A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Experiência do Grupo Plantar Seminário: Para Mudar o Futuro Mudanças Climáticas, Políticas Públicas e Estratégias Empresariais USP – 24/08/2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Experiência do Grupo Plantar Seminário: Para Mudar o Futuro Mudanças Climáticas, Políticas Públicas e Estratégias Empresariais USP – 24/08/2006."— Transcrição da apresentação:

1 A Experiência do Grupo Plantar Seminário: Para Mudar o Futuro Mudanças Climáticas, Políticas Públicas e Estratégias Empresariais USP – 24/08/2006

2 Apresentação 1) Introdução: O que é o Grupo Plantar 2) Motivação/Bases para o envolvimento do grupo na mitigação das mudanças climáticas 3) Projetos e resultados esperados 4) Estrutura organizacional

3 1) INTRODUÇÃO

4 Principais Atividades do Grupo Plantar Gestão Florestal (Prestação de serviços de gestão florestal para terceiros) Produção e comercialização de mudas Carvão para Churrasco - 1º produto para o consumidor final certificado pelo FSC no Brasil (Mercado interno e externo). Siderurgia (Ferro Gusa, Mercado interno e externo). Créditos de Carbono (PCF -Banco Mundial/Mecanismo de Desenvolvimento Limpo) Madeira Tratada (Postes para o Programa Luz para Todos)

5 2) BASES PARA AÇÃO

6 Fontes de CARBONO para a produção de ferro Coque/Carvão Mineral Carvão Vegetal de florestas nativas Carvão Vegetal de florestas plantadas Fóssil Não-renovável/ Insustentável Limpo e renovável

7 Fonte: AMS Scenario 1 Scenario 2 Scenario 3 Avaliação de Linha de Base Créditos de carbono para combater o apagão florestal

8 Madeira renovável = Energia renovável Cenário de Linha de Base Escassez de florestas plantadas para produção de carvão vegetal e subsequente uso no processo de fabricação do ferro Emissões de CO 2 pelo uso de biomassa não-renovável ou coque no processo de produção do ferro Decision 17/CP.7 Falta de estoques de carbono (LULUCF) Decisão 19/CP.9

9 Bases para o envolvimento do Grupo Plantar em projetos de mitigação das mudanças climáticas Sustentabilidade da cadeia produtiva do Grupo Plantar e valor agregado à estrutura de prestação de serviços (nível micro) + Bases para a sustentabilidade da siderurgia brasileira (nível macro) Sustentabilidade como valor empresarial + Forte escassez de recursos para o plantio florestal sustentável como fonte de energia + Incentivo de mercado gerado pelo MDL

10 3) PROJETOS & RESULTADOS

11 Produção adicional de biomassa como energia renovável para a sustentabilidade da produção de ferro Projetos de Carbono da Plantar Desenvolvimento sustentável da siderurgia a carvão vegetal, de sua cadeia de suprimentos e das regiões do projeto Remoções líq. GEE LULUCF Redução de emissões na usina siderúrgica Redução de emissões de CH 4 na carbonização

12 Volume total de reduções de emissões/remoções de GHG: ~12,8 milhões de tCO 2 e * 2/3 na área industrial1/3 na área florestal (2/3 na área industrial e 1/3 na área florestal) Duração dos Projetos: 28 anos ( ) Mínimo de hectares de florestas plantadas Áreas de Preservação: ~8.000 hectares Créditos já negociados com o PCF: ~1,5 milhões de tCO 2 e Valor da transação com o PCF: ~US$ 5,3 milhões Os Números dos Projetos * Pode variar conforme o regime de contabilização dos créditos florestais

13 Estrutura Financeira ERs $ $

14 Sustentabilidade Social e Ambiental Mais de 1200 empregos diretos e de qualidade em áreas rurais - ginástica laboral, cestas básicas, transporte e refeições gratuitas emprego de mão de obra feminina em larga escala, meia-bolsa, etc.. Certificação pioneira FSC - Forest Stewardship Council - o que inclui diversos programas específicos de monitoramento: fauna e flora, qualidade e quantidade de água, prevenção de incêndios, educação ambiental, relações apropriadas com comunidades locais, sindicatos e vizinhos, etc. (Áreas de Curvelo, Felixlândia e Morada Nova de Minas). Plano de monitoramento de biodiversidade e condições de trabalho do Banco Mundial Outras certificações: ISO 14001, ISO 9001, Fundação Abrinq Abrinq - Plantar S/A e Siderúrgica FSC - Forest Stewardship Council ISO Plantar Siderúrgica ISO Plantar Siderúrgica

15 Múltiplos Benefícios para o Brasil - Alto potencial de remoções líquidas de GHG e de reduções de emissões, e maior sustentabilidade para uma cadeia produtiva estratégica (ferro/aço). - Além dos benefícios climáticos reivindicados sob a forma de créditos de carbono, é uma alternativa eficaz para a mitigação da principal fonte de emissões do Brasil: Mais de 75% das emissões brasileiras são geradas por mudanças do uso da terra, uso da terra e florestas (principalmente pelo desmatamento)

16 4) ESTRUTURA

17 Gerência de Projetos de Carbono Perfil Interdisciplinar Organização x Recursos Humanos

18 Realidades locais x conceitos e regras globais (e.g. elegibilidade de áreas de reforma florestal) Complexidade das regras x custos de transação Conflitos de interesse entre múltiplos atores Futuro do Protocolo de Quioto Interligação entre diferentes esquemas/mercados de reduções de emissões Maior participação do setor produtivo brasileiro nas negociações do regime global do clima. Alguns desafios

19 MUITO OBRIGADO ! Fábio Nogueira de Avelar Marques Gerente de Projetos de Carbono


Carregar ppt "A Experiência do Grupo Plantar Seminário: Para Mudar o Futuro Mudanças Climáticas, Políticas Públicas e Estratégias Empresariais USP – 24/08/2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google