A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Juliano Scherer Teles Jane Fleck Pontes Fabrício Silva Azeredo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Juliano Scherer Teles Jane Fleck Pontes Fabrício Silva Azeredo."— Transcrição da apresentação:

1 Juliano Scherer Teles Jane Fleck Pontes Fabrício Silva Azeredo

2 Karl Marx (1818 – 1883)

3 EXÉRCITO DE RESERVA CONCEITO: consiste no proletariado que é composto pelos desempregados. Exército industrial de reserva é um conceito desenvolvido por Karl Marx em sua crítica da economia política, e refere-se ao desemprego estrutural das economias capitalista. O exército de reserva corresponde à força de trabalho que excede as necessidades da produção. Para o bom funcionamento do sistema de produção capitalista e garantir o processo de acumulação, é necessário que parte da população ativa esteja permanentemente desempregada.

4 MAIS-VALIA CONCEITO: Mais-valia é o termo usado para designar a disparidade entre o salário pago e o valor do trabalho produzido. É o termo famosamente empregado por Karl Marx à diferença entre o valor final da mercadoria produzida e a soma do valor dos meios de produção e do valor do trabalho, que seria a base do lucro no sistema capitalista A Mais-valia é divida em duas modalidades: Absoluta e Relativa.

5 Mais-valia Absoluta O salário destinado a um trabalhador poderia ser pago com as riquezas que ele produz, por exemplo, ao longo de dez dias de um mês. Contudo, segundo o contrato de trabalho, o operário seria obrigado a cumprir os demais vinte dias restantes para receber o seu salário de forma integral. Dessa forma, o dono da empresa pagaria o valor equivalente a dez dias trabalhados e receberia gratuitamente a riqueza produzida nos vinte dias restantes.

6 Mais-valia Relativa Instalada pelo processo de modernização tecnológico do ambiente fabril. Nesse caso, o trabalhador adequava o exercício de suas funções ao uso de um novo maquinário capaz de produzir mais riquezas em um período de tempo cada vez menor.

7 Nesse caso, o trabalhador recebia o mesmo salário para desempenhar uma função análoga ou, em alguns casos, ainda mais simples. Graças à nova máquina ou técnica de produção utilizada, o dono da empresa necessitava de um número de dias ainda menor para cobrir o custo com o salário do trabalhador. Assim, ficava sendo necessários, por exemplo, apenas cinco dias trabalhados para que ele pudesse pagar pelo mesmo salário mensal que devia ao seu empregado.

8 DESTINO DA HUMANIDADE Marx tinha uma visão otimista do destino da humanidade, acreditando ser possível que na batalha final, os operários venceriam os capitalistas por serem maioria na sociedade. Com a vitória do proletariado se construiria um mundo ideal, onde as diferenças de classe tenderiam a desaparecer, e a igualdade seria estabelecida entre os homens. Em seu Manifesto Comunista de 1848, afirma que: os proletários nada têm a perder, a não ser seus grilhões. E têm um mundo a ganhar. Para Marx, as lutas sociais decorriam da Revolução industrial na Europa e do conflito entre burgueses e trabalhadores. A luta de classes sempre esteve presente na história da humanidade e variava de acordo com época. Na obra O Capital, Marx, descreve o sistema capitalista, sua evolução e suas transformações e prevê uma grande crise, uma espécie de catástrofe geral da economia capitalista. Essa falência do capitalismo ocorreria primeiramente nos países mais industrializados da Europa.

9 Referências Bibliográficas religiosa-no-pensamento-de-karl-marx/http://pensamentoextemporaneo.wordpress.com/2011/10/14/a-alienacao- religiosa-no-pensamento-de-karl-marx/ erepublik /1/20http://www.erepublik.com/pt/article/marx-o-ex-rcito-de-reserva-e-o- erepublik /1/20 os/File/mais-valia.pdfhttp://www.roocarneiro.seed.pr.gov.br/redeescola/escolas/5/2270/15/arquiv os/File/mais-valia.pdf


Carregar ppt "Juliano Scherer Teles Jane Fleck Pontes Fabrício Silva Azeredo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google