A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Infecção de sítio cirúrgico O retorno Dr Renato S Grinbaum Comitê Estadual – CCIH Hospital do Servidor Público Estadual.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Infecção de sítio cirúrgico O retorno Dr Renato S Grinbaum Comitê Estadual – CCIH Hospital do Servidor Público Estadual."— Transcrição da apresentação:

1 Infecção de sítio cirúrgico O retorno Dr Renato S Grinbaum Comitê Estadual – CCIH Hospital do Servidor Público Estadual

2 Objetivos Retorno das taxas de infecção para o cirurgião como medida de prevenção Discutir motivos teóricos que motivam o retorno das taxas ao cirurgião Apresentar alguns estudos mostrando resultados do retorno Apresentar limitações e pontos polêmicos

3 O que é importante na rotina Pré-operatório Tempo de internação Nutrição Infecção remota Banho Tricotomia Descolonização Centro cirúrgico Ambiente Técnica Profilaxia Antissepsia Material Pós-operatório Drenos Curativos Alta precoce

4 Risk factors for surgical-site infection after heart surgery Fermina Mendonça Borges da Silva, MD; Eduardo Alexandrino Servolo de Medeiros, MD, PhD; Renato Satovschi Grinbaum, MD, PhD; Jacyr Pasternak, MD, PhD. Cox Multivariate analysis VariablepOdds ratioConfiance limits (95%) Team surgery A – 6.21 Team surgery B – 5.84

5 Does esophagogastric anastomotic technique influence the outcome of patients with esophageal cancer? Técnica Ausência de InfecçãoExtravazamento da anastomose Collard (grampeador)91%96% Sutura (costura)72%89% p=.001p=.09 Ercan - Journal of Thoracic & Cardiovascular Surgery. 129(3): ,631e14-631e16, March 2005.

6 Intracutaneous versus Transcutaneous Suture Techniques: Comparison of Sternal Wound Infection Rates in Open-Heart Surgery Patients. Técnica Infecção SuperficialProfunda Intracutânea16%0% Transcutânea2%0% p=.016p=ns Karabay- Texas Heart Institute Journal. 32(3): , September 2005.

7 Comparison of Deep Wound Infection Rates Using a Synthetic Dural Substitute (Neuro-Patch) or Pericranium Graft for Dural Closure. TécnicaExtravazamento Infecção LCRProfunda Neuro-patch13%15% Pericrânio1.6%5% p<.005p=.06 Malliti - Neurosurgery. 54(3): , March 2004.

8 Topical anaesthesia: a risk factor for post- cataract-extraction endophthalmitis? AnestesiaInfecção Tópica1,8% Retrobulbar0,48% Ellis - Volume 31(2), April 2003, p 125–128

9 Volume 120(1), January 2002, pp Pseudomonas aeruginosa–Related Postoperative Endophthalmitis Linked to a Contaminated Phacoemulsifier

10

11 A CCIH não sabe tudo As normas de prevenção são gerais –Aspectos importantes, mas superficiais Cada cirurgia tem sua particularidade técnica –Caso seja necessário, a CCIH deve acompanhar procedimentos –A CCIH sempre deve ouvir o cirurgião

12 Outras diferenças Além das diferenças de escolhas de técnica e instrumento, existem outras variáveis envolvidas na ocorrência de infecção

13 Effect of Surgeon and Hospital Characteristics on Outcome After Pyloromyotomy. Ly - Volume 140(12), December 2005, p 1191–1197

14 Effect of Surgeon and Hospital Characteristics on Outcome After Pyloromyotomy. Ly - Volume 140(12), December 2005, p 1191–1197

15 The Importance of Surgeon Experience for Clinical and Economic Outcomes From Thyroidectomy Sosa - Volume 228(3), September 1998, pp

16 The Importance of Surgeon Experience for Clinical and Economic Outcomes From Thyroidectomy Sosa - Volume 228(3), September 1998, pp

17 The Importance of Surgeon Experience for Clinical and Economic Outcomes From Thyroidectomy Sosa - Volume 228(3), September 1998, pp

