A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TUTELA ADMINISTRATIVA DO MEIO AMBIENTE Instrumentos de Proteção ao Meio Ambiente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TUTELA ADMINISTRATIVA DO MEIO AMBIENTE Instrumentos de Proteção ao Meio Ambiente."— Transcrição da apresentação:

1 TUTELA ADMINISTRATIVA DO MEIO AMBIENTE Instrumentos de Proteção ao Meio Ambiente

2 1 – Avaliação de Impacto Ambiental (Licenciamento Ambiental) 2 – Zoneamento Ambiental 3 – Tombamento 4 - Selo Verde – ISO – Desapropriação Ambiental

3 1 – Avaliação de Impacto Ambiental (Licenciamento Ambiental) – Vimos na aula Anterior

4 2 – Zoneamento Ambiental 2.1 – Conceito destinação factual ou jurídica da terra às diversas modalidades de uso do ser humano.

5 Paulo de Bessa Antunes: É uma importante intervenção estatal na utilização de espaços geográficos e no domínio econômico, organizando a relação espaço-produção, alocando recursos, interditanto áreas, destinando outras para estas e não para aquelas atividades, incentivando e reprimindo condutas etc. (Direito Ambiental 9ª ed., 2006; p. 181)

6 2 – Zoneamento Ambiental (continuação) Espécies a) Zoneamento Ambiental para Pesquisas Ecológicas – Lei 6.902/81 b) Zoneamento Ambiental Agroecológico – Lei de 1991 c) Zoneamento Ecológico-Econômico – Decreto 4.297/02

7 a) Zoneamento Ambiental para Pesquisas Ecológicas – Lei 6.902/81, Decreto /90 e Resolução CONAMA 302 de 2002 APPs Estações e Parques Ecológicos

8 b) Zoneamento Ambiental Agroecológico – Lei 4.504/64 e 8.171/91 É atribuição do Poder Público realizar zoneamentos agroecológicos com o objetivo de disciplinar e o ordenar a ocupação espacial das atividades produtivas e também para a instalação de novas hidrelétricas. A concessão de crédito rural levará sempre em conta o zoneamento agroecológico. O INCRA delimita as regiões de acordo com suas características geográficas para os objetivos de reestruturação das áreas, liberação de subsídios e promoção de reforma agrária.

9 c) Zoneamento Ecológico-Econômico – Decreto 4.297/02 Procura utilizar a demarcação factual enquanto instrumento para o planejamento estratégico visando a ocupação do território sob a perspectiva da sustentabilidade ecológica e econômica.

10 Decreto 4.297/02 – Fixa competência da União em conjunto com os Estados para Zonear as Áreas de Interesses Comuns Art. 3° O ZEE tem por objetivo geral organizar, de forma vinculada, as decisões dos agentes públicos e privados quanto a planos, programas, projetos e atividades que, direta ou indiretamente, utilizem recursos naturais, assegurando a plena manutenção do capital e dos serviços ambientais dos ecossistemas. Parágrafo único. O ZEE, na distribuição espacial das atividades econômicas, levará em conta a importância ecológica, as limitações e as fragilidades dos ecossistemas, estabelecendo vedações, restrições e alternativas de exploração do território e determinando, quando for o caso, inclusive a relocalização de atividades incompatíveis com suas diretrizes gerais.

11

12

13

14

15

16 DECRETO Nº 6.961, DE 17 DE DOU Aprova o zoneamento agroecológico da cana-de-açúcar e determina ao Conselho Monetário Nacional o estabelecimento de normas para as operações de financiamento ao setor sucroalcooleiro, nos termos do zoneamento. Art. 1º Fica aprovado o zoneamento agroecológico da canade-açúcar no Brasil, a partir da safra 2009/2010, conforme Anexo. Art. 2º As revisões posteriores do zoneamento de que trata o art. 1º, inclusive com a atualização da base de dados, ficam a cargo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Art. 3º O Conselho Monetário Nacional estabelecerá as condições, critérios e vedações para a concessão de crédito rural e agroindustrial à produção e industrialização de cana-de-açúcar, açúcar e biocombustíveis. Art. 4º Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação. Brasília, 17 de setembro de 2009; 188º da Independência e 121º da República.

17 Outros Zoneamentos Existentes: - Zoneamento Ambiental Urbano – Lei de Zoneamento Ambiental Industrial – Lei de Zoneamento Ambiental Costeiro – Lei de 1988

18 Conclusões sobre o Zoneamento: A relevância e a importância do zoneamento ambiental consistem na instrumentalização de princípios da gestão ambiental, como a otimização do uso dos recursos naturais (econômicos, financeiros e humanos), a previsão e a prevenção de impactos ambientais, o controle da capacidade de absorção dos impactos ambientais pelo meio, e o ordenamento territorial. Infelizmente, o zoneamento ambiental não vem sendo utilizado proveitosamente pela Administração Pública, no Brasil, fato que vários transtornos surgem decorrentes da falta de conhecimentos aprofundados sobre o território administrado.

19 3 – Tombamento 3.1 – CONCEITO O Decreto-lei Nº 25 de 1937 disciplinou o patrimônio histórico e artístico nacional. No seu, art. 1º, ele conceituou o patrimônio histórico e artístico nacional como o conjunto dos bens móveis e imóveis existentes no país e cuja conservação seja de interesse público, quer por sua vinculação a fatos memoráveis da história do Brasil, quer por seu excepcional valor arqueológico ou etnográfico, bibliográfico ou artístico.Decreto-lei Nº 25 de 1937

20 3 – Tombamento 3.2 – O que pode ser Tombado 3.3 – Como solicitar? 3.4 – Processo de Tombamento – O que é?

21 3 – Tombamento (continuação) 3.5 – Espécies de Tombamento a) De ofício b) Voluntário c) Compulsório

22 3 – Tombamento (continuação) 3.6 – É desapropriação? 3.7 – O objeto tombado pode ser alugado ou vendido?

23 3 – Tombamento (continuação) 3.8 – EFEITOS: – Restrição à alienabilidade – Modificabilidade – Restrição às propriedades vizinhas

24 Tombamento Ambiental? No § 2º, do art. 1º, do Dec.-lei 25/37 ficou estabelecido que os monumentos naturais, os sítios e paisagens que importe poderão ser tombados. Isto atinge os que estão inseridos dentro das propriedades rurais, causando restrições de uso por parte dos proprietários.


Carregar ppt "TUTELA ADMINISTRATIVA DO MEIO AMBIENTE Instrumentos de Proteção ao Meio Ambiente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google