A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O SISTEMA DE TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGAS ESTRADA DE FERRO CARAJÁS - CVRD CONCESSÕES INTEGRAIS ESTRADA DE FERRO VITÓRIA-MINAS - CVRD FERROVIA NORTE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O SISTEMA DE TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGAS ESTRADA DE FERRO CARAJÁS - CVRD CONCESSÕES INTEGRAIS ESTRADA DE FERRO VITÓRIA-MINAS - CVRD FERROVIA NORTE."— Transcrição da apresentação:

1

2 O SISTEMA DE TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGAS

3 ESTRADA DE FERRO CARAJÁS - CVRD CONCESSÕES INTEGRAIS ESTRADA DE FERRO VITÓRIA-MINAS - CVRD FERROVIA NORTE SUL - VALEC (EM PROCESSO DE PRIVATIZAÇÃO) FERROVIAS NORTE BRASIL - FERRONORTE

4 PRIVATIZAÇÃO

5 FERROVIA PÚBLICA E OPERAÇÃO PRIVADA MALHAS DA RFFSA E FEPASA ARRENDAMENTO DOS ATIVOS OPERACIONAIS CONCESSÃO PARA EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGAS POR 30 ANOS PRORROGÁVEIS FIXAÇÃO DE METAS DE DESEMPENHO (PRODUÇÃO E ACIDENTES)

6 Cronograma de Privatização do Setor Ferroviário Ferrovia Novoeste 05/03/1996 FCA - Ferrovia Centro-Atlântica 14/06/1996 MRS Logística 20/09/1996 Ferrovia Teresa Cristina 22/11/1996 FSA – Ferrovia Sul-Atlântico (ALL–Delara) 13/12/1996 CVRD – Cia Vale do Rio Doce 27/06/1997 CFN – Cia Ferroviária do Nordeste 18/07/1997 Ferroban 10/11/1998

7 RFFSA O Modelo de Concessão Fundada em 1957, resultado da fusão de 18 ferrovias, a RFFSA esteve organizada em 12 superintendências regionais, que foram subdivididas em 5 malhas que foram concedidas à iniciativa privada, sendo: Sul, Oeste, Leste e Nordeste (com bitola métrica), e Sudeste de com bitola larga (1,60m). Além desses, houve um leilão específico para o trecho isolado da Ferrovia Teresa Cristina, em Santa Catarina. Cada malha veio a possuir dois contratos, um junto ao Ministério dos Transportes que lhe conferiu o direito de exploração dos serviços ferroviários, e outro com a RFFSA, que arrecadou seus ativos operacionais. O valor total das privatizações alcançou o montante de U$ 1,2 bilhão, sendo efetuada sob a forma de concessões firmadas com o Governo Federal, válidas por um período de 30 anos, com a opção de prorrogação de mais 30 anos.

8 FEPASA O Modelo de Concessão A privatização da malha paulista ocorreu em novembro de 1998, sendo arrematada pelo valor de R$ 245 milhões. Assim como as malhas da RFFSA, o contrato de concessão da Malha Paulista também previu um prazo de 30 anos, renovável por mais 30 anos. Criada em 1971, a partir da unificação de 5 ferrovias de propriedade do Governo Estadual, a ferrovia está situada no Estado de São Paulo, representando15% da malha ferroviária brasileira.

9 Porto de Imbituba Porto de Paranaguá Porto de Itaqui Porto de Pecém Porto de Suape Porto de Aratu Porto de Salvador Porto de Tubarão Porto do Rio de Janeiro Porto de Rio Grande Porto de Santos Porto de Sepetiba Porto São Francisco do Sul Porto de Juazeiro Vitória Belo Horizonte Natal João Pessoa Recife Maceió Aracaju FortalezaTeresina São Luis Belém Macapá Manaus Palmas Porto Velho Campo Grande Curitiba Florianópolis Porto Alegre Rio de Janeiro Brasília Salvador São Paulo Cuiabá Rio Branco C ONCESSÕES I NTEGRAIS E STRADA D E F ERRO C ARAJÁS E STRADA D E F ERRO V ITÓRIA A M INAS F ERRONORTE F ERROVIA N ORTE - S UL C ONCESSÕES O PERACIONAIS A MÉRICA L ATINA L OGÍSTICA D O B RASIL C IA F ERROVIÁRIA D O N ORDESTE F ERROBAN F ERROPAR F ERROVIA T ERESA C RISTINA N OVOESTE F ERROVIA C ENTRO -A TLÂNTICA M RS L OGÍSTICA

10 COMITÊS

11 COMITÊ JURÍDICO COMITÊS COMITÊ DE SUPRIMENTOS COMITÊ DE SEGURANÇA OPERACIONAL COMITÊ COMUNICAÇÃO COMITÊ DE MEIO AMBIENTE

12


Carregar ppt "O SISTEMA DE TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGAS ESTRADA DE FERRO CARAJÁS - CVRD CONCESSÕES INTEGRAIS ESTRADA DE FERRO VITÓRIA-MINAS - CVRD FERROVIA NORTE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google