A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Investigação de Surtos Exercício Paulo Villas Bôas CPCIH - Hospital das Clínicas Faculdade de Medicina de Botucatu Unesp.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Investigação de Surtos Exercício Paulo Villas Bôas CPCIH - Hospital das Clínicas Faculdade de Medicina de Botucatu Unesp."— Transcrição da apresentação:

1 Investigação de Surtos Exercício Paulo Villas Bôas CPCIH - Hospital das Clínicas Faculdade de Medicina de Botucatu Unesp

2 Objetivos Ao término descrever as atribuições de vigilância de infecção nos diferentes níveis dos serviços de saúde descrever a utilidade e limitações dos dados do numerador descrever as fontes e a utilidade dos dados em uma investigação de surto de infecção

3 EXERCÍCIO

4 No dia 24/05/2002 a enfermeira de um hospital psiquiátrico relatou a ocorrência de 16 casos de gripe. Este surto teria tido início no dia 12/05/2002. Do total de 16 casos, um faleceu.

5 Pontos principais de uma investigação de surto Estabelecer a existência de um surto Verificar o diagnóstico Identificar e contar os casos Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa –Epidemiologia descritiva Classificar a epidemia Formular e testar hipótese –Epidemiologia analítica Implementar medidas de controle Comunicar os resultados

6 Pontos principais de uma investigação de surto Estabelecer a existência de um surto Verificar o diagnóstico Identificar e contar os casos Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa –Epidemiologia descritiva Classificar a epidemia Formular e testar hipótese –Epidemiologia analítica Implementar medidas de controle Comunicar os resultados

7 Questão - Está ocorrendo um surto? Qual a doença? É necessária a investigação?

8 Está ocorrendo um surto? Não sei É necessária a investigação? Sim ocorreu morte desconhecemos a curva epidêmica não sabemos a fase (ascensão ou queda) existe preocupação do hospital

9 Gripe Agente – Influenza (RNA vírus) Transmissão - Gotícula Período de incubação – 2 a 3 dias Período de doença 1 o dia – Temperatura (> 38,5 o C) 2 o dia – Temperatura e coriza 3 o dia – Temperatura, coriza, fraqueza, cefaléia, mialgia, tosse dor de garganta 4 o ao 7 dia – mesma sintomatologia com queda da temperatura Após 7 o dia – complicações

10 Questão - Solicitar informações complementares Local do surto Descrever o problema surto está ocorrendo ou encerrado período que surto ocorreu número de casos programa de controle de infecção taxa de infecção habitual que tipo de medidas foram tomadas guarde as amostras dos microorganismos isolados

11 Questão - Local Hospital psiquiátrico com 61 internos 5 alas de internação equipe de cuidados com 8 profissionais

12 Pontos principais de uma investigação de surto Estabelecer a existência de um surto Verificar o diagnóstico Identificar e contar os casos Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa –Epidemiologia descritiva Classificar a epidemia Formular e testar hipótese –Epidemiologia analítica Implementar medidas de controle Comunicar os resultados

13 Questão – diagnóstico da doença Médico assistente – mesmo há 4 anos Quadro clínico Febre > 38 º C Cefaléia ou mialgia Tosse

14 Pontos principais de uma investigação de surto Estabelecer a existência de um surto Verificar o diagnóstico Identificar e contar os casos Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa –Epidemiologia descritiva Classificar a epidemia Formular e testar hipótese –Epidemiologia analítica Implementar medidas de controle Comunicar os resultados

15 Ocorrência dos casos Semana 1 – 1 Semana Semana 3 – 5 Semana 4 – 2 Semana 5 – 4

16 Pontos principais de uma investigação de surto Estabelecer a existência de um surto Verificar o diagnóstico Identificar e contar os casos Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa –Epidemiologia descritiva Classificar a epidemia Formular e testar hipótese –Epidemiologia analítica Implementar medidas de controle Comunicar os resultados

17 Questão - Faça um gráfico da ocorrência dos casos e interprete

18

19 2001 Número de Infecção parece ter sido constante 2002 Aumento dos casos de gripe

20 Questão - Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa

21

22 Pontos principais de uma investigação de surto Estabelecer a existência de um surto Verificar o diagnóstico Identificar e contar os casos Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa –Epidemiologia descritiva Classificar a epidemia Formular e testar hipótese –Epidemiologia analítica Implementar medidas de controle Comunicar os resultados

23 Questão - Tipo de epidemia: Fonte comum ou fonte propagada?

24 Questão - Tipo de epidemia Fonte propagada

25 O surto foi causado por fontes/exposições múltiplas É espalhado de pessoa-a-pessoa Existe um vetor envolvido na transmissão

26 Pontos principais de uma investigação de surto Estabelecer a existência de um surto Verificar o diagnóstico Identificar e contar os casos Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa –Epidemiologia descritiva Classificar a epidemia Formular e testar hipótese –Epidemiologia analítica Implementar medidas de controle Comunicar os resultados

27 Estudo de Caso-controle População Doença Não Exposto Sim Exposto Não Doença Sim Exposto Sim Exposto Não

28 Hipóteses Gripe Propagada de pessoa a pessoa Paciente Profissional de saúde

29 Surto de Infecções de Feridas Cirúrgicas Testar Hipóteses CasosControles Ala OR = ad =9*36 = 5,14 bc 7*9 Teste exato de Fisher = 0,006

30 Surto de Infecções de Feridas Cirúrgicas Testar Hipóteses CasosControles Vacinação OR = ad =6*26 = 0,86 bc 9*20 Teste exato de Fisher = 0,81

31 Surto de Infecções de Feridas Cirúrgicas Testar Hipóteses CasosControles Enfermeira A OR = ad =10*40 = 13,33 bc 6*5 Teste exato de Fisher = 0,0000

32 Interpretação Relação de risco Enfermeira A Ala 2 Relação de proteção Vacinação

33 Relato Enfermeira A atua na enfermaria 2. No dia 9 de maio apresentou quadro de tosse, febre, mal estar geral. Mesmo com sintomas, veio ao trabalho e cuidou dos pacientes 1, 2, 4. Esses pacientes encontraram-se com outros no refeitório no inicio do quadro.

34 Pontos principais de uma investigação de surto Estabelecer a existência de um surto Verificar o diagnóstico Identificar e contar os casos Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa –Epidemiologia descritiva Classificar a epidemia Formular e testar hipótese –Epidemiologia analítica Implementar medidas de controle Comunicar os resultados

35 Medidas de proteção Avaliação contínua dos profissionais Vacinação contra gripe Pacientes (100%) PAS (100%) Treinamento e implementação das medidas de precaução e isolamento

36 Pontos principais de uma investigação de surto Estabelecer a existência de um surto Verificar o diagnóstico Identificar e contar os casos Organizar dados por Tempo, Lugar e Pessoa –Epidemiologia descritiva Classificar a epidemia Formular e testar hipótese –Epidemiologia analítica Implementar medidas de controle Comunicar os resultados

37 Contactar Diretoria do hospital DIR

38 OBRIGADO! CPCIH – HC – FMB - Unesp : (14)


Carregar ppt "Investigação de Surtos Exercício Paulo Villas Bôas CPCIH - Hospital das Clínicas Faculdade de Medicina de Botucatu Unesp."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google