A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Seminário de Resseguro para Riscos de Saúde Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Seminário de Resseguro para Riscos de Saúde Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna."— Transcrição da apresentação:

1 Seminário de Resseguro para Riscos de Saúde Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

2 Agenda Alguns dados e informações – Breve informação sobre o Mercado Internacional de Resseguros – Mercado Brasileiro de Seguro Entendendo o resseguro: – Como o resseguro pode ajudar empresas que aceitam riscos a administrar os mesmos – O que é resseguro? – Quem oferece resseguro? – Quem faz resseguro? – Benefícios do resseguro Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

3 Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Fonte : Swiss Re - Sigma Mercado Internacional de Seguros Volume de Premio Mercado Mundial de Seguros US$ BilhãoUS$ Regiao % Mercado Mundial% do PIB Premio Percapita America 1.325, ,0035,51%7,59% 1.489,00 America do Norte 1.253,00 188,0033,59%8,64% 3.790,00 America Latina e Caribe 71,00 59,001,92%2,42% 128,00 Europa 1.510, ,0040,45%8,41% 1.776,00 Asia 789,00 766,0021,14%6,54% 199,00 Oceania 58,00 56,001,56%6,69% 1.763,00 Africa 50,00 43,001,34%4,79% 53,00 Mundo 3.732, ,00100,00%7,72% 565,00 Seguro de Vida 2.192, ,0058,74%4,53% 332,00 Seguro Não Vida 1.540, ,0041,26%3,18% 233,00

4 Mercado Internacional Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Fonte : Sigma 4/2007 Swiss Re, ano base Os dados acima só incluem operações de Seguros Gerais, Vida e Saúde (por Seguradoras), sem incluir outros operadores de Saúde e Previdência. País ou Região% PIB de Seguros Brasil2,84% Chile3,28% LA e Caribe2,42% EUA8,82% África4,79% Europa8,41% Ásia6,54%

5 Mercado Internacional Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Seguro na América Latina e Caribe Vida e Não-Vida % 10% 21% 7% 8% Brasil México Argentina Venezuela Demais % Colômbia US$ Milhões 7% Chile 4,704 Fonte: Sigma n o 4/2007

6 Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Mercado Segurador Brasileiro Total R$

7 Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Arrecadação por Grupo R$ Bilhões% do PIB Seguros Gerais 29.81,15% Saúde (incluindo Seguradoras, Operadoras de Planos de Saúde, Autogestões e etc) 41.01,58% Pessoas (incluindo, Vida e Previdência Aberta) 37.31,44% TotaI : 107,14,12% Fonte : Fenaseg, Caderno de Projeções 2008 – 2010, mais dados sobre saúde. Mercado Brasileiro de Seguros

8 Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Participação do Resseguro no Mercado de Seguros Prêmio Emitido Fonte: Seguro – SUSEP/ Retrocessão ao Exterior e Retenção - IRB

9 MERCADO BRASILEIRO DE RESSEGURO PRÊMIO DE RESSEGURO RISCOS TRANSPORTES 25% RISCOS FINANCEIROS 9% SEGUROS DE GOVERNO 5% RISCOS PESSOAIS 5% DEMAIS 1% RISCOS PROPRIEDADES E ENERGIA 55%

10 Prêmio Mercado Segurador Seguro x Resseguro Obs:: No Mundo Vida – 1,9% Não Vida – 13,8%

11 O que é Resseguro O resseguro é o seguro das seguradoras. É um contrato entre uma cedente e um ressegurador, que concorda em indenizar uma parte ou todo o dano que aquela tenha que indenizar em decorrência dos riscos que assumiu em apólices de seguro. Em contrapartida, a cedente paga um prêmio de resseguro, e fornece informações necessárias para a análise, fixação do preço e gestão dos riscos cobertos pelo contrato de resseguro. Resseguro é ao mesmo tempo uma ferramenta técnica e financeira para reduzir as diferenças nos resultados de um ano para outro em diferentes carteiras de negóçios de seguros. Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

12 Quem oferece resseguro Grandes Empresas de Resseguro Seguradoras com Departamento de Resseguro Pequenas empresas de resseguro especializadas em nichos de mercado Lloyds de Londres (Sindicatos) Pools e Associações de Empresas com especialização em ramos ou tipo de riscos ART (Cativas, Cat Bonds, Derivativos, etc.) Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

13 Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Fonte: Standard & Poor´s Ano 2005 (US$ Milhões) 20 Maiores Companhias de Resseguros do Mundo

14 Alternativas ao Resseguro Aumento de Capital Reduzir o volume de negócios Cessão de riscos em Cosseguro Transferencias de Riscos Alternativas (ART)

15 Quem contrata Resseguro Cedentes cujas carteiras de apólices estejam muito expostas a catástrofes naturais Pequenas seguradoras com atuação regionalizada Carteiras de ramos com um pequeno número de riscos de grande exposição (como aeronáuticos ou industriais) Seguradoras de vida com uma maior proporção de contratos contendo riscos de morte ou de invalidez Empresas que expandem seus produtos ou que entram em novas regiões Empresas que desejam melhorar seu rating ou precisam atender exigencias de orgão reguladores. Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

16 Benefícios do resseguro Menor volatilidade dos resultados de subscrição. Auxílio de capital e financiamento flexível. Acesso à experiência e aos serviços do ressegurador, especialmente no desenvolvimento de produtos, na taxação, subscrição e gestão de sinistros. O resseguro torna o seguro mais estável e mais atraente para o investidor Alguns benefícios podem ser diferentes dependendo do nicho de atuação das cedentes