18 ASSOCIATION BETWEEN HOSPITAL AND SURGEON PROCEDURE VOLUME AND THE OUTCOMES OF TOTAL KNEE REPLACEMENT CaracterísticaOdds ratio PneumoniaEvento adverso (pneumonia, TEP, IAM, infecção profunda, óbito) Hospital >200 vs. <25 operações/ano 0,65 (0,47-0,90)0,74(0,60-0,90) Cirurgião >50 vs. <12 operações/ano 0,72 (0,54-0,95)0,81(0,68-0,98) Katz - Journal of Bone & Joint Surgery - American Volume. 86-A(9): , September 2004.

19 Operative Field Contamination by the Sweating Surgeon Mills - The Australian and New Zealand Journal of Surgery 70(12), December 2000, pp

20 Retornar as taxas melhora o desempenho? Normas técnicas Cálculo de taxas Retorno para o cirurgião Taxa elevada? Acompanhar procedimento Formular hipóteses e normas específicas Não Sim

21 Reduced risk of surgical site infections through surveillance in a network. Ano daRedução da infecção (RR) vigilância epidemiológica Quarto ano RR=0.69( ) Quinto anoRR=0.43( ) Geubbels - International Journal for Quality in Health Care. 18(2): , April 2006.

22 Busca ativa Medidas –Retorno para equipes –Profilaxia curta –Troca de luvas e instrumental antes do fechamento da parede –Melhoria da lavagem da cavidade – 4 a 5L de SF Konishi – ICHE 27(5), May 2006, p 526–528

23 The effect of performance feedback on wound infection rate in abdominal hysterectomy. Rodriguez - American Journal of Infection Control. 34(4): , May 2006

24 Reduction in wound infection rates by wound surveillance with postdischarge follow-up and feedback. Wilson - Volume 93(5), May 2006, p 630–638

25 Reduction in wound infection rates by wound surveillance with postdischarge follow-up and feedback. Wilson - Volume 93(5), May 2006, p 630–638

26 Nem tudo é como parece Só se publica o que tem p<0,05 Estudos que mostram ausência de benefício são vistos como sem interesse

27 Changing surgical practice through feedback of performance data cirurgias limpas eletivas Retorno de dados para médicos e enfermeiros –Ausência de efetividade do retorno de dados –Redução de infecção com implementação de guias Reilly - Journal of Advanced Nursing. 38(6): , June 2002.

28 Retornar as taxas melhora o desempenho? Normas técnicas Cálculo de taxas Retorno para o cirurgião Taxa elevada? Acompanhar procedimento Formular hipóteses e normas específicas Não Sim

29 Como retornar as taxas Os colegas devem saber as taxas uns dos outros?

30 Como retornar as taxas Os colegas devem saber as taxas uns dos outros? Questões éticas Competição profissional Desconforto Códigos individuais ou sigiloso

31 Como retornar as taxas Os pacientes devem conhecer as taxas de cada cirurgião?

32 Como retornar as taxas Os pacientes devem conhecer as taxas de cada cirurgião? –Direito do consumidor –Questões éticas –Quem garante a fidedignidade do dado? Risco de subnotificação –Temos ajustes por risco que garantam justiça para o cirurgião Não Taxa por cirurgias limpas e método NNIS são estratégias pouco confiáveis

33 Conclusões A comunicação entre a CCIH e o cirurgião deve ser melhorada –O cirurgião deve ver a CCIH como um parceiro de trabalho com metas em comuns –A CCIH deve procurar o cirurgião para compreender a complexidade dos seus procedimentos Nem todas as variáveis envolvidas em risco de infecção são padronizáveis (pelo menos com facilidade)

34 Conclusões Retornar as taxas reduz a ocorrência de infecção Retornar as taxas é ético


Carregar ppt "Infecção de sítio cirúrgico O retorno Dr Renato S Grinbaum Comitê Estadual – CCIH Hospital do Servidor Público Estadual."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google