A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Adriano Valenga Arruda Segundo reinado Segundo reinado A aristocracia rural se consolida no poder. Bandeira do Segundo Reinado no Brasil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Adriano Valenga Arruda Segundo reinado Segundo reinado A aristocracia rural se consolida no poder. Bandeira do Segundo Reinado no Brasil."— Transcrição da apresentação:

1 Adriano Valenga Arruda Segundo reinado Segundo reinado A aristocracia rural se consolida no poder. Bandeira do Segundo Reinado no Brasil.

2 Adriano Valenga Arruda Golpe da maioridade

3 Adriano Valenga Arruda E nada se altera com o golpe... NADA DE MEXER NA GRANDE PROPRIEDADE!! NEM NO TRABALHO ESCRAVO!!

4 Adriano Valenga Arruda O Brasil buscou afirmar-se como nação. A economia: café (produto fundamental). Pressões inglesas para a extinção do tráfico negreiro criada a Presidência do Conselho de Ministros- Parlamentarismo. Criação da Lei de Terras Imigração européia – 1847, Nicolau de Campos Vergueiro. Dom Pedro II

5 Adriano Valenga Arruda Parlamentarismo às avessas BrasilInglaterra Quem manda é o Rei exercendo o poder moderador. Com eleições o povo vota e escolhe o parlamento que exerce o poder legislativo. O Rei indica o 1º ministro que governa o país exercendo o poder executivo. O parlamento indica o 1º ministro que é o chefe de estado e governa o país exercendo o poder executivo. O 1º ministro que convoca as eleições para se formar o parlamento que exerce o poder legislativo. Rei reina mais não Governa.

6 Adriano Valenga Arruda Se é tão óbvio que esse parlamentarismo à brasileira era inverso daquele praticado em outras partes do mundo, por que chamá-lo de parlamentarismo? Ou melhor, por que a sociedade brasileira daquela época assim o fazia?

7 Adriano Valenga Arruda Parlamento britânico

8 Adriano Valenga Arruda Rebeliões Liberais 1842 : Barbacena(MG) Sorocaba(SP) 1848 Praieira(Pernambuco) Questão Christie Guerra do Paraguai ( )

9 Adriano Valenga Arruda PRAIEIRA

10 Adriano Valenga Arruda A Revolta Praieira, também denominada como Insurreição Praieira, Revolução Praieira ou simplesmente Praieira, foi um movimento de caráter liberal e separatista que eclodiu na então Província de Pernambuco, no Brasil, entre 1848 e 1852.Pernambuco Brasil

11 Adriano Valenga Arruda Quem viver em Pernambuco não há de estar enganado: Que, ou há de ser Cavalcanti, ou há de ser cavalgado." (Quadra popular)

12 Adriano Valenga Arruda Processo Eleitoral Eleições do Cacete Revolução Liberal de 1842 Revolução Praieira Depois da Praieira Derrota de MG e SP Única tentativa de Revolta com ideal definido O QUE ACONTECEU Paz Interna

13 Adriano Valenga Arruda Economia imperial

14 Adriano Valenga Arruda Até 1860, a economia brasileira ainda apresentava características coloniais: Exportação de matérias primas para o mercado externo; Mercado interno insignificante; Burguesia industrial praticamente inexistente; Comércio exterior controlado por estrangeiros; Dependência de produtos estrangeiros.

15 Adriano Valenga Arruda O que mudou na Economia 1) Tarifa Alves Branco (1844): a umento da arrecadação fiscal do Estado 2) Fim do Trafico Negreiro (1850): r ealocação dos capitais antes destinados à compra de escravos para a indústria.

16 Adriano Valenga Arruda 3) Ascensão do Café: - Produto sem concorrência no mercado internacional e valorizado após a - Revolução Industrial pelas suas propriedades estimulantes; - Modernização da infra-estrutura (estradas, portos, etc). 4) Surgimento do trabalho assalariado – imigrantes: - Mais produtivo, proporciona retorno dos investimentos. 5) Lenta urbanização e aumento do mercado interno.

17 Adriano Valenga Arruda Base Econômica Cafeicultura Regiões Produtoras Mão de Obra Vale do Paraíba SOLUÇÃO Imigração Oeste Paulista ANTI GA

18 Adriano Valenga Arruda IMIGRAÇÃOIMIGRAÇÃO

19 Teatro Municipal de Manaus

20 Adriano Valenga Arruda Crescimento da população imigrante

21 Adriano Valenga Arruda Política Manutenção da unidade territorial brasileira; Poder Moderador; Centralização do poder político nas mãos do imperador; Conselho de Estado; Elites agrárias participavam do governo; Conservadores e Liberais – farinha do mesmo saco; Ministros deveriam obedecer ao Imperador e não ao Parlamento; Consolidação do Estado brasileiro nas mãos das elites; Voto censitário e eleições fraudulentas.

22 Adriano Valenga Arruda O café: expansão Principais áreas de produção do CAFÉ RegiõesMão-de-obra Vale do ParaíbaEscrava Oeste PaulistaLivre Causas da expansão: Monocultura, ferrovias, portos, consumo mundial de café em expansão, terras boas e sem preço, mão-de-obra barata, livre, colonato, escravo branco.

23 Adriano Valenga Arruda Oeste Paulista: - Trabalho livre, quem plantava era a burguesia do café, eram liberais e republicanos, adotavam o abolicionismo. Vale do Paraíba: - Trabalho escravo, eram a oligarquia do café, conservadorismo, davam apoio à Realeza.

24 Adriano Valenga Arruda

25

26

27 O ciclo da borracha justificou a construção da estrada Madeira Mamoré.

28 Adriano Valenga Arruda Embarque do café em 1885 – Fotografia de Marc Ferrez.

29 Adriano Valenga Arruda


Carregar ppt "Adriano Valenga Arruda Segundo reinado Segundo reinado A aristocracia rural se consolida no poder. Bandeira do Segundo Reinado no Brasil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google