A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

POSIÇÃO DE CLÍTICOS NAS SEGUNDAS COORDENADAS PROJETO FINANCIADO PELA FAPESP Orientadora: CHARLOTTE MARIE CHAMBELLAND GALVES Pesquisadora: GILCÉLIA DE MENEZES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "POSIÇÃO DE CLÍTICOS NAS SEGUNDAS COORDENADAS PROJETO FINANCIADO PELA FAPESP Orientadora: CHARLOTTE MARIE CHAMBELLAND GALVES Pesquisadora: GILCÉLIA DE MENEZES."— Transcrição da apresentação:

1 POSIÇÃO DE CLÍTICOS NAS SEGUNDAS COORDENADAS PROJETO FINANCIADO PELA FAPESP Orientadora: CHARLOTTE MARIE CHAMBELLAND GALVES Pesquisadora: GILCÉLIA DE MENEZES DA SILVA

2 UM OLHAR SOBRE AS COORDENADAS A medida que o projeto temático Padrões Rítmicos, Fixação de Parâmetros e Mudança Lingüística analisa seus dados coletados e consegue levantar algumas questões importantes sobre a história dos clíticos, dentro do evolução do português, se faz necessário um estudo mais detalhado sobre a colocação dos clíticos em orações coordenadas.

3 A COLOCAÇÃO DE CLÍTICOS NAS ORAÇÕES COORDENADAS DO PORTUGUÊS CLÁSSICO Portanto, este projeto irá, para cada autor analisado, classificar as ocorrências de clíticos em orações coordenadas V1 (com o verbo seguindo imediatamente a conjunção de coordenação), e verificar se há ocorrência ou não de um fenômeno chamado paralelismo, ou seja, se a posição do clítico nas segundas coordenadas depende da posição da primeira coordenada. Em particular se a ênclise na segunda coordenada depende da ênclise na primeira. E a partir dos resultados, verificar se dentro do período considerado existe alguma variação ao longo do tempo.

4 OCORRÊNCIA DE PARALELISMO EM COORDENADAS DO TIPO V1 Quando se observa a colocação dos clíticos em orações coordenadas, podemos verificar que as ocorrências de paralelismo podem ser divididas em dois grandes grupos: há casos em que a primeira oração coordenada não possui clíticos (grupo 1) e casos em que o clítico ocorre tanto na primeira oração coordenada quanto na segunda coordenada (grupo 2). Subdividindo estes dois grupos encontramos seis possíveis casos de colocação dos clíticos:

5 CASOS DE PARALELISMO

6 ALGUNS EXEMPLOS 1) Cl - V + conj. + cl - V Vieira l. AoPadre/NPR Pontilier/NPR dei/VB-D os/D-P recados/N-P de/P Vossa/PRO$-F Excelência/NPR ;/. êle/PRO me/CL deixa/VB-P,/, e/CONJ se/SE vai/VB-P a/P Portugal/NPR sôbre/P negócios/N-P do/P+D serviço/N,/, de/P Sua/PRO$-F Majestade/NPR,/, de/P que/WPRO é/SR-P o/D principal/ADJ-G o/D que/WPRO Vossa/PRO$-F Excelência/NPR sabe/VB-P,/, sôbre/P que/WPRO espero/VB-P resposta/N de/P Lisboa/NPR./. 2) V- cl + conj. + V-cl Vieira s. Sabeis/VB-P de/P certo/ADJ que/C não/NEG fez/VB-D o/D crime/N,/, e/CONJ infamael-o/VB-P+CL,/, e/CONJ accusael-o/VB-P+CL,/, e/CONJ condemnael-o/VB-P+CL como/CONJS se/SE o/CL fizera/VB-RA./. Garrett /( Dá-se/VB-P+SE razão/N,/, e/CONJ tira-se/VB-P+SE depois/ADV,/, ao/P+D padre/NPR José/NPR Agostinho/NPR./. 3) V- cl + conj. + cl - V Melo Guarde-vos/VB-SP+CL Deus/NPR sempre/ADV de/P todo/Q o/D mal/N,/, e/CONJ vos/CL dê/VB-SP quanta/WD-F saúde/N a/P mi/PRO me/CL falta/VB- P ;/. e/CONJ se/CONJS tambem/ADV com/P ela/PRO fôr/SR-SR o/D que/WPRO não/NEG tenho/TR-P de/P gôsto/N,/, nem/CONJ descanso/N,/, não/NEG ficareis/VB-R mal/ADV aquinhoado/VB-AN./. 4) Cl - V + conj. + V – cl Garret < Levem-me/VB-SP+CL de/P olhos/N-P tapados/VB-AN-P onde/WADV quiserem/VB-SR,/, não/NEG me/CL desvendem/VB-P senão/SENAO no/P+D café/N ;/. e/CONJ protesto-lhe/VB-P+CL que/C em/P menos/ADV-R de/P dez/NUM minutos/N-P lhe/CL digo/VB-P a/D-F terra/N em/P que/WPRO estou/ET-P se/WQ for/SR-SR país/N-P sublunar/ADJ-G./.

7

8

9

10

11

12


Carregar ppt "POSIÇÃO DE CLÍTICOS NAS SEGUNDAS COORDENADAS PROJETO FINANCIADO PELA FAPESP Orientadora: CHARLOTTE MARIE CHAMBELLAND GALVES Pesquisadora: GILCÉLIA DE MENEZES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google