A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO BÁSICO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS - Módulo I Divisão de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar - CVE/SES-SP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO BÁSICO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS - Módulo I Divisão de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar - CVE/SES-SP."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO BÁSICO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS - Módulo I Divisão de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar - CVE/SES-SP Aula Introdutória ministrada por Maria Bernadete de Paula Eduardo - Abril de 2000 -

2 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS PROGRAMA DE TREINAMENTO –BÁSICO MÓDULO I - DOENÇA E SISTEMAS DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA (Abril) - CVE MÓDULO II - ALIMENTO - QUALIDADE E INOCUIDADE (Junho) - CVS MÓDULO III - LABORATÓRIO - MÉTODOS DE DETECÇÃO DE PATÓGENOS EM DTA (Outubro) - IAL –AVANÇADO (Curso de Especialização - maio a novembro 2000) Tipos de Estudos Epidemiológicos para a Investigação das DTAs e a Vigilância Ativa Métodos de Biologia Molecular para detecção de patógenos Qualidade e Inocuidade

3 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Conceitos: –estudo da freqüência, da distribuição e dos determinantes das doenças veiculadas pelos alimentos e a aplicação de medidas de saúde para o seu controle –produção de conhecimento técnico e científico para o controle –avaliação do impacto das ações sobre as causas, manifestações e curso das doenças

4 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS A preocupação da Epidemiologia das DTA –conhecer a incidência das DTA e quem são as DTA –conhecer os fatores responsáveis pelas doenças –estabelecer as medidas de prevenção e cura das doenças

5 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS DOENÇA - raciocínio clínico, investigações e estudos epidemiológicos - paciente/fatores causadores - VE ALIMENTO - investigação, rastreamentos, ações preventivas e corretivas - qualidade e inocuidade - VISA LABORATÓRIO - suporte para as ações preventivas, corretivas e estudos - diagnóstico etiológico - paciente e alimento

6 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Métodos de Investigação –estudos descritivos: informam sobre a freqüência e distribuição das doenças – estudos analíticos: estudam a associação entre os eventos –estudos experimentais - criação de situações artificiais - estudo da eficácia de uma vacina, por ex. Vacina contra a Salmonella Enteritidis em galinhas –estudos não-experimentais - o pesquisador observa as pessoas ou grupos, e compara as características

7 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Estudos DescritivosEstudos Descritivos –informam sobre a distribuição de um evento na população, em termos quantitativos: Incidência ou Prevalência Estudos AnalíticosEstudos Analíticos –estudos comparativos e trabalham com hipóteses - estudos de causa e efeito, exposição e doença

8 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Principais desenhos/métodosPrincipais desenhos/métodos –1. Estudo de Caso/Série de Casos –2. Transversal –3. Ecológico –4. Caso-controle –5. Coorte –6. Ensaio Clínico Randomizado

9 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS TABELA PARA A ANÁLISE DE DADOS _____________________________________________ ExposiçãoDoença ao fator SimNãoTotal Sim a ba + b Não c dc + d ____________________________________________________ Total a + cb + dN _______________________________________________

10 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Risco Relativo (RR)Risco Relativo (RR) - a razão entre dois riscos, isto é, compara a incidência nos expostos com a incidência entre os não- expostos –(a/a+b)/(c/c+d) ou se a/a+b >c/c+d Odds ratioOdds ratio (razão de produtos cruzados ou razão de prevalências) - compara a proporção de expostos entre os casos com a proporção de expostos entre os controles –ad/bc

11 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS O escopo das DTA –conhecer as doenças provocadas por: microorganismos- bactérias, proteínas, vírus, parasitas toxinas naturais substâncias químicas, metais e similares –relacionar as causas, isto é, conhecer os alimentos associados e processos relacionados –estabelecer as condutas básicas médica laboratorial investigação epidemiológica sanitárias educativas

12 CDC - traduzido

13 SISTEMA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Vigilância de Doenças Específicas Sistema de Vigilância de Surtos de DTA Investigações de Epidemias e MDDA VIGILÂNCIA ATIVA Cólera Febre Tifóide Polio/PF Botulismo Síndrome Hemolítica Urêmica Outras

14 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Sistemas passivos: SISTEMA DE VIGILANCIA DE SURTOS DE DTA - notificação de rotina dos surtos, visando a etiologia da doença e a identificação do alimento suspeito (equipes locais de VE, VS, Agricultura, etc..) –surto é um problema de saúde pública INVESTIGAÇÕES DE EPIDEMIAS - investigações/estudos conduzidos conjuntamente órgãos centrais/locais (CVE/CVS/DIR/Municípios/Outros) de surtos epidêmicos de proporções importantes ou de maior complexidade.

15 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Sistemas passivos: VIGILÂNCIA DE DOENÇAS ESPECÍFICAS - estão estabelecidas as notificações da Cólera, Poliomielite/PF, Febre Tifóide e Botulismo MDDA - monitorização simples da diarréia em unidades sentinelas - alerta às doenças de alto potencial alastrador e para detecção de surtos (sentinela). Sistemas Ativos: VA (VA) –VA com base em laboratório e Biologia Molecular - vigilância dos patógenos emergentes - busca ativa (incluindo a Síndrome Hemolítica Urêmica - E. coli O157:H7, DCJ e outras).

16 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Suportes –Monitoramento ambiental de patógenos circulantes e outros contaminantes - controles especiais (CETESB) –Comissões Intra e Interinstitucionais Estadual, Regional e Municipal (Cólera/DTA) –Comitê de Segurança Alimentar –Centro de Referência do Botulismo –Disque CVE/Central de Epidemiologia –Laboratório Público de Referência - diagnóstico etiológico e notificação (um surto ou suspeita de uma doença de notificação obrigatória envolve investigação completa - bactéria, vírus, parasito, toxina, outros contaminantes por referência ao quadro clínico).

17

18 CDC - traduzido

19 CDC

20 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Dados notificados ao CVE de surtos ocorridos em 1999 – 105 surtos com 3.136 casos

21 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Patógenos incriminados - 1999 –Ignorado - 38,1% –Salmonella - 23,8% Salmonella sp - 12,4% Salmonella Enteritidis - 9,4% Salmonella Panamá - 1,0% Salmonella Typhi -1,0% –Shigella - 3,8% Shigella flexneri - 1,9% Shigella sonnei - 1,9% –Stafilo áureos -4,8% –T. gondii - 4,7% –Hepatite A - 19.0% –Rotavírus - 2,9% –Planta Tóxica - 1,0%

22 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS

23

24

25 Surtos com >= 100 casos –São Paulo - 168 casos - S. Enteritidis - alim ign - inst. fechada –São Paulo - 100 casos - ignorado - alim ign - inst. Fechada –Americana - 208 casos - S.Enteritidis - bolo/maionese - festa –General Salgado - 178 casos - ign - ign - comunidade –Tietê - 128 casos - Shiguella flexneri - ign. - escolas –Tatuí - 140 casos - ignorado - ign - churrascaria

26 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Americana - 1999

27 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Piracicaba - 1999

28 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Ribeirão Preto - 1999

29 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Tatuí - 1999

30 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Tietê - 1999

31 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS São Paulo - 1999

32 EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS Por que tantos patógenos ignorados, exatamente nos surtos de maiores proporções? Por que tanta causa/alimento ignorado? Que medidas foram tomadas? Qual a taxa de sub-notificação de surtos? Qual o perfil histórico de incidência de surtos de DTA de cada município?


Carregar ppt "CURSO BÁSICO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS - Módulo I Divisão de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar - CVE/SES-SP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google