A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fitogeografia – Eng. Florestal Aula 8 – Caatinga, Pampas, Vegetação do Paraná Dois Vizinhos, 25/06/2010 Prof. Dr. Mauricio Romero Gorenstein.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fitogeografia – Eng. Florestal Aula 8 – Caatinga, Pampas, Vegetação do Paraná Dois Vizinhos, 25/06/2010 Prof. Dr. Mauricio Romero Gorenstein."— Transcrição da apresentação:

1 Fitogeografia – Eng. Florestal Aula 8 – Caatinga, Pampas, Vegetação do Paraná Dois Vizinhos, 25/06/2010 Prof. Dr. Mauricio Romero Gorenstein

2 Objetivo da Aula de hoje Apresentar a fitogeografia da Caatinga, Estepes e Fitogeografia do Paraná; Bibliografia: p. 515 a 530; - Tratado de Fitogeografia do Brasil, Caatinga. Unidades Fitogeográficas do Estado do Paraná, Roderjan et al Manual Técnico da Vegetação Brasileira, IBGE. Pag

3 Caatinga É um complexo vegetacional no qual dominam os tipos de vegetação constituídos de arvoretas e arbustos decíduos durante a seca e quase sempre armados de espinhos ou acúleos. Vegetação xerófila, formada por cactáceas, bromeliáceas e ervas quase sempre anuais são frequentes neste tipo de vegetação. Caatinga, no tupi-guarani, significa mata branca devido o aspecto da vegetação seca ou pardo-acinzentada. As ervas e gramíneas somente vegetam na época chuvosa, por isso são imperceptíveis a maior parte do ano. Cipós e epífitas não existem. Na época das chuvas ocorre intensa rebrota das árvores, arbustos que possuem órgãos subterrâneos para armazenamento de água. Germinam milhares de sementes. As árvores possuem folhagem delicada, cascas finas e lisas. Árvores baixas e finas, com intensa ramificação, troncos retiíneos. Exceção são as árvores grandes chamadas de barrigudas, que armazenam água nos lenhos moles. Ex: Cavanillesia arborea (barriguda-lisa) e Chorisia crispiflora (barriguda-de-espinho).

4

5 Caatinga Há uma divisão da caatinga em dois tipos de paisagem, com base nos graus de umidade. AGRESTE – mais úmido por estar mais próximo ao mar, solo mais profundo e vegetação mais alta e densa e SERTÃO – mais seco, como solo raso e/ou pedregoso, vegetação mais baixa e pobre, ocupa enormes extensões no interior do Nordeste. A zona do SERTÃO é a caatinga típica, seca e agressiva. Na classificação do IBGE a CAATINGA é chamada de Savana-Estépica.

6 Aspecto caatinga

7 Época secaÉpoca chuvosa

8 Caatinga O clima é semi-árido, com temperaturas médias anuais compreendidas entre 27ºC e 29ºC e com médias pluviométricas inferiores aos 800 mm. Geralmente a estação seca se dá no meio do ano (maio a setembro). A rigidez climática das caatingas é conferida principalmente pela irregularidade na distribuição destas chuvas no tempo e no espaço. A paisagem mais comum da Caatinga é a que ela apresenta durante a seca. Na estação seca a temperatura do solo pode chegar até 60°C O clima é semi-árido, com temperaturas médias anuais compreendidas entre 27ºC e 29ºC e com médias pluviométricas inferiores aos 800 mm. Geralmente a estação seca se dá no meio do ano (maio a setembro). A rigidez climática das caatingas é conferida principalmente pela irregularidade na distribuição destas chuvas no tempo e no espaço. A paisagem mais comum da Caatinga é a que ela apresenta durante a seca. Na estação seca a temperatura do solo pode chegar até 60°C. Ocorre em quase 1 milhão de km 2 no Brasil (11% do território nacional), Predomina na região Nordeste, e em áreas marginais dos estados de MG e ES. Em planícies sucessivas e de chapadas baixas em altitudes de m, sobre terrenos do complexo cristalino e formações sedimentares. O solo é predominantemente argiloso, vermelho, podendo ser também arenoso, quase sempre com afloramento rochoso ou raso e compacto. A chuva escorre violentamente causando erosão. Solo em geral seco para a vegetação.

9 Mapa de climas - Brasil

10 Espécies típicas Joazeiro, joá (Ziziphus joazeiro)

11 Espécies típicas xique-xique (Pilosocereus gounellei)

12 Espécies típicas Barriguda-lisa (Cavanillesia arborea)

13 Estepe (Campos-gerais Planálticos e Campanha Gaúcha) Ocorrem em terrenos suave-ondulados, vegetação essencialmente graminióide. É elemento característico da paisagem dos planaltos do sul do Brasil. Originada do atual período pós-glacial, essa vegetação foi a colonizadora da superfície estéril resultante do clima anterior. É mantida pela ocorrência regular do fogo, de causa natural ou antrópica. São típicas Poaceae dos gêneros Aristida, Paspalum, Andropogon, Eragrostis, Piptochaerium e Panicum. Além de elementos das famílias Asteraceae, Apiaceae, Cyperaceae, Lamiaceae, Amaranthaceae, Fabaceae, entre outras. Ocorre em solos do tipo Cambissolos, Neossolos litólicos, Latossolos, Argissolos e Gleissolos. Ocorrem agrupamentos arbóreos marginais aos rios ou isolados na forma de capões, em que a Araucaria se sobressai. Destacam-se também Sebastiania commersoniana, Podocarpus lambertii, Gochnatia polymorha, Schinus terebinthifolius, Lithraea brasiliensis, Ocotea porosa, Syagrus romanzoffiana e Alophyllus edulis.

14

15 Estepe (Campos-gerais Planálticos e Campanha Gaúcha) As plantas são submetidas a uma dupla estacionalidade climática, uma fisiológica, provocada pelo frio das frentes polares, e outra seca mais curta, devido ao déficit hídrico. Temperatura média anual 18 o C, ocorrência de geadas e pluviosidade anual de mm com maior concentração das chuvas no inverno.

16 FITOGEOGRAFIA DO PARANÁ O Estado do Paraná, com apenas 2,5% da superfície brasileira, possui as principais unidades fitogeográficas do Brasil. Originalmente, 83% de sua superfície eram cobertos por florestas, os demais 17% cobertos por campos e cerrados. CINCO GRANDES unidades fitogeográficas se destacam no estado: 1)Floresta Ombrófila Densa (porção leste, Serra do Mar) 2)Floresta Ombrófila Mista (oeste da serra do Mar nos planaltos entre 800 e 1.200m) 3)Floresta Estacional Semidecidual (regiões norte e oeste e vales dos rios da bacia do Paraná, abaixo dos 800 m); 4)Savana (pequenos manchas nas regiões norte e nordeste, limite sul – 1%) 5)Estepe ou campos (nas porções mais elevadas dos planaltos – 14%)

17 FITOGEOGRAFIA DO PARANÁ


Carregar ppt "Fitogeografia – Eng. Florestal Aula 8 – Caatinga, Pampas, Vegetação do Paraná Dois Vizinhos, 25/06/2010 Prof. Dr. Mauricio Romero Gorenstein."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google