17 Como as Cedentes contratam Resseguro Prêmio Broker Ressegurador Cedente Sinistros

18 Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Avaliação da Qualidade dos Serviços Como as Seguradoras escolhem corretor e resseguro direto iguais 35% corretor pouco melhor que resseguro direto 26% corretor muito melhor que resseguro direto 18% resseguro direto pouco melhor que corretor 18% resseguro direto muito melhor que o corretor 3% Fonte: Pesquisa com Seguradoras Americanas – Revista Business Insurance (2003)

19 Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Agentes Relevantes na Tomada de Decisão das Seguradoras Fonte: Pesquisa com Seguradoras Americanas – Revista Business Insurance (2003) Como as Seguradoras escolhem

20 Fonte: Reaction jan. de 2004 Fonte: Pesquisa com Seguradoras Americanas – Revista Business Insurance (2003) Como as Seguradoras escolhem

21 Resseguro em Seguros não-vida: Resultados de subscrição menos voláteis e maior capacidade – O resseguro permite que as seguradoras aproveitem economias de escala, otimizando o uso de seu Capital e atendendo as exigencias de Margem de Solvencia – Os conhecimentos dos resseguradores auxiliam as seguradoras a administrar seus riscos Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

22 Resseguro em Seguros de vida: Controles de acúmulos, conhecimentos especializados e financiamentos – As seguradoras de vida fazem resseguro para minimizar o impacto potencialmente negativo de grandes riscos. – Planos de resseguro de vida permitem o acesso aos conhecimentos especializados do ressegurador quanto à subscrição e gestão de sinistros, assim como taxação e desenvolvimento de produtos. Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

23 Como os Resseguradores operam Os resseguradores desenvolvem sofisticados processos de gestão de risco, para assegurar que possam honrar as suas obrigações financeiras. – A meta final da gestão de riscos é garantir em longo prazo a sobrevivência da companhia de resseguros. – Alguns riscos que os resseguradores estào expostos: Taxa de Juros, Taxa de Cambio, Catastrofes, Erros das Cedentes, Grandes Sinistros individuais, Epidemias, Inflação. Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

24 Como os Resseguradores operam A subscrição é o primeiro passo para determinar se o ressegurador pode cobrir o risco – Análise de risco, termos e condições – Alocação de capacidade, controles de seus acúmulos e limite máximo de aceitação – Riscos existentes deverão ser identificados – Potencial de danos por catástrofes – Taxação e cláusulas contratuais do seguro e do resseguro Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

25 Equilíbrio entre riscos retidos e transferidos Os resseguradores podem desejar transferir para fora da empresa alguns dos riscos assumidos. Para isso, podem utilizar: Retrocessão A retrocessão é a transferência a outros resseguradores ou mesmo seguradores de prêmios que lhe haviam sido cedidos., assumindo desta forma o riscos de crédito dos retrocessioários Securitização Uma alternativa à retrocessão é a securitização, quando os riscos extremos são transferidos ao mercado de capitais na forma de títulos negociáveis. Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Como os Resseguradores operam

26 Tipos e Formas de Resseguro: 2 Formas de Contratação 2 Grupos de Tipos de Resseguros Resseguros Não Tradicionais (ART) Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

27 Formas e Tipos de Resseguro: Facultativo Contrato Proporcional Não Proporcional Não Proporcional Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

28 Proporcionais – Quota-Parte – Excedente de Responsabilidade Não Proporcionais – Excesso de Danos por risco – Excesso de Danos por ocorrência – Excesso de Sinistralidade – Excesso de Danos no Agregado Tipos de Resseguro: Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

29 O ressegurador aceita o prêmio fixado na apólice e recebe o percentual desse prêmio conforme sua proporção no risco cedido O ressegurador participa nos sinistros nessa mesma relação O ressegurador paga uma comissão sobre os prêmios cedidos Características dos Resseguros Proporcionais Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

30 Colocação de Resseguro Proporcional (ER ou Quota) Risco de R$ 100 milhões LR de R$ 30 milhões Seguradora 30% Resseguro 70% Em um Sinistro de 35 milhões a distribuição dos prejuízos ficaria: Cedente: 10,5 M (30%) Resseguro: 24,5 M (70%) Planos de Resseguros Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

31 Características dos Resseguros Não Proporcionais A divisão de responsabilidades não é proporcional O foco é a dimensão da perda As taxas de resseguro são distintas das do seguro Não há comissão de resseguro Sinistros são pagos individualmente Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

32 Colocação de Resseguro Não - Proporcional (ED) Risco de R$ 100 milhões - LR de R$ 30 milhões Seguradora 30% Resseguro 70% Em um Sinistro de 35 milhões a distribuição dos prejuízos ficaria: Cendente : 30,0 M Resseguro: 5,0M Planos de Resseguros Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

33 Excedente de Responsabilidade Quota-parte (Finito ou não), desde que o resultado seja positivo para o ressegurador Surplus Relief (Resolver problemas de falta de capital) Excedente de Responsabilidade Quota-parte (cessão ao ressegurador em troca de tecnologia) Educacional (troca de experiência) Quota-parte E D por Risco ED por evento ED Catastrofe Proteção contra catástrofes Excedente de Responsabilidade E D por Risco ED por evento Stop Loss Estabilização dos resultados da cedente Quota-parte (apesar de muito caro para isso) E D por Risco Excedente de Responsabilidade Evento de Vulto individual Também pode ajudarMelhor SoluçãoObjetivo Planos de Resseguro e seus Usos Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna

34 Seminário de Resseguro para Riscos de Saúde Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna Perguntas Obrigado


Carregar ppt "Seminário de Resseguro para Riscos de Saúde Princípios Técnicos de Resseguro Pedro Arthur Sant Anna."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google