A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas Biocontráteis Sistema de Contração Celular O movimento é uma característica importante dos animais A maior parte do movimento depende de um único.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas Biocontráteis Sistema de Contração Celular O movimento é uma característica importante dos animais A maior parte do movimento depende de um único."— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas Biocontráteis Sistema de Contração Celular O movimento é uma característica importante dos animais A maior parte do movimento depende de um único mecanismo fundamental. Proteínas Contráteis Actina e Miosina

2 Encontrado desde protozoários até vertebrados Desempenham diversos e diferentes papéis funcionais Cílios e flagelos São compostos de diferentes proteínas

3 Movimento Animal Principais tipos de movimento animal Ciliar Amebóide muscular

4 Movimento Amebóide Mesênquima Glóbulos brancos Ameba

5 Células amebóides pseudópodes Abaixo do plasmalema situa-se uma camada agranular e gelatinosa – ectoplasma, que circunda o endoplasma, interno e mais líquido

6 O movimento depende da actina, miosina e outras proteínas reguladoras.

7 Mecanismo proposto para o movimento pseudopodial. No endoplasma, subunidades de actina estão ligadas a proteínas reguladoras(A). Sob estímulo, força hidrostática conduz as subunidades, através de um gel pouco consistente, para a capa hialina. As subunidades de actina são liberadas das proteínas reguladoras por lipídios da membrana celular (B). As subunidades se agrupam em filamentos e, com a interação da proteína de adesão à actina, formam o ectoplasma gel (C). Na extremidade posterior, íons de cálcio ativam as proteínas separadas de actina, desfazendo a rede de modo que as moléculas de miosina possam aderir (D). As subunidades passam para o tubo de ectoplasma para serem reutilizadas.

8 Movimento Ciliar e Flagelar Os cílios são estruturas minúsculas, móveis e semelhantes a pêlos que se estendem na superfície das células de muitos animais. Os cílios são encontrados em todos os grandes grupos animais. Funções dos cílios: Movimento de pequenos organismos Propulsão de fluidos e materiais através da superfície epitelial dos grandes animais.

9 Corte transversal de um cílio, evidenciando os microtúbulos e elementos de ligação do típico arranjo de cílios e flagelos Cada microtúbulo é composto de várias subunidades proteicas chamadas tubulina Agem como pontes transversas entre os microtúbulos duplos, funcionam para produzir uma força de deslizamento entre os microtúbulos

10 Flagelo É uma estrutura em forma de chicote mais longa que um cílio que se apresenta separada ou em pequenos números na extremidade de uma célula. Encontrado nos protista flagelados, nos espermatozóides e nas esponjas. A principal diferença entre um cílio e um flagelo está no padrão de batimento e não em sua estrutura, uma vez que os dois se assemelham muito internamente.

11 No movimento ciliar os microtúbulos comportam-se como filamentos deslizantes que se movem de forma similar aos filamentos deslizantes do músculo esquelético dos vertebrados. Tipos de músculos dos vertebrados O músculo dos vertebrados, geralmente, é classificado com base na aparência das células musculares (fibras) quando observadas em microscópio óptico.

12 Músculo esquelético estriado:bandas escuras e claras. Músculo cardíaco: também possui estrias semelhantes ao músculo esquelético, mas tem células uninucleadas e ramificadas. Músculo liso:(ou visceral), faltam as características das bandas alternadas do tipo estriado.

13 Músculo estriado esquelético Poderosa e rápida contração Cansa muito mais facilmente Estimulado por fibras motoras Músculo Liso Tipicamente de ação lenta manter contração prolongada com baixo gasto de energético Está sob controle do sistema nervoso autônomo Contrações involuntárias e inconscientes. Músculo cardíaco Possui ação rápida É estriado Contração sob coando do SNA

14 Micrografias de tipos de músculos de vertebrados.A Músculo esquelético (humano) evidenciando várias fibras estriadas (células) dispostas lado a lado. Note o núcleo periférico. B. Músculo liso(humano) evidenciando a ausência de estrias. Note os núcleos alongados nas fibras longas. C. Músculo cardíaco(macaco). Note as barras verticais chamadas de discos intercalares, os quais unem as fibras separadas em suas terminações. Slide 24Slide 24

15 Tipos de Músculos dos Invertebrados Músculos lisos e estriados Há exemplos nos quais estão combinados as características estrutural e funcional dos músculos lisos e estriados dos vertebrados

16 Músculo Estriado Perna posterior de um gafanhoto Artrópode Cnidário Estrutura de uma anêmona-do-mar Hickman. Roberts. Larson – princípios integraods de zoologia – 11edição- 2004

17 Especializações musculares dos animais Músculo adutor especializado de moluscos bivalves dois tipos de fibras Músculo estriado Contrai-se rapidamente, capacitando o molusco bivalve fechar rapidamente suas válvulas quando perturbado Músculo liso Contrações lentas e tempo de contrações mais longos.Utiliza estas fibras para manter suas valvas fechadas firmemente durante horas ou mesmo dias Utilizam pouca energia metabólica e, recebem, poucos impulsos nervosos para manter seu estado ativo

18 O músculo adutor contém dois tipos de fibras

19 Músculos do vôo dos insetos Grandes freqüências batidas por segundo- mosca Em todos os insetos -O movimento da asa para cima - Contração da musculatura indireta Músculo fibrilar

20 Músculos somáticos Parede do corpo e aos apêndices Músculos viscerais Associados à faringe outras a a parede do tubo digestório Controle voluntário Controle involuntário A maioria é lisa

21 Evolução dos Músculos somáticos Musculatura somática dos peixes Consiste em miômeros ou miótomo segmentares É um dispositivo eficiente para produzir ondulações laterais do tronco e da cauda responsáveis pela locomoção

22 A transição do meio aquático para o terrestre acarretou grandes alterações nos músculos somáticos. Os apêndices tornaram-se mais importantes na locomoção e os movimentos do tronco e da cauda passaram a ter menos importância

23 Estrutura dos Músculos Estriados dos vertebrados Desenho esquemático ilustrando a organização do músculo estriado esquelético. À direita, abaixo, o esboço de um músculo do qual foi retirado um segmento(em pontilhado), representado na figura maior à esquerda

24 Diagrama ilustrando a estrutura e a posição dos filamentos finos e grossos do sarcômero. A estrutura molecular desses elementos é mostrado à direita.(Desenho de Sylvia Colard Keene.Reproduzido com permissão de Bloom W. Fawcett DW: Text-book of Histology, 9th ed. Sauders, 1968.)

25

26

27 Performance Muscular dos vertebrados Fibras rápidas e lentas Possuem mais de um tipo de fibra. Músculos Esqueléticos Fibras vermelhas - Fibras lenta Contrações lentas s/ fadiga; São importantes na manutenção e postura, vertebrados terrestres. Músculos vermelho Suprimento sangüíneo considerável Alta densidade de mitocôndrias p/ fornecimento de ATP, as quais fornecem reserva de oxigênio. Reserva abundante de mioglobina

28 2 – Dinucleotídio-tetrazólio de nicotinamida adenina Histologia- texto e atlas- 2 edição- Michael H. Ross e Lynn J. Romrell- 1993

29 Fibras rápidas São dois tipos falta suprimento sangüíneo; falta alta densidade de mitocôndrias e mioglobina; São chamados de músculos brancos De função anaeróbica e cansam rapidamente. A carne branca do frango I Suprimento sangüíneo considerável; Alta densidade de mitocôndrias; mioglobinas Funções amplamente aeróbica II Tanto a I quanto a II são utilizadas para atividades rápidas e contínuas


Carregar ppt "Sistemas Biocontráteis Sistema de Contração Celular O movimento é uma característica importante dos animais A maior parte do movimento depende de um único."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google