A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Arte Neoclássica Movimentos do Século XIX. A Apoteose de Homero, 1826-27. Ingres.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Arte Neoclássica Movimentos do Século XIX. A Apoteose de Homero, 1826-27. Ingres."— Transcrição da apresentação:

1 Arte Neoclássica Movimentos do Século XIX

2 A Apoteose de Homero, Ingres.

3 Os artistas franceses do final do século XVIII e início do século XIX buscaram uma nova maneira de se expressarem inspirando-se em detalhes da arte grega e romana e na pintura renascentista. Históricamente, a sociedade passava por transformações: uma nova e forte burguesia assumia a direção da sociedade após a Revolução Francesa e principalmente com o Império de Napoleão.

4 A Coroação, David.

5 Júpter e Tétis, Ingres.

6 Na pintura, os temas mais trabalhados foram as cenas históricas e mitológicas, os retratos, e estabelecem uma nova paisagem – uma cena idealizada. O artista idealiza sua obra, buscando a perfeição, numa cena que não é do seu tempo e do seu lugar, e cria com as figuras uma composição equilibrada e harmoniosa.

7 Pátroclo, David.

8 Retrato de Madame Recamier, David.

9 O Retrato de Napoleão I, David.

10 A pintura tem como referência o desenho. A técnica de pintura, com a pincelada bem lisa, chega quase a umaperfeição. Nas figuras que pintavam – nos tecidos, em objetos, na pele – temos a ilusão de enxergar uma cena real, mas com poses fotográficas. Artistas como os pintores Jacques-Louis David ( ) e Jean- Auguste Dominique Ingres ( ) trabalhavam dessa maneira. A esse estilo é dado o nome de Neoclacissismo, que se iniciou por volta de 1780, na França.

11 Auto-retrato, David.

12 Auto-retrato, Ingres.

13 Viagem pelos trópicos: um olhar europeu No Brasil, desde o descobrimento do país, muitos registros gráficos foram realizados por curiosos e aventureiros que aqui estiveram. Artistas, naturalistas e cientistas desenharam e pintaram as pessoas e os seus costumes, suas casas, os animais, a vegetação e a paisagem.

14 Habitação dos Apiacás sobre o Arinos, Hercule Florence. Aquarela.

15 Abacaxi, melancias e outras frutas, sem data. Albert Eckhout. Óleo sobre tela.

16 Influências holandesas A partir da vinda de Maurício de Nassau, as pinturas de Frans Post e Albert Eckhout registaram cenas do nosso país, que foram divulgadas na Europa. Apesar de muitas vezes se tratar de um desenho de observação, são claras as interferências dos padrões estéticos europeus. As personagens, apesar de estarem em movimento, paracem posar para uma fotografia – beleza estática – característica do Neoclassicismo.

17 Índio Tapuia, Albert Eckhout. Albert Eckhout esteve no Brasil entre 1637 e 1644, passando por Pernambuco e pela Bahia, onde fez pinturas da fauna, da flora e de tipos étnicos brasileiros.

18 Mulher Tupi com Criança, Albert Eckhout. Óleo sobre tela. Mameluca, Albert Eckhout. Óleo sobre tela.

19 Paisagem Brasileira, Frans Post. diretamente, já que, até então, eram conhecidas apenas gravuras e desenhos pintados a partir de depoimentos dos viajantes. Frans Post ficou conhecido como o pintor de paisagens do Brasil. Suas imagens correspondem aos primeiros registros observados

20 Vista de Olinda, Brasil, Frans Post. Óleo sobre tela.

21 Carro de Bois, Frans Post.

22 Missão Artística Francesa Em 1816, chegou ao Rio de Janeiro a chamada Missão Artística Francesa, com o objetivo de instalar o ensino de artes e ofícios no Brasil. Na equipe, escultores, arquitetos e artistas. Dentre eles, Jean-Baptiste Debret ( ), que aqui foi professor de pintura histórica, retratou, durante seu trabalho e suas viagens pelo interior do Brasil, os tipos humanos que aqui viviam, seus costumes e as paisagens locais, por meio de desenhos, aquarelas e gravuras.

23

24

25 Na pintura neoclássica, os artistas valorizavam a ordem visual. É como se os elementos que compóem a obra estivessem organizados para sugerir calma e racionalidade. Vestimentas de Ministros e Secretários de Estado, Jean-Baptiste Debret.

26 Rugendas – comunhão com a natureza Outro aspecto freqüente nas pinturas dos artistas é a presença de figuras humanas na paisagem. As imagens de Johann Moritz Rugendas ( ), um dos artistas europeus no Brasil, apresentam o homem na exuberante natureza brasileira. Ao mesmo tempo, transmitem o sentimento de respeito deste homem pela floresta, plantas, flores e pássaros, dos quais se alimenta. Nas pinturas, a paisagem foi uma constante entre os artistas do século XIX, que eram observadores e detalhistas.

27 Paisagem Brasileira. Rugendas.

28 Viagem Pitoresca ao Brasil. Rugendas.

29 Capoeira, Rugendas.

30 Artistas brasileiros: um olhar estrangeiro A proposta da Missão Artística (1816) seria seguir o modelo de uma escola de vanguarda francesa. Foi criada a Academia Imperial de Belas Artes e para lá foram muitos jovens artistas brasileiros. Nas aulas, eles recebiam instruções de tratamento de técnica e sugestões de temas para suas pinturas, adotando um padrão estético estrangeiro. Existia um compromisso de passar a idéia de beleza e harmonia defendidos pela academia. Artistas que seguiram esses modelos de representação e normas estéticas são denominados artistas acadêmicos.

31 A Primeira Missa no Brasil, Vitor Meireles.

32 Moema, Vitor Meireles.

33 Coroação de D. Pedro II, Manuel de Araújo Porto-Alegre.

34 A Noiva, Almeida Junior.

35 Arrufos, Belmiro de Almeida.

36 O Grito do Ipiranga, !888. Pedro Américo.

37 Paz e Concórdia, Pedro Américo.

38 Fim Baseado na Coleção Pitágoras – livro 2 da 6a. Série Prof.: Mônica Freitas


Carregar ppt "Arte Neoclássica Movimentos do Século XIX. A Apoteose de Homero, 1826-27. Ingres."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google