A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VEGETAÇÃO A vegetação é reflexo das condições naturais e da variação de solos e climas de determinado local. Segundo o clima, a vegetação se divide em:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VEGETAÇÃO A vegetação é reflexo das condições naturais e da variação de solos e climas de determinado local. Segundo o clima, a vegetação se divide em:"— Transcrição da apresentação:

1 VEGETAÇÃO A vegetação é reflexo das condições naturais e da variação de solos e climas de determinado local. Segundo o clima, a vegetação se divide em: * Xerófilas: plantas adaptadas à aridez; * Higrófilas: plantas adaptadas a muita umidade, sendo sempre perenes; * Tropófilas: plantas adaptadas a um estação seca e uma úmida;

2 Segundo a forma das folhas, a vegetação se divide em: * Aciculifoliadas: com folhas em forma de agulhas, como os pinheiros, para evitar a transpiração. * Latifoliadas: com folhas largas, de regiões muito úmidas, o que permite uma maior transpiração. * caducifólias: que perdem as folhas na época seca ou fria.

3 Formações vegetais no mundo Floresta de coníferas ou Taiga – Formada por pinheiros em regiões frias e continentais;Floresta de coníferas ou Taiga – Formada por pinheiros em regiões frias e continentais; Floresta Temperada – Florestas caducifólias de regiões frias;Floresta Temperada – Florestas caducifólias de regiões frias; Floresta Tropical – vegetação higrófila e densa de clima quente e úmido.Floresta Tropical – vegetação higrófila e densa de clima quente e úmido. Desertos – xerófilas adaptadas à pouca água. Folhas transformadas em espinhos;Desertos – xerófilas adaptadas à pouca água. Folhas transformadas em espinhos;

4 Tundra – vegetação rasteira (musgos e líquens) das regiões polares;Tundra – vegetação rasteira (musgos e líquens) das regiões polares; Vegetação Mediterrânea – vegetação de clima mediterrâneo (inverno úmido e verões quentes e secos). Formada por pequenas árvores espassadas;Vegetação Mediterrânea – vegetação de clima mediterrâneo (inverno úmido e verões quentes e secos). Formada por pequenas árvores espassadas; Pradarias – formação herbácea, formada basicamnete por capim (herbáceas), ocorrentes em climas temperados continetais;Pradarias – formação herbácea, formada basicamnete por capim (herbáceas), ocorrentes em climas temperados continetais; Estepes – vegetação herbácea, mais esparsa e mais seca que a pradaria;Estepes – vegetação herbácea, mais esparsa e mais seca que a pradaria; Savana – vegetação complexa de clima tropical onde o verão é seco e o inverno é quente. Apresenta árvores, arbustos e herbáceas.Savana – vegetação complexa de clima tropical onde o verão é seco e o inverno é quente. Apresenta árvores, arbustos e herbáceas.

5 Formações Vegetais Brasileiras Tipos de vegetação do Brasil

6 A vegetação brasileira: Classificação da geógrafa Dora Amarante Romariz. Ela identifica 4 grandes formações vegetais no Brasil: * Formações Florestais; * Formações Complexas; * Formações Herbáceas; * Formações Litorâneas.

7 Mapa com vegetação original Mapa com vegetação original

8 Mapa com vegetacao antropizada Mapa com vegetacao antropizada

9 FORMAÇÕES FLORESTAIS

10 Essas formações se dividem em dois tipos: * Latifoliadas – árvores com folhas largas e que formam florestas densas e com árvores muito altas. * Aciculifoliadas – com folhas pontiagudas, adaptadas às baixas temperaturas.

11 Floresta Latifoliada Equatorial ou Floresta Amazônica ou Hiléia * ocupa cerca de 40% do território brasileiro (AM, AC, AM, MT, Maranhão). * característica de climas quentes e úmidos. Possui uma formação heterogênea e densa, e pode ser dividida em três estratos:

12 Igapó – parte que se assenta na parte mais baixa da floresta, em áreas permanentemente alagadas. Igapó – parte que se assenta na parte mais baixa da floresta, em áreas permanentemente alagadas.

13 Várzea – ocupa a parte de média altitude do relevo, em áreas periodicamente inundadas. Várzea – ocupa a parte de média altitude do relevo, em áreas periodicamente inundadas.

14 Terra firme – localiza-se na parte mais elevada do relevo, por não ser inundada é a que possui a vegetação mais exuberante e desenvolvido da floresta. Terra firme – localiza-se na parte mais elevada do relevo, por não ser inundada é a que possui a vegetação mais exuberante e desenvolvido da floresta.

15 Floresta Latifoliada Tropical Mata Atlântica Formação exuberante, parecida com a floresta equatorial. Extendia-se no litoral brasileiro do RN até o RS. No interior do continente aparecia em quase toda a área de drenagem do Rio Paraná. Foi intensamente devastada pelas culturas da cana – de – açúcar e do café. Existe ainda em áreas anecúmenas, como a serras do Mar e da Mantiqueira

16 Foto Mata Atlântica

17

18 Mata dos Cocais Mata dos Cocais Formação de transição no meio – norte, ladeada por climas opostos - semi-árido e equatorial úmido. Formada por matas de cocais (palmeiras). Na parte úmida (MA, oeste do PI, norte de TO) destaca-se a palmeira Babaçu Na parte mais seca (leste do PI, CE, RN) destaca- se a carnaúba (possui uma cera para evitar a transpiração)

19

20 Floresta acicufoliada subtropical – Floresta acicufoliada subtropical – Mata de Araucária Típica de clima subtropical, menos quente e úmido. As árvores têm folhas finas e alongadas, o que evita a perda de umidade, relativamente homogênea, predominando a Araucária angustifolia ou Pinheiro do Paraná

21

22

23 FORMAÇÕES COMPLEXAS

24 Cerrado ou Savana-do-Brasil Cerrado ou Savana-do-Brasil Formação que ocupava originalmente 25% do território brasileiro. Típico de áreas de clima quente e com duas estações bem definidas, uma seca e uma úmida. Aparece em quase todo o Brasil central – Centro- oeste, sul do Pará e do MA, oeste da BA e de MG e norte de SP. Caracteriza-se pelo domínio de pequenas árvores com troncos retorcidos, com casca grossa, geralmente caducifólias e com raízes profundas. Vem sendo devastado pela pecuária e pela agricultura intensiva e mecanizada. Por ser de fácil acesso e de relevo relativamente plano, apesar do solo pobre o cerrado cada vez mais sofre com a destruição causada pelo homem.

25

26

27 Caatinga – Caatinga – Formação típica do clima semi-árido do sertão nordestino, ocupa cerca de 11% do território brasileiro. Composta por plantas xerófilas (cactáceas com folhas em espinhos), caducifólias e pela carnaubeira. A caatinga é explorada com pecuária, mas possui baixo rendimento com alto impacto no ecosistema.

28

29

30 Complexo do Pantanal Complexo do Pantanal Depressão localizada no interior do MT e do MS. O nome Pantanal não se aplica corretamente, pois a área não permanece inundada todo o tempo, tendo seu período de estiagem. Existem diversos tipos de vegetação coexistindo conforme o período do ano e as áreas secas: * Arbustos típicos de cerrado; * Herbáceas * Áreas de floresta tropical Área tradicional de ocupação de gado sem impacto, que atualmente vem sendo reocupada com agricultura intensiva.

31

32

33 FORMAÇÕES HERBÁCEAS

34 São também chamadas de campestres. Formada por gramíneas e pequenos arbustos e podem ser encontradas em diversas regiões brasileiras. INTERESSANTE: normalmente são áreas ocupadas principalmente com pecúária.

35 Campos meridionais – Campanha Gaúcha (campos limpos) no RS e Campos de Vacaria no MT. Campos meridionais – Campanha Gaúcha (campos limpos) no RS e Campos de Vacaria no MT.

36

37 Campos de Hiléia – áreas inundáveis da Amazônia oriental, Litoral do Amapá, ilha de Marajó e Golfão Maranhense.

38 Campos de altitude – Ocorrem na Serra da Mantiqueira e nos planaltos residuais norte amazônicos. Campos de altitude – Ocorrem na Serra da Mantiqueira e nos planaltos residuais norte amazônicos.

39

40

41

42 FORMAÇÕES LITORÂNEAS

43 As vegetações litorâneas extendem-se por toda a costa brasileira e apresentam constituições variadas, condicionadas ao tipo de solo e ao nível de umidade. Mangues – vegetação adaptada a intensa salinidade e à falta de oxigenação da água. São plantas com raízes aéreas (halófilas), que aproveitam os nutrientes diretamente da água;Mangues – vegetação adaptada a intensa salinidade e à falta de oxigenação da água. São plantas com raízes aéreas (halófilas), que aproveitam os nutrientes diretamente da água;

44

45 Restingas Restingas Misturam-se espécies herbáceas, arbustivas e arbóreas em áreas de solo arenoso.

46

47

48 Dunas Dunas Possuem vegetais rasteiros, com raízes profundas e grande extensão horizontal formando cordões vegetais.

49

50 Praias Praias São comuns espécies halófilas, com locais ricos em sal, como a salsa-de-praia e o jundu, vegetação arbóreo-arbustiva do litoral paulista

51

52


Carregar ppt "VEGETAÇÃO A vegetação é reflexo das condições naturais e da variação de solos e climas de determinado local. Segundo o clima, a vegetação se divide em:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google