A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto"— Transcrição da apresentação:

1 II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto Conceitos Avançados de Síntese de Imagens Marcio Lobo Netto 2002 AULA 0? Modelos Globais de Iluminação Cenários Estáticos Universidade de São Paulo Escola Politécnica Engenharia de Sistemas Eletrônicos

2 II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto set. 2002Conceitos Avançados de Síntese de Imagens2 Objetivo desta Aula Estudar métodos adequados para computo da iluminação global em cenários estáticos Analisar suas limitações Analisar suas aplicações

3 II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto set. 2002Conceitos Avançados de Síntese de Imagens3 Conceitos coerência espacial e temporal Coerência espacial –Proximidade de características visuais entre pontos dentro de uma certa vizinhança Coerência temporal –Proximidade de características visuais entre pontos dentro de um intervalo temporal

4 II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto set. 2002Conceitos Avançados de Síntese de Imagens4 Cenários estáticos Cálculo da distribuição da iluminação –Iluminação difusa não se altera com reposicionamento da câmera (independente do observador) Não é preciso ser refeito nenhum cálculo na distribuição da iluminação –Iluminação especular se altera com reposicionamento da câmera (dependente do observador) É preciso ser refeito algum cálculo na distribuição da iluminação

5 II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto set. 2002Conceitos Avançados de Síntese de Imagens5 Cenários estáticos Cálculo da visualização da iluminação –Imagem correspondente à iluminação difusa pode ser sintetizada por hardware sem exigências especiais –Imagem correspondente à iluminação especular deve requerer atualização na cena para poder ser transformada em imagem –(MELHORAR !!!)

6 II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto set. 2002Conceitos Avançados de Síntese de Imagens6 Realismo da imagem Em imagens independentes –Há independência entre os procedimentos de cálculo –Foco na qualidade de cada imagem Realismo fotográfico –Radiosidade Permite um único cálculo para toda a cena Depois do que podem ser tiradas tantas fotos quanto se queira, sem recalcular o a iluminação da cena –Ray-Tracing Processo exige recalculo para cada foto

7 II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto set. 2002Conceitos Avançados de Síntese de Imagens7 Realismo da imagem Em seqüências de imagens (filmes) –Há dependência entre os procedimentos de cálculo –Foco entre a qualidade de cada imagem e a noção de movimento Realismo fotográfico e animação –Se for interativa, há que se estabelecer um compromisso ente qualidade e taxa de atualização das imagens

8 II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto set. 2002Conceitos Avançados de Síntese de Imagens8

9 II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto set. 2002Conceitos Avançados de Síntese de Imagens9


Carregar ppt "II – Modelos Globais de Iluminação – Cenário Estático Escola Politécnica da USP Engenharia de Sistemas Eletrônicos Marcio Lobo Netto"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google