A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O período de 1922 a 1930 é o mais radical do movimento modernista, justamente em conseqüência da necessidade de definições e do rompimento de todas as.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O período de 1922 a 1930 é o mais radical do movimento modernista, justamente em conseqüência da necessidade de definições e do rompimento de todas as."— Transcrição da apresentação:

1

2 O período de 1922 a 1930 é o mais radical do movimento modernista, justamente em conseqüência da necessidade de definições e do rompimento de todas as estruturas do passado. Daí o caráter anárquico desta primeira fase modernista e seu forte sentido destruidor.

3

4 OSWALD DE ANDRADE Trouxe idéias do Futurismo para o Brasil. Idealizador dos principais manifestos modernistas. Foi militante político. Características de sua obra: nacionalismo que busca as origens sem perder a visão crítica da realidade brasileira. A paródia como uma forma de repensar a literatura. Valorização do falar cotidiano. Análise crítica da sociedade burguesa capitalista. Inovação da poesia no aspecto formal. Obras: O Rei da Vela Serafim Ponte Grande (*) Memórias sentimentais de João Miramar (*) (*) Há quebra de estrutura dos romances tradicionais: capítulos curtíssimos e semi-independentes, num misto de prosa.

5 Seguimos nosso caminho por este mar de longo Até a oitava da Páscoa Topamos aves E houvemos vista de terra os selvagens Mostraram-lhes uma galinha Quase haviam medo dela E não queriam por a mão E depois a tomaram como espantados primeiro chá Depois de dançarem Diogo Dias Fez o salto real as meninas da gare Eram três ou quatro moças bem moças e bem gentis Com cabelos mui pretos pelas espáduas E suas vergonhas tão altas e tão saradinhas Que de nós as muito bem olharmos Não tínhamos nenhuma vergonha. - Oswald de Andrade

6 O Capoeira - Qué apanhá sordado? - O quê? - Qué apanhá? Pernas e cabeça na calçada Oswald de Andrade

7 Oswald de Andrade por Tarsila do Amaral

8

9 MÁRIO DE ANDRADE / 1945 MÁRIO DE ANDRADE / 1945 Há uma gota de sangue em cada poema => obra de estréia => influências de escolas anteriores (rigor à métrica, rima, vocabulário...) Sua poesia manifesta-se modernista a partir do livro Paulicéia Desvairada (ruptura com os moldes do passado e objetivo de análise e constatação da cidade de São Paulo e seu provincianismo (=cidade multifacetada). Lutou por uma língua brasileira, próxima do povo (cuspe = guspe, quese = quasi). Valorizou, também, o brasileirismo e o folclore brasileiro. Obras: Clã do Jabuti / Remate de males / Amar, Verbo Intransitivo/ Macunaíma (o anti-herói).

10 Mário de Andrade por Lasar Segall

11 Manuel Bandeira por Portinari

12 MANUEL BANDEIRA / 1968 MANUEL BANDEIRA / 1968 As fatalidades da vida deixam em sua obra cicatrizes profundas (morte do pai, da mãe e da irmã, convivência e sofrimento com sua própria doença). Buscou na própria vida inspiração para os seus grandes temas: de uma lado a família, a morte, a infância no Reci- fe, o rio Capibaribe; de outro, a constante observação da rua por onde transitam os mendigos, as prostitutas, os meninos carvoeiros, os carregadores das feiras, falando o português gostoso do Brasil (humor, ceticismo, ironia, tristeza e alegria dos homens, idealização de um mundo melhor. Obras Obras: A Cinza das Horas (0bra de estréia-influência parn./simb.) Carnaval / O Ritmo Dissoluto (engajamento moderno) Libertinagem (Modernismo)

13 Estou farto do lirismo comedido Do lirismo bem comportado Do lirismo funcionário público com livro de ponto expediente protocolo e manifestações de apreço ao Sr. Diretor Estou farto do lirismo que pára e vai averiguar no dicionário o cunho vernáculo de um vocábulo Abaixo os puristas Todas as palavras sobretudo os barbarismos universais Todas as construções sobretudo as sintaxes de exceção Todos os ritmos sobretudo os inumeráveis Estou farto do lirismo namorador Político Raquítico Sifilítico De todo o lirismo que capitula ou que quer que seja fora de si mesmo. (...) (Manuel Bandeira)

14


Carregar ppt "O período de 1922 a 1930 é o mais radical do movimento modernista, justamente em conseqüência da necessidade de definições e do rompimento de todas as."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google