao longo da adsorção

12 Poros em forma de fenda (entre placas paralelas) Adsorção Dessorção Dessorção a partir de um menisco cilíndrico O raio do menisco varia ao longo da dessorção Condensação somente para P o (P/P o ) V ads Histerese do Tipo D

13 Histerese do tipo E (P/P o ) V ads Adsorção Dessorção Dessorção para uma única pressão O raio do menisco é constante Condensação para várias pressões O raio do menisco varia ao longo da adsorçao Poros com tamanho de corpo irregular Tamanho dos colos regulares Ex: ads. de benzeno sobre gel, água sobre silicagel

14 Distribuição do tamanho dos poros Para cada P/P o calcula-se o raio de Kelvin r k A cada P/P o corresponde um Volume Adsorvido V r Volume molar do líquido V r volume de todos os pros de raio r r k Representa-se curva cumulativa Representa-se curva de distribuição dos raios dos poros

15 Considerando a espessura do filme r p raio do poro t espessura do filme r k raio de Kelvin r1r1 r2r2 t rprp r p = r k + t Para cada ponto da isoterma: Se e : espessura média de uma monocamada

16 Expressão de t para N 2 e = 0,35 nm em nm Raio de Kelvin Espessura do filme


Carregar ppt "CONDENSAÇÃO CAPILAR Interpretação das Histereses."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google