A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

É a ciência que tem por objetivo o estudo da célula e todos os fenômenos que nela ocorrem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "É a ciência que tem por objetivo o estudo da célula e todos os fenômenos que nela ocorrem."— Transcrição da apresentação:

1

2 É a ciência que tem por objetivo o estudo da célula e todos os fenômenos que nela ocorrem.

3 1595 – Holanda: JANSSEN (Hans e Zacharias) Conhecedores de óptica, trabalhavam com lentes e organizaram, em um tubo, lentes que possibilitaram a ampliação de objetos (dispositivo precursor do MO). Hans Janssen e seu MO

4 Uma réplica do primitivos microscópio de uma lente feito por van Leeuwenhoek Microscópio feito por Robert Hooke MO em Galileo Galilei e seu MO

5 Robert Hooke: 1665 – Inglaterra Usa, pela primeira vez, o termo CÉLULA, derivado do latim: cella=cela, pequeno compartimento.

6 ROBERT HOOKE

7 O termo célula foi usado pela primeira vez por Robert Hooke, quando esse cientista observava em um microscópio muito simples um pedaço de cortiça, que é um tecido vegetal obtido da casca de caules velhos de certas árvores, no qual as células já morreram. Quando morrem elas deixam espaços vazios. Assim, Hooke, ao ver aquela grande quantidade de pequeninos espaços vazios, resolveu chamá-los de células, isto é "pequeninas celas". Portanto o cientista ao analisar esse tecido morto, usou o termo célula (impróprio) para denominar tal estrutura e o mesmo é usado até hoje. Por que ele é impróprio?

8 Porque a célula não é oca ou vazia. Ela apresenta muitas estruturas no seu interior, o que não pode ser visto por Hooke, pois as células por ele observadas estavam mortas.

9 Células mortas de cortiça Células vegetais vivas

10 Em 1833: botânico escocês Robert Brown descobriu que todas as células apresentam um corpúsculo interno o núcleo. Em 1839: alemães Schwann e Schleiden estabelecem a Teoria Celular : Todos os seres vivos são formados por células. Início do século XIX já estavam descobertas as três parte fundamentais da célula: membrana plasmática, citoplasma e o núcleo. E nos vegetais a presença de uma membrana mais espessa, a parede celular clulósica. Mais tarde, estudos demonstraram a existência de granulações no citoplasma, as organelas celulares.

11 Todos os seres vivos são formados por células e por estruturas que elas produzem. Assim, as células são as unidades morfológicas dos seres vivos. As atividades essencias da vida ocorrem dentro das células. Logo, as células são as unidades funcionais ou fisiológicas dos seres vivos. Novas células formam-se apenas pela reprodução de células preexistentes, pelo processo de divisão denominado de mitose.

12 1 célula 2 células DIVISÃO: 4 células E assim por diante....

13

14

15 Membrana plasmática Citoplasma Núcleo

16

17 MEMBRANA PLASMÁTICA (MP) Ocorre em todas as células vivas, tanto animais como vegetais. É uma finíssima película que delimita o espaço celular interno isolando-o do meio externo e somente vista ao ME (microscópio eletrônico).

18 A membrana plasmática é constituída, basicamente, por duas camadas de fosfolipídios e uma de proteínas:

19 Permeabilidade seletiva ou semipermeabilidade: capacidade da membrana controlar a entrada e saída de substâncias na célula (osmose, difusão, endocitose, exocitose, entre outras). Separa o conteúdo interno do meio externo. Mantém a estabilidade do meio interno da célula. Proteção. Defesa.

20 É um envoltório relativamente espesso e que ocorre nas bactérias, em fungos algas e em vegetais. Nas plantas a PC é constituída de celulose (um tipo de açúcar) e, por isso, é denominada de parede celular celulósica. A PC tem função de dar rigidez ao vegetal, contribuindo para sua sustentação.

21 Segunda Parte

22

23 O citoplasma celular (do grego kytos e plasma, líquido), corresponde a parte interna e gelatinosa da célula que vai desde a MP até o núcleo. O citoplasma é preenchido por várias estruturas, as organelas citoplasmáticas, responsáveis pelas funções vitais da célula.

24

25 ORGANELAS CITOPLASMÁ- TICAS

26 MITOCÔNDRIAS: são organelas alongadas e com forma de bastões com cerca de 2µm e comprimento. O seu número varia nas células, podendo ser desde dezenas a centenas delas, dependendo o tipo de célula. Função: respiração celular, processo de obtenção de energia dos seres vivos.

27

28

29

30 C 6 H 12 O 6 + 6O 2 6CO 2 + 6H 2 O + ATP ATP= energia Na respiração celular a maioria dos seres vivos produz energia (ATP). Com a ação do oxigênio moléculas orgânicas, como a glicose, são decompostas originando CO 2 e H 2 O com liberação de energia.

31 RETÍCULO ENDOPLASMÁTCO: Vasta rede de tubos ou bolsas que preenche grande parte do citoplasma. O retículo é classificado em dois tipos: Retículo endoplasmático granuloso (RER) e Retículo endoplasmático liso (REL).

32

33 RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO GRANULAR(REG): Possui grânulos aderidos sobre a sua membrana, os RIBOSSOMOS. FUNÇÕES: produção (síntese) de proteínas e seu transporte no citoplasma.

34 RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO LISO (REL): NÃO possui grânulos (ribossomos) aderidos sobre a sua membrana. FUNÇÕES: produção transporte e inativação de determinadas substâncias tóxicas.

35

36

37 Do grego lise=quebra, são bolsas que contêm enzimas digestivas capazes de digerir grande quantidade de substâncias orgânicas. FUNÇÃO: digestão no interior da célula.

38

39

40 É formado de bolsas membranosas e achatadas, empilhadas umas sobre as outras. FUNÇÃO: armazenamento e eliminação de substâncias, como proteínas (muco), enzimas digestivas.

41

42 Pequeno cilindro oco constituído por nove conjuntos de três microtúbulos. Cada célula apresenta dois centríolos. FUNÇÃO: orienta divisão celular e forma os cílios e flagelos.

43


Carregar ppt "É a ciência que tem por objetivo o estudo da célula e todos os fenômenos que nela ocorrem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google