A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Logística Vale Bienal dos Negócios da Agricultura 21/08/2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Logística Vale Bienal dos Negócios da Agricultura 21/08/2009."— Transcrição da apresentação:

1 Logística Vale Bienal dos Negócios da Agricultura 21/08/2009

2 2 Ferrovias Estrada de Ferro Carajás - EFC Ferrovia Norte Sul – FNS Ferrovia Norte Sul – FNS (em construção) Estrada de Ferro Vitória a Minas Ferrovia Centro Atlântica (FCA) Ferroban – Direito de Passagem FCA Legenda Portos Complexo Portuário de Tubarão (Vitória-ES) Terminal de Produtos Diversos – TPD Terminal de Granéis Líquidos – TGL Terminal de Praia Mole – TPM Terminal Marítimo Inácio Barbosa (Aracaju-SE) Terminal Marítimo de Ponta da Madeira (S.Luís-MA) Logística Vale Corredores Logísticos Principais segmentos: agricultura, siderurgia, industrializados e construção.

3 3 (US$ milhões) Logística Vale Para suportar seu crescimento, a Vale investiu em logística mais de US$ 5,2 bi nos últimos 6 anos Investimentos

4 4 FERROVIA NORTE SUL Novo corredor de escoamento de carga geral para exportação, principalmente de grãos Investimentos de US$ 790 milhões ao longo de 5 anos (subconcessão + investimentos) Geração de empregos diretos e indiretos a partir de 2009 NOROESTE DE MINAS GERAIS Desenvolvimento de nova fronteira agrícola através de corredor logístico integrado de exportação Investimentos de R$ 300 milhões (FCA e parceiros) Geração empregos em toda a cadeia produtiva e grande impacto sócio-econômico Logística Vale Comprometida com o desenvolvimento do País e do agronegócio, a Vale investe em novos corredores logísticos Desenvolvimento de Novos Corredores

5 5 Terminais de carga Escritório da CAMPO O Projeto Ferrovia Norte Sul Terminais de Carregamento Porto Franco/MA km 200 (713km até São Luís/MA) Colinas do Tocantins/TO km 455 (968km até São Luís/MA) Palmas/TO km 719 (1.232 km de São Luís/MA) A Vale opera desde o início da década de 90 o trecho de 200 km entre Açailândia e Porto Franco, construídos pela Valec Sinergia privilegiada com a EFC e com o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira e Porto de Itaqui (Berço 105) em São Luís Porto de Itaqui Capacidade de receber grandes navios cargueiros Proximidade dos principais mercados – EUA, Europa e Asia Ampliação do Corredor Logístico da Região Centro-Norte

6 6 225 km, construídos pela Valec, sendo 200 km operados pela Vale entre Açailândia e Porto Franco; 134 km de Estreito e Araguaína, construídos pela Valec (*); 361 km a serem construídos pela Valec (*), incluindo: 213 km de Araguaína a Guaraí, a serem construídos pela Valec, com recursos da sub-concessão – Abr/ km de Guaraí até Palmas, a serem construídos pela Valec, com recursos da sub-concessão – Dez/2009 (*) A conclusão da instalação do trecho da FNS até o município de Palmas é responsabilidade da Valec Com a aquisição pela Vale da sub-concessão da Ferrovia Norte Sul, a linha ferroviária operada se estenderá até Palmas, capital do estado do Tocantins, totalizando 720 km Ferrovia Norte Sul Infraestrutura Ferroviária

7 7 Berço 105 Berço 103 Tegram Correia transportadora TMPM Compelxo Portuário de PDM - Itaqui Infraestrutura Portuária Cap. estática Total: t

8 8 PREMISSAS: Tulha de 1500 toneladas. Taxa de carregamento de 1000 t/hora. 2 Silos de 6000 t cada. Operação provisória com sugadores em Julho/09. Previsão de entrada em operação com estrutura definitiva: início de Outubro/2009. Operação da FNS. Colinas do Tocantins Pátio de transbordo de grãos Ferrovia Norte Sul

9 9 Adubo Grãos Combustív el Área reservada para operação Via de acesso restrito Ferrovia Norte Sul Terminal de Colinas do Tocantins (TO) Visita do Presidente Lula ao terminal em 11/12/08 Realizado o primeiro trem carregado com soja no Tocantins Projetos – Pátio e Terminal de Carregamento

10 10 Forças do Deslocamento da Produção Localização privilegiada Área Disponível Apta para Grãos na Região Cultivo atual: 15% da área atual 2,5 milhões de ha aptos disponíveis Produção potencial: 6,3Mt soja Noroeste de Minas Vantagens Competitivas da Região Fonte: estudo CAMPO Consultoria FerroviaPorto Noroeste de MG Norte do MT Nordeste do MT Norte de GO Oeste da BA Sul do PA Fronteira agrícola Distância (km) Logística competitiva (Vale/FCA) Grande potencial agrícola

11 11 Terminal Intermodal de Pirapora (TIP) Compromisso do Governo do Estado em manter rodovias da região com condições de trafegabilidade Corredor ferroviário de Pirapora à Vitória ágil e eficiente Moderno terminal portuário (TPD) com capacidade para navios de grande porte (Cape Size) Reforma/recuperação e aquisição de locomotivas e vagões Novo Corredor Logístico para Exportação de Grãos Noroeste de Minas O Projeto

12 12 Noroeste de Minas Primeiro carregamento de soja realizado em 18/03/09 Terminal inaugurado em 16/04/09 Terminal Intermodal de Pirapora (TIP)

13 13 Vale – Complexo de Tubarão/Vitória – ES Silos de armazenagem de grãos Cap. estática Total: t

14 14 Obrigado Ney Fontes Vale – Departamento de Comercialização de Logística Tel: (11)


Carregar ppt "Logística Vale Bienal dos Negócios da Agricultura 21/08/2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